Jundiaiense Raquel Iotte perde para time campeão de torneio de beach tennis - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jundiaiense Raquel Iotte perde para time campeão de torneio de beach tennis

30/01/2017

Jundiaiense Raquel Iotte perde para time campeão de torneio de beach tennis


A jundiaiense Raquel Iottte esteve participando na última semana do 8º Torneio ASBT Verão de beach tennis. Ela, ao lado da parceria Carmem Ribas perderam na primeira rodada para Nathy Costa e Luciana Fernandes por dois sets a um. As parciais foram de 6/1, 5/7 e 6/4. Apesar do resultado, Raquel ficou bastante contente com o seu desempenho, já que a dupla Nathy e Luciana ficou com o título da competição.

“Tive a certeza que estou no caminho certo em 7 meses joguei de igual para igual com as campeãs do torneio, que são do Rio de Janeiro e cabeças de chave n´mero 1. Obrigada parceira Carmen Ribas pelo ótimo jogo que tivemos, jogou muito!”, contou. “Esse torneio foi a primeira etapa e serão várias etapas no ano. O próximo será em São Conrado, no Rio de Janeiro, no mês de março; e Porto Seguro, na Bahia, em abril. Gostaria de agradecer aos patrocinadores, especialmente a Espaço RN e também o apoio da Loja Salles tênis e squash. Mas estamos na busca de mais patrocinadores para jogar mais torneios”, completou.

Beach Tennis - Surgiu nas areias da Itália há 30 anos. Desde 1996, a partir da introdução de algumas regras semelhantes às aplicadas no tênis, da regulamentação das dimensões da quadra e da fundação da International Federation Beach Tennis (IFBT), a modalidade se modernizou e deu seus primeiros passos em direção à profissionalização.

As medidas da quadra de beach tennis para a disputa de jogos de simples são: 16 metros de comprimento e 4,5 metros de largura. Para os jogos de duplas, formato mais frequente tanto na prática competitiva quanto na recreativa, o comprimento permanece o mesmo, porém a largura é ampliada para 8 metros, deixando a quadra com as mesmas dimensões usadas no vôlei de praia. Diferentemente do tênis, não há a necessidade de recuos amplos, já que o atleta raramente se posiciona fora da área de marcação da quadra.

O piso é de areia, que deve estar em boa condição de uso e livre de pedras e ou qualquer tipo de objetos. Em condições de calor excessivo, é recomendável molhar a quadra periodicamente para evitar que a temperatura da areia fique muito elevada, visando a segurança e o conforto dos jogadores. As marcações são feitas com linhas que podem ter de 2,5 cm a 5 cm de largura nas laterais, e até 10 cm na linha de base, presas na areia por pregos localizados nos quatro cantos da quadra. Não existe regra quanto à cor das linhas. Aconselha-se apenas que elas sejam todas da mesma cor e que contrastem com a tonalidade da areia.

Durante a disputa do ponto, cada jogador só pode ter um contato com a bola e o objetivo é projetá-la sobre a rede sem deixá-la cair na areia. Nos jogos de duplas, cada equipe também terá direito a apenas um contato com a bola. Para que o ponto termine, é necessário que alguma das seguintes situações ocorra: (1) erro na rede; (2) queda da bola na areia - a marcação de quadra define a bola como dentro ou fora; e (3) imposição de algumas regras - exemplo: tocar a raquete na rede ou tocar a linha de saque antes do contato com a bola no serviço.

A contagem no jogo de beach tennis é semelhante à utilizada no tênis. Os sets são formados por games, que são pontuados em: 15, 30 e 40. Quando um game estiver empatado em 40, o formato utilizado é o "no-ad", sem vantagem.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí; fotos: Divulgação – Raquel Iotte