07/12/16

‘No escurinho do hand’. Final começou no Anexo do Bolão e terminou no Romão


A primeira partida da decisão do Campeonato Paulista de handebol feminino – categoria junior entre JHC e Pinheiros literalmente teve dois capítulos. Os primeiros 36 minutos foram disputados no ginásio Anexo do Bolão, entre 18h30 e 19h27. Os outros 24 minutos ocorreram na quadra do centro esportivo Romão de Souza entre 20h38 e 21h05. No fim, a partida terminou com vitória da equipe da capital por 29 a 22, abrindo uma vitória a zero na série decisiva. O motivo ter duas partes, é que aos 6 minutos do segundo tempo, ocorreu uma queda de energia elétrica em todo bairro do Anhangabaú.

Arbitragem, comissões técnicas e jogadoras aguardaram cerca de 30 minutos pelo restabelecimento da energia. Quando a notícia chegou que era em todo bairro, e que no bairro da Colônia estava tudo normal, uma decisão havia a ser tomada: esperar a volta da energia no Anexo, correndo o risco de terminar a partida apenas no dia seguinte; ou levar o restante da partida para o Romão de Souza. Um acordo entre as comissões técnicas dos dois times, com autorização da Federação Paulista, optou-se pelo bom senso e por concluir a partida em outro local, no caso no centro esportivo da Colônia.

Atletas e comissão técnica do Pinheiros foram no seu micro-ônibus que trouxe a delegação de São Paulo para Jundiaí. Algumas jogadoras do time jundiaiense embarcam no veículo que trouxe o time paulistano.  Atletas, componentes da comissão técnica do JHC e até jornalistas (caso deste que escreve a matéria) se dividiram em alguns carros para se dirigir ao Romão de Souza.

A 1ª parte no Bolão – A partida começou com o time jundiaiense sendo pouco efetivos nas finalizações a gol, e deixando espaços na sua defesa para os contra-golpes do Pinheiros. Com isso, o time da capital abriu 10 a 1 em 13 minutos de confronto, mesmo com a treinadora do JHC, Rita Orsi, pedindo tempo logo aos 6 minutos.

Mas impulsionadas com Stella, que começou a entrar na partida, a equipe jundiaiense começou a ter mais calma nas finalizações e iniciou uma defesa mais agressiva e foi aos poucos descontando a diferença de gols. Aos 26, o placar estava em apenas seis gols de vantagem para o Pinheiros. Na ida no intervalo, o placar era 17 a 10 para a equipe paulistana. No segundo tempo, o JHC começou melhor, marcando 3 gols e sofrendo apenas 1, quando aos 6 minutos, e o placar apontando 18 a 13, um apagão atingindo o Anhangabaú, especialmente no Anexo do Bolão, forçando a disputa restante da partida no Anexo do Bolão.

A 2ª parte no Romão – A segunda parte do jogo começou equilibrada, com as equipes trocando gols. A situação ficou até os 20 minutos, quando o Pinheiros teve uma atleta excluída por dois minutos. Mas o jogo não teve tentos. Com pouco tempo para conseguir a igualdade, o time jundiaiense começou a precipitar arremessos, e no final permitiu que o time da capital conseguisse vencer a partida por sete gols de diferença.

Como fica a série – Com uma vitória no confronto, o Pinheiros precisa de um empate na sexta-feira, em casa, às 16h30, para ficar com o título. O JHC se vencer o segundo confronto, força a disputa da terceira partida, marcada para o meio-dia do sábado, novamente em São Paulo. O time jundiaiense nas semifinais viveu situação semelhante, quando perdeu, em casa, o primeiro jogo para São Caetano, mas venceu os dois confrontos no ABC para conseguir a classificação.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Fotos: Thiago Batista
  
Leia +

Galera de fotos da 1ª partida da final do Paulista de handebol feminino junior

Confira fotos do primeiro jogo da final do Campeonato Paulista de handebol feminino junior entre JHC e Pinheiros, que teve 36 minutos disputados no Anexo do Bolão e os 24 restantes no Romão de Souza, tudo isso nesta quarta-feira. Também há fotos dos bastidores da partida durante o apagão no Anexo do Bolão e no bolsão do estacionamento do Bolão.

Leia +

Rita Orsi lamenta erros de finalização e indisciplina tática do time no 1º jogo

A treinadora Rita Orsi, da categoria junior do JHC, apesar da derrota no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista para o Pinheiros (29 a 22), o momento não é de se abater com a derrota, e nem acomodar, e sim que é possível a sua equipe sonhar com o título. “Quando eu mostrar o vídeo do jogo para elas nesta 5ª feira, vamos mostrar que é possível elas acreditarem o potencial delas”.

Orsi lamentou que a sua equipe não conseguiu manter o bom desempenho das últimas partidas, especialmente nos aspectos da finalização e que seu time não teve a disciplina tática necessária para o confronto.

“Enfrentamos um grande adversário, que entre jogadoras juvenis e juniores é a base da seleção brasileira. Mas não posso gostar de um time que este indisciplinado. O Pinheiros entrou muito forte no começo do jogo e a gente entrou mal”, contou a treinadora.

Experiência nova – Giulia, atleta do JHC, disse após o jogo, que a experiência que viveu nesta quarta-feira, foi algo novo na carreira dela, mas que o apagão foi pior para o seu time. “Nunca vivi isso, de jogar em dois ginásios a mesma partida, e no mesmo dia. Mas acho que o apagão elétrico acabou nos prejudicando, pois estávamos num bom ritmo, encostando no placar e toda essa correria de sair para um local e ir para o outro, para terminar a partida, acabou prejudicando a gente”, contou.

Sobre o começo da partida, para a atleta o time estava muito preocupado em se defender, mas que não aproveitou as chances que teve no ataque. “Precipitamos no começo no nosso ataque, e deixamos espaços lá atrás, e o time delas aproveitou”, concluiu. Para a jogadora o time ainda está vivo. “Dá para a gente se recuperar, temos capacidade, basta temos mais disciplina”, afirmou.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Fotos: Thiago Batista



Leia +

Infantil feminino do JHC perde novamente no ABC e terá que disputar 3º lugar

A equipe infantil do JHC terá que se contentar em disputar o 3º lugar do Campeonato Paulista de handebol feminino. Nesta quarta-feira, o time jundiaiense perdeu para o Mesc, em São Bernardo do Campo, por 22 a 13, pela terceira partida das semifinais. Com a vitória, a equipe do ABC ganhou a série por dois êxitos contra um das jundiaienses.

Segundo Edlady Oliveira, treinadora do JHC, o ataque do time não funcionou. Durante a viagem para a partida, o time sofreu um pequeno contra-tempo, com um acidente de trânsito. “Um carro colidiu com a nossa van, mas graças a Deus nada grave aconteceu comigo, jogadoras e o motorista, apenas quebrou o retrovisor do nosso veículo”, comentou.

Na disputa da 3ª colocação, em jogo único, o time jundiaiense vai encarar o perdedor da série entre Clube Mogiano e Metodista, que está com o time de Mogi das Cruzes liderando por uma vitória.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Foto: Divulgação - JHC
Leia +

Jesus estará no Jayme! Artilheiro do Palmeiras estará jogando na 6ª feira

Campeão brasileiro pelo Palmeiras e destaque da seleção brasileira, o agora ex-atacante palmeirense, e novo reforço do Manchester City, Gabriel Jesus confirmou presença no jogo beneficente de Nenê em Jundiaí, que ocorrerá nesta sexta-feira, no estádio Jayme Cintra, a partir das 19h15. O então camisa 33 do alviverde, vai terminar a temporada como artilheiro do clube de Palestra Itália, já que anotou 21 gols.

“O Gabriel, na minha opinião, é a grande estrela do futebol brasileiro neste momento. E tem tudo para brilhar ainda mais na Seleção e no Manchester City, para onde irá se transferir no ano que vem. Fiquei muito feliz por ele aceitar nosso convite e se juntar a outros grandes nomes do esporte e do meio artístico que estarão no jogo que já faz parte do calendário de fim de ano de Jundiaí”, disse Nenê, que desde 2008 promove partidas visando arrecadar alimentos para as famílias carentes de sua cidade natal.

Jesus será uma das estrelas do evento que contará com as participações de Romário, Falcão (do futsal), Victor e Fabio Santos (Atlético Mineiro), Diego Lugano (São Paulo) e Rafael Silva (Figueirense), além dos ex-atletas Denilson, Belletti, Amoroso, Alberto e Narciso, entre outros. Grandes nomes do mundo artístico deverão estar presentes, casos dos cantores João Neto & Frederico, Dudu Nobre e Fernando Pires; e dos atores Caio Castro, Thiago Martins e Rafael Zulu.

O ingresso para o “Fome Só de Bola” é dois quilos de alimento não perecível, exceto sal e açúcar. A troca antecipada pode ser feita em qualquer loja da rede Boa Supermercados de Jundiaí. Vale lembrar que tudo o que for doado pelo público e empresas parceiras do evento será encaminhado ao Fundo Social de Solidariedade do município (FUNSS), que fará o repasse às entidades assistenciais.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Foto: Agência Palmeiras


Leia +

Será aqui!!! Jundiaí é confirmada como palco da final da Taça Nove de Julho

Está confirmado. Jundiaí será a sede da grande decisão da Taça Nove de Julho de futebol americano, entre Paulista Ocelots e Underdogs. Conforme o Esporte Jundiaí antecipou na tarde desta quarta-feira, o confronto será disputado no centro esportivo Romão de Souza. Está definido o horário da partida: será às 10h da manhã.

A “Terra da Uva” pela primeira vez na sua história receberá uma final de um campeonato de futebol americano. Os Ocelots buscam vencer pela 2ª vez a Taça Nove de Julho. A única vez ocorreu em 2014. O Underdogs busca a sua primeira conquista da competição.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Foto: Thiago Batista - arquivo



Leia +