Umberto Louzer: “Eles tiveram 3 chances - uma foi para fora e duas para o gol” - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Umberto Louzer: “Eles tiveram 3 chances - uma foi para fora e duas para o gol”

12/02/2017

Umberto Louzer: “Eles tiveram 3 chances - uma foi para fora e duas para o gol”

O treinador Umberto Louzer, do Paulista, lamentou a derrota sofrida pelo Paulista para o Monte Azul, neste domingo, em Bebedouro, pelo placar de 2 a 0. O resultado fez o time retornar a zona de rebaixamento da Série A-3 do Campeonato Estadual. Mas o comandante do Galo evitou apontar o nome dos culpados pelos gols sofridos, mas disse que os dois tentos sofridos pelo time ocorreram em falhas individuais”

"Iniciamos o jogo bem, tirando a proposta do time adversário que é o jogo apoiado, conseguimos tirar e roubar a bola, mas não estávamos verticalizando, porque eles não davam espaço. A gente roubava a bola e jogando lateralmente. E na primeira descida deles, numa falha do nosso setor, individual, deixamos atleta livre e foi uma bola que foi despretensiosa e entrou no canto contrário. Depois tivemos o controle da partida, conseguimos pelas circunstâncias de empatar e virar o jogo. Eles (Monte Azul) tiveram 5 minutos de desconforto. Entramos no 2º tempo tentando equilibrar, mas na 1ª bola do nosso domínio a gente erra no individual e o atleta do time adversário (Mateus Borges) foi feliz no arremate. Depois tivemos alguns ajustes, controlamos a partida e até diminuir o placar e até quem sabe empatar o jogo. Mas não podemos se fragilizar e dar toda oportunidade para o adversário. Eles tiveram 3 oportunidades - uma foi para fora e duas para o gol, enquanto a gente teve 5 chances para definir o melhor, mas não tivemos melhor chance”, contou o treinador, em entrevista à Rádio Difusora, após o jogo, ao repórter Rafael Mainini. Ele ainda disse que procurou os 3 pontos em Bebedouro: “Viemos aqui para vencer. Nenhum momento joguei recuado”.

Para Umberto, a competição é bastante nivelada, e as partidas serão decididas em pequenos detalhes. “Tenho falado a eles (atletas) que as equipes são parelhas, são niveladas, e o que faz a diferença são os detalhes, e pecamos neste momento. Nosso nível de concentração baixou, ficamos dispersos, o adversário dominou e acabamos sofrendo o gol”, contou. “Mas nosso time é experiente, jogadores que conhecem a divisão. E os meninos no meu modo de ver entraram muito bem, com Criciúma fazendo boas jogadas de profundidade, mas precisamos equilíbrio dos setores, ter mais nível de concentração e competir um pouco mais e ser mais intenso em todos os setores”, completou.

Para Rafael Caldeira, zagueiro do Paulista, o time já tem que esquecer a derrota sofrida neste final de semana. “Infelizmente não fizemos os gols. Agora descansar e pensar no jogo de quarta-feira. Temos que fazer dever de casa para gente se manter no campeonato”, lembrando dos dois jogos que o time terá como mandante: quarta-feira recebe o São José dos Campos, e no sábado enfrenta a Matonense. O goleiro Wander, do Monte Azul, disse que a vitória sobre o Galo foi importante para sua equipe: “Resultado importante para gente, estamos precisando de uma vitória assim, e o time se entregou mesmo neste forte calor”, contou.

Thiago Batista – Esporte Jundiaí; foto: Thiago Batista