Thiago Batista: Só existe jogador bom sub-20 nos clubes grandes? - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Thiago Batista: Só existe jogador bom sub-20 nos clubes grandes?

12/02/2017

Thiago Batista: Só existe jogador bom sub-20 nos clubes grandes?

A seleção brasileira masculina sub-20 neste final de semana conseguiu a imensa proeza de não conseguir a classificação para a Copa do Mundo da categoria, ao ficar em 5º lugar no hexagonal final do Sul-americano, que ocorreu em Quito, no Equador. O time dirigido por Rogério Micale somente conseguiu ficar a frente da Colômbia, time no qual ficou no empate sem gols na rodada final. Agora o que ninguém vai “Me Calar” é o seguinte: somente existe jogador bom nesta faixa de idade nos times grandes?  Será nas equipes que não fazem parte da elite nacional não tem nenhum jogador que serve para atuar nas seleções brasileiras de base?

Dos 23 convocados para a competição, cinco jogadores atuavam em clubes do exterior. Os outros 18 são de 12 times, todos de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro. A pergunta que fica o Léo Jabá, do Corinthians é melhor que o Criciúma, do Paulista? O Artur do Palmeiras é melhor que o Douglas Pote, do Batatais? O Douglas, volante do Vasco é melhor que o Thiaguinho, do Juventus? Sinceramente, acredito que os garotos que se destacaram na Copinha são melhores que os citados e atuaram no Sul-Americano.

Infelizmente a convocação nesta categoria é feita muito mais na base do clube que o atleta atua, do que simplesmente pela bola que ele joga. O Capivariano, ano passado, foi vice-campeão Estadual sub-20, com um aproveitamento de 77%, e algum jogador for lembrado na seleção? Não. O Guarani teve o artilheiro da competição: Gabriel, com 22 gols, três a mais que o segundo colocado na tábua de goleadores. Foi lembrado? Não. Mas chamou um atacante que marcou 6 gols em um campeonato que o time dele jogou 28 vezes – Artur, do Palmeiras. 

A base no futebol brasileiro precisa ser revista. Não é apenas com campeonatos nacionais – e limitados a equipes da elite do futebol brasileiro. Precisa todo mundo ter a chance de participar de torneios, para que todos os atletas da categoria tenham a mesma chance, já que no sub-20 o importante é revelar talentos e não convocar jogadores só porque atuam em um clube com grande nome no cenário nacional ou mundial.

Por Thiago Batista – jornalista e idealizador do Site Esporte Jundiaí