Guilherme Barros: O estádio do Maracanã “secou” e está agonizando.... - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Guilherme Barros: O estádio do Maracanã “secou” e está agonizando....

29/01/2017

Guilherme Barros: O estádio do Maracanã “secou” e está agonizando....

O gramado secou, roubaram monumentos, equipamentos, e cortaram a luz do Maracanã, não paga desde setembro do ano passado.

Palco da abertura da Olímpiada, da final da Copa, do gol mil do Pelé, e do gol contra do Dedimar no Rio São Paulo de 2002, hoje é o protagonista da vergonha que nossa paixão nacional vive.

Ser líder no ranking da corrupta FIFA não nos faz esquecer que três dos últimos presidentes da entidade não podem se locomover. Marin carrega uma tornozeleira, Teixeira não pode sair de sua mansão e Marco Polo, ah, esse Marco Polo, com nome de descobridor, é o maior dos tumores que a entidade já pôde ter.

Se o charmoso palco do futebol agoniza por problemas políticos, imaginem, amigos, os outros elefantes brancos que nos arrancaram 25,5 bilhões de reais dos nossos pobres cofres?

Dentro de campo o Brasil revela muitos grandes nomes para o futebol. Fora dele, somos uma gota no mar morto da roubalheira e do descaso do nosso maior orgulho.

Por Guilherme Barros – jornalista