Em casa, Paulista sofre virada do NAC e continua zerado em pontos na A-3 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Em casa, Paulista sofre virada do NAC e continua zerado em pontos na A-3

04/02/2017

Em casa, Paulista sofre virada do NAC e continua zerado em pontos na A-3


O Paulista não está se encontrando neste começo de Série A-3. Em mais uma atuação fraca do time dentro de campo, teve até a sorte de sair na frente contra o Nacional, mas o time com erros bobos sofreu a virada ainda na etapa inicial e de forma merecida perdeu o confronto 2 a 1, para a decepção dos 1.011 torcedores que estiveram no Jayme Cintra, acompanhando a partida, na tarde deste sábado. Com o resultado, o Galo ocupa neste momento a 19ª posição e pode até terminar a rodada na lanterna da competição, que irá rebaixar seis times para a 4ª divisão estadual. Nos minutos finais do jogo, descontentes com a atuação do time a torcida cantou pelo nome de "Umberto", treinador da categoria sub-20 e auxiliar-técnico do profissional.

O treinador Carlinhos Alves no Paulista promoveu cinco mudanças no time titular, em relação a equipe que perdeu da Inter de Limeira. O jogo começou muito estudado. O Nacional começou levando perigo e teve duas boas oportunidades com Léo Castro. A primeira, aos 20, ele recebeu de Negueba na marca do pênalti, fez o giro como pivô de futsal, só que chutou em cima de Iago. Nove minutos depois, o camisa 11 do NAC recebeu na direita e a bola passou perto do gol.

Mas o ditado quem não faz toma se fez presente. No primeiro bom ataque do Galo, saiu o gol. Euzebio, que entrou aos 28, por conta da lesão de Edson, cruzou de forma precisa da direita e encontrou seu companheiro de lateral, Vilela na 2ª trave, com uma cabeçada precisa abriu o placar. 1 a 0, Paulista.

Só que em vez do gol dar estabilidade ao time, teve efeito contrário. Nos cinco minutos finais, o Nacional virou o jogo. Aos 40 minutos, em cruzamento de Emerson Mi, o lateral Marcão posicionado como centroavante, acertou bela cabeçada e empatou o jogo. No lance, o Paulista reclamou que Iago havia sofrido falta de Bruninho. A arbitragem do jogo conferiu o gol para Bruninho, por achar que ele toca a bola em cima da linha. Quatro minutos depois, em contra-ataque, Léo Castro virou para o clube da capital.  


Carlinhos Alves antes dos 10 minutos mexeu duas vezes na sua equipe, com esperança de ela jogar um futebol melhor. Trocou Vecchio por Jaílton (intervalo) e Rodolfo por Radsley (aos 9). O Paulista até teve mais posse de bola, mas encontrava um NAC que marcava bem a entrada da área e poucas foram as chances de gol.

O Galo demorou 15 minutos para levar perigo. Primeiro foi em chute forte da área com Fernando Lopes, que Felipe fez a defesa. Três minutos depois, Radsley fez boa jogada direita e cruzou rasteiro para Jailton que na pequena área, chutou, mas o goleiro do NAC fez a defesa em cima da linha. Mas no lance seguinte, o clube de São Paulo quase fez o terceiro, em grande jogada de Léo Castro. O atacante fintou três defensores e finalizou forte, mas Iago fez grande defesa.

Na reta final, Brendon arriscou chute da entrada mas foi por cima do gol do Nacional. No último lance, em um cruzamento de Brendon, Jailton cabeçeou e a defesa do NAC salvou em cima da linha. E assim o NAC conseguiu levar a vitória na "mala da bagagem" para a Rua Comendador Souza, na capital paulista.

O NAC, agora 11º colocado, joga em Guarulhos, contra o Flamengo, na quarta-feira, às 16h. O Paulista também entra em campo próxima quarta-feira, quando recebe o Atibaia, às 19h30. Mas o torcedor que comparecer espera um time jundiaiense com melhor desempenho em campo, para conquistar os 3 pontos.

Os gols de Paulista 1 x 2 Nacional pela Série A-3 do Paulistão. Imagens: Cláudio de Andrade


1
Paulista
2
Nacional


4-2-3-1

4-1-4-1

Iago
Edson (Euzébio)
Caldeira
Fabão g
Vilella
Fernando Lopes
Rodolfo (Radsley)
Brendon
Dudu
Ingro g
Vechio (Jaílton)
Felipe
Thiaguinho
Luiz Henrique
Caio Mendes
Marcão
Everton
Jobson g (Ricardinho)
Emerson Mi (Rafinha)
Léo Castro
Bruninho g (Rodrigo)
Negueba
Técnicos:
Carlinhos Alves
Alex Alves
Gols:
Vilela, aos 30min 1ºT


Bruninho, aos 40min 1ºT
Léo Castro, 44min 1ºT

Árbitro: Roberto Pinelli
Auxiliares: Edson Rodrigues dos Santos e José Lucas Cândido
Público e renda: 1.011 pagantes; R$ 14.480,00

Thiago Batista – Esporte Jundiaí; foto: Thiago Batista