Guilherme Barros sobre a final da Copa São Paulo: Purê sem tempero - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Guilherme Barros sobre a final da Copa São Paulo: Purê sem tempero

26/01/2017

Guilherme Barros sobre a final da Copa São Paulo: Purê sem tempero

André Toffetti, presidente do Batatais, ganhou seus 15 minutos de fama. Mas sua arrogância cobriu o mérito do clube que administra. O Batatais foi guerreiro dentro de campo.

Um apanhado de atletas, inscrito no último dia da competição. Nenhum morador da cidade de 60 mil pessoas imaginava o feito alcançado. Foi o vice-campeão jogando com o regulamento. Empates, esperança de uma bola e loteria nos penais.

Fora das quatro linhas, o fanfarrão quis confete. Sabendo do fato consumado e criminoso do atleta que jogava em Jundiaí, perdeu a chance de ficar calado. Quer levar o caso adiante e se beneficiar.

Vai ter muito tempo para voltar à realidade que enfrenta. Na volta da viagem dos 400 quilômetros até sua triste vida, terá que passar por dentro de Jundiaí, e lembrará que o fantasma não assustou nossa cidade.

Chegando lá, o caminhão de bombeiros estará de prontidão para saudar seus atletas, mas eles jamais esquecerão que esta taça de prata que levantaram é de meia mentira. Toffetti, conte um dia aos seus netos como você chegou a uma final de campeonato.

Só espero que eles não se orgulhem se sua petulância passageira.


Por Guilherme Barros - jornalista