23/02/2017

Sérgio Caetano apresentado no Paulista: “Temos que ralar, temos que sangrar”

No começo da tarde desta quinta-feira enfim acabou a novela quem comandará o Paulista no restante da Série A-3 do Campeonato Estadual. Sérgio Caetano foi apresentado como treinador do Tricolor, após a saída de Umberto Louzer, para ser auxiliar-técnico do Guarani. As negociações com Sérgio começaram na última quarta-feira e somente foram finalizadas na manhã desta quinta-feira, quando já em Jundiaí finalizou os últimos detalhes da negociação.  Ele fica até o final da participação do Galo na “Terceirona”. Sua principal missão é livrar o Paulista do rebaixamento a Quarta Divisão do Campeonato Estadual. E para isso, seu time tem que se entregar dentro de campo.

“Primeiro saber jogar com a divisão. Hoje temos que buscar a vitória, temos que ralar, temos que sangrar, buscar os resultados e trabalhar. Nosso primeiro trabalho é na quarta-feira”, lembrou o treinador sobre o jogo de quarta-feira contra o Rio Branco, em Americana, às 20h. Sérgio Caetano chega com um auxiliar, Ivan Canela, que trabalhou com ele já nesta função e também como preparador físco. Canela já foi preparador físico da seleção sub-17.

Para ele a sua principal missão nestes primeiros dias é recuperar a moral dos atletas. “O primeiro trabalho é recuperar a autoestima dos atletas, mostrar o caminho para eles, pois não tem nada perdido”, declarou. “Estes atletas tem que voltar a ter a alegria que já tiveram no inicio. A gente está aqui hoje porque acreditamos no grupo. Primeiro passo é conversar e buscar informações”, completou.

Sérgio disse que já acompanhou algumas partidas do Paulista pela televisão ou via internet. “Você tem que acompanhar todos, mais fácil de ter um convite de quem estar lá trás. Você tem obrigação por estar na área de acompanhar e buscar informações de quem está mal. Surgiu o convite do Paulista e aceitamos como maior prazer", disse. "Assisti contra o Atibaia e o Inter. Tudo é uma escolha pelos atletas e pela tradição do clube. Um time grande como o Paulista não pode estar nesta situação”, completou.

Com o treinador, atuará que estiver melhor no grupo, independe da idade, e se veio do grupo da Copinha, ou chegou contratado no final do ano passado. “Vamos usar de acordo com o momento. Não tem porque usar um experiente que está mal. Não existe isso. Quem se encontrar melhor, seja jovem ou experiente vai jogar. Vamos conversar, conhecer todos, no dia-a-dia, para ter um tempo. Não podemos atropelar”, disse. Sobre perfil de treinador, ele gosta dos estilos de Muricy Ramalho e Dorival Junior, mas ele tem na ponta da língua o seu favorito. “Eu gosto mais do Sérgio Caetano, pode ter certeza”.

Ele foi jogador de futebol, com passagem destacada no União Barbarense, nos anos 90, onde foi zagueiro, onde jogou ao lado de Gilson Batata. A sua primeira oportunidade como treinador depois de pendurar as chuteiras como jogador surgiu em 2000, ao assumir o comando do time sub-17 do Mirassol. Depois, trabalhou no juvenil do Rio Preto.

O treinador, atualmente com 49 anos, tem uma história ligada ao Catanduvense. Em 2006 ele conquistou o acesso da Quarta Divisão do Campeonato Paulista, para a Série A-3. No ano seguinte, repetiu o feito elevando o time de Catanduva a Série A-2. Ano passado, dirigiu o time na Série A-3 e na Copa Paulista – neste último torneio, levou o time até a segunda fase. Ele também já dirigiu entre outros clubes de São Paulo o Batatais, Vocem, Mirassol e XV de Piracicaba e Taubaté. Em Goiás,


Thiago Batista – Site Esporte Jundiaí; fotos: Thiago Batista
Leia +

Esporte de Campo Limpo abre inscrições para natação e hidroginástica em março –

As aulas de natação e hidroginástica no complexo esportivo Central de Campo Limpo Paulista têm inscrições abertas no próximo mês. Os interessados nas aulas de natação poderão se inscrever no dia 14, e, na hidroginástica, no dia 15, no ginásio Nenezão, sempre das 8h às 11h e das 13h30 às 16h. Também, os alunos que frequentaram regularmente o 2º semestre da natação e hidroginástica em 2016, poderão refazer sua matrícula. Para a natação, a rematrícula ficou agendada nos dias 7 e 9, e para a hidroginástica, nos dias 8 e 10 de março.

No ato da matrícula e rematrícula, os candidatos devem apresentar a seguinte documentação: a carteirinha antiga (este item somente para ex-alunos), duas fotos 3x4, cópia do RG ou Certidão de Nascimento e cópia do comprovante de residência, no nome do aluno ou do responsável. Ainda, será recolhida a taxa de inscrição prevista pela Lei Municipal nº 2260, de 06 de maio de 2015, no valor de R$ 20,00.
Após a entrega da documentação, os candidatos serão encaminhados ao exame médico realizado no dia 11, para as rematrículas, e no dia 18 de março, para as novas matrículas. O local será indicado no dia da inscrição.

A natação é realizada de terça, quarta, quinta e sexta-feira em dois horários, às 7h e às 16h30. Já a hidroginástica é feita de quarta e sexta-feira no período da manhã e de terça e quinta-feira de tarde. 
O curso de natação é oferecido para crianças a partir dos cinco anos e adultos até 59 anos. Já, a hidroginástica é apenas para adultos de 18 a 59 anos. O complexo esportivo Central fica na Av. Marginal, s/nº, Jd. América. 


Site da Prefeitura de Campo Limpo Paulista
Leia +

Atividades esportivas terão parceria das academias de Itupeva

A Prefeitura de Itupeva iniciou a regularização das atividades esportivas e recreativas que estavam sendo realizadas nos espaços públicos municipais. Alguns projetos são gratuitos e tem interesse social, mas carecem de uma regulamentação, motivo pelo qual a conduta foi adotada.

“Já existem diversas opções de atividades físicas gratuitas destinadas à população, algumas delas no próprio Parque da Cidade. A Secretaria de Esportes e Lazer pretende lançar em breve um programa com aulas abertas aos interessados, em parceria com as academias da cidade e profissionais da área do esporte e lazer. Dessa forma o local terá uma utilização democrática das instalações, cumprindo as regras de uso e beneficiando diretamente as pessoas”, afirmou o secretário Robinson Toledo.

Para tanto, os interessados poderão dirigir-se à Secretaria de Esportes e Lazer para apresentar um projeto da atividade a ser desenvolvida, providenciar a documentação necessária e aguardar a aprovação da Prefeitura.

Foi o caso do treinador Marco Antonio (Marcão), que esteve no Paço Municipal, na manhã de terça-feira (21), para se orientar sobre as providências necessárias. O intuito dele é viabilizar as aulas de Zumba no Parque da Cidade, que só voltarão a ser feitas após análise do pedido, solicitação de uso do espaço e posterior autorização. Para mais informações, o telefone de contato é o 4591-2196.


Site da Prefeitura de Itupeva
Leia +

Zé Carlos anota gol pelo Fortaleza, mas seu time fica no empate pelo Nordeste

O ex-atacante do Paulista, Zé Carlos, o Zé do Gol, como ficou conhecido em 2009, anotou o gol do Fortaleza, no empate do time com o Moto Club,  por 1 a 1, na última quarta-feira, no Maranhão, em jogo válido pela 4ª rodada do grupo B da Copa do Nordeste.

Zé Carlos abriu o placar para o tricolor cearense, no primeiro tempo, mas os donos da casa pressionaram, e chegaram ao empate na segunda etapa, com Ozéia.

Com o resultado, o Fortaleza chegou a 6 pontos e assumiu a liderança do grupo. O Moto Club, por sua vez, marcou seu segundo ponto e fechou a quarta-feira na lanterna. Bahia e Altos, vice-líder e terceiro colocados, respectivamente, se enfrentam no dia 2 de março. O Leão do Pici só volta a jogar pela competição regional no dia 11 de março, contra o Altos do Piauí, na Arena Castelão.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí; foto: site do Jornal O Povo


Leia +

Rafael Porcari: A polêmica do clássico e a tentativa de explicação de Thiago Duarte

Acho muito importante fazer algumas observações para falar sobre a confusão proporcionada por uma advertência errada na partida Corinthians 1×0 Palmeiras em Itaquera.

No final no 1o tempo, estando 0x0, o árbitro Thiago Duarte Peixoto se equivocou e aplicou o cartão amarelo ao corintiano Gabriel, achando que ele houvera feito falta por agarrão no palmeirense Keno (não foi ele, foi Maycon). Por já ter recebido o amarelo anteriormente, foi expulso pela 2a advertência.

A partida também teve outros erros, como a não expulsão de Victor Hugo (SEP) após clara cotovelada em Pablo (SCCP) nos minutos finais, mas o lance capital foi o lance de Gabriel.

Repito o que já escrevi em outras oportunidades: é preciso entender a carreira e os percalços de Thiago Peixoto para saber se a culpa é dele ou de quem o escala. Vejamos esse relevante retrospecto da sua ascensão ao pós-jogo no vestiário:

Desde o seu aparecimento em jogos de TV, a irregularidade tem sido comum. Ótimas e ruins arbitragens com problemas disciplinares. Em 2010, quando apareceu na final da Copa São Paulo entre Santos x São Paulo, deixou de expulsar o goleiro são-paulino que posteriormente pegou 3 pênaltis (relembre em: https://is.gd/gbPEtW). Mesmo com esse importante erro, chegou à 1a divisão e hoje é aspirante à FIFA.

Entretanto, às vésperas do seu 1o Derby, foi acusado de ser corintiano numa foto divulgada na Internet. Nada disso, era uma doação de uma camisa que estava fazendo ao Hospital do Câncer de Barretos, onde reside, para que fosse leiloada pós-falecimento da sua mãe que lá fora tratada. Veja em: http://wp.me/p55Mu0-pl. Pressionado para o jogo, teve ótima atuação em 2015 (quando Roberto de Andrade, o presidente de hoje, era diretor de futebol e o elogiou na época). Sua atuação no Corinthians x Palmeiras há 2 anos está aqui: http://wp.me/p55Mu0-px. Mas em outros jogos, pouco tempo depois, como no São Paulo x Santos, voltou a ter problemas disciplinares (a vulgarização dos cartões em destaque), citado aqui: http://wp.me/p55Mu0-rY. Aliás, esse é o grande defeito: na tentativa de se impor, Thiago passa ar de arrogância (vide uma recente partida na Arena da Baixada, onde os atletas reclamaram do excesso de autoridade e de cartões). A forma como aborda os atletas pode ser confundida como uma empáfia, mas não é. É simplesmente uma teatralização desnecessária e equivocada para dizer que a arbitragem está segura.

Apesar de tudo isso, foi indicado ao quadro de aspirante à FIFA. Entretanto, antes que pudesse festejar, uma tragédia pessoal: há exatos 11 meses sua esposa, grávida de 7 meses, faleceu de gripe suína (o relato triste aqui: http://wp.me/p55Mu0-RF).

Thiago se manteve afastado da arbitragem por motivos óbvios. Voltou a trabalhar com as mesmas virtudes e defeitos, conciliando sua atividade de educador físico com o futebol (uma válvula de escape ao episódio lamentável).

Quando o sujeito perde alguém querido, procura se enfiar em algo para esquecer. Alguns na bebida e drogas, outros na religião e outros no trabalho, como no exemplo dele. É por isso que o choro extrapolou quando foi dar uma entrevista coletiva duas horas depois do jogo. Nada mais foi do que uma tentativa de salvar a carreira, pois sabemos que em São Paulo o manda-chuva da arbitragem, acima da Comissão de Árbitros, está sendo o rigoroso Dionísio Roberto Domingos, ex-árbitro e amigo do presidente Reinaldo Carneiro Bastos.

O ato de admitir publicamente o erro numa partida, raríssimo em se tratando do frescor do evento e plausível pela humildade, teve falhas: deveria relatar em súmula que foi informado do erro e posteriormente reconheceu o equívoco (não o fez).

Qualquer árbitro que entra na escola de árbitros da FPF, sabe: seu professor será o estudioso e boa praça Roberto Perassi. Mas logo o aluno é avisado: só não chegou à FIFA pois foi muito mal num Corinthians x Palmeiras e aí encerraram a carreira dele. Perceberam como o choro de Thiago foi  realmente sincero?

Não acontecerá isso (o término da carreira) com ele, pois o Coronel Marcos Marinho, que gosta muito dele e que agora comanda a arbitragem da CBF, manterá seu escudo de aspirante à FIFA; em que pese não apitará mais jogos das duas equipes neste Paulistão (pois, afinal, o que conta é atuar no Brasileirão).

Por fim: se o vídeo-árbitro da FIFA estivesse funcionando, isso teria acontecido? Talvez sim, pois já veio à tona a imagem de que o 4o árbitro avisa do erro e o árbitro não considera a informação.


Por Rafael Porcari


Ex-árbitro de futebol profissional e comentarista de arbitragem da Rádio Difusora
Leia +

DNA Futsal é apresentado e divulga elenco para disputa da Copa Lance Livre 2017


Nesta quarta-feira, no Nacional Atlético Clube foi apresentado parte do elenco do DNA Futsal, clube que irá disputar a Copa Lance Livre 2017 – torneio que será organizado pela Liga Jundiaiense de Futsal nesta temporada. A ideia que nasceu numa brincadeira entre Andrezinho e Alê Oliveira, ganhou corpo e em três semanas, já tinha camisa de jogo, patrocinadores, comissão técnica e atletas.

“A gente de inicio somente ia colocar gente mais velha, até por isso esse nome DNA Futsal”, começou brincando Andrezinho. “A ideia nossa era para atuar atletas da minha geração e também a de alguns anos atrás que sempre abrilhantaram o futsal da cidade. Mas nosso elenco tem alguns novatos como Michelzinho e o Costelinha”, contou Andrezinho, idealizador do time. “Tudo começou numa grande brincadeira, após ficamos sabendo que ocorreria a Copa Lance Livre, fomos conversando com um, com outro e agora estamos com elenco definido. Tem gente de qualidade no time”, disse Alê Oliveira.


O time terá os goleiros Erasto, Sujinho e Abel; e os atletas de linha Nalim, Guela, Rubinho, Cabrita, Esquerdinha, Andrezinho, Toreto, Michel, Costelinha, Zumbeta, And, Alex França, Choco, Careca, Dinho, Formiga, Nardo, Tiagão e Júlio Romanini. A comissão técnica terá Vanderlei Augusto, o Vandeco como massagista, Robson Naves como auxiliar de Alê Oliveira – este treinador do time, e Gabriel Torricelli como fisioterapeuta.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí; fotos: Thiago Batista

Leia +