Amador de Jundiaí: Ministério Público abre inquérito para investigar verbas da LJF - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Amador de Jundiaí: Ministério Público abre inquérito para investigar verbas da LJF

26/04/2017

Amador de Jundiaí: Ministério Público abre inquérito para investigar verbas da LJF

Joaci Ferreira (de vermelho) apresentou denuncia no MP contra a LJF, atualmente presidida por Serginho Aguiar (de branco).
Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O Ministério Público de Jundiaí abriu um inquérito para investigar sobre possíveis irregularidades no procedimento de destinação de verba pública a Liga Jundiaiense de Futebol no ano passado. Segundo a denúncia feita por Joaci Ferreira da Silva, a entidade não estava com seus registros formalizados. O presidente da Liga, Serginho Aguiar nega qualquer falcatrua.  O inquérito foi aberto no último dia 8 de abril pelo 12º promotor de Justiça de Jundiaí, Fabiano Pavan Severino. Segundo o documento, pede-se esclarecimentos dos envolvidos no prazo de 20 dias.

O denunciante - Joaci Ferreira, autor da denúncia, diz que ele desde o ano passado gostaria de saber porque o dinheiro destinado ao campeonato era R$ 92mil não foi possível cobrir todos os gastos do campeonato. Segundo Joaci os gastos foram superiores a este valor.  “Ninguém da imprensa deu espaço para a gente, e a gente foi com meios legais e conseguimos. Eu vou me reunir com os meus advogados, para a gente fazer uma coletiva de imprensa para a gente apresentar todas as provas, denuncias, porque chegou a ter isso. Não estamos contra a Liga e o Poder Público, e sim quem fez coisa errado na Liga. Eu quero que ele apresente o dinheiro da Prefeitura aos times. A Prefeitura para mim é inocente na história”, disse Joaci, que ano passado era presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Jundiaiense entre janeiro e julho, segundo ele, que diz ainda ser presidente da Comissão Disciplinar da Liga. “Não quero saber de política, não há nenhuma motivação desta parte”.

“Eu sou diretor da Liga e apresentei a denúncia por ser diretor da Liga. Ninguém me tirou até agora. Eu sou o presidente da Comissão Disciplinar. Mas eu sou só no papel, porque nunca fui ouvido para nada, eleito para participar”, declarou. “Eu fui votado pelos times, prazer dos times me dar a confiança e estou dando a eles de volta”.

“No estatuto diz que o presidente da Liga é obrigado a prestar contas para diretores de forma trimestral (3 em 3 meses) assinado pelo conselho fiscal. E no final do ano tem que apresentar aos clubes. E eu não aprovei a prestação de contas, porque não mostraram a mim. Só falaram aos times, não mostraram o papel. Se não, o estatuto não vale”, disse.

A defesa –  Sérgio Aguiar, presidente da Liga Jundiaiense de Futebol, acredita que Joaci está tentando sabatoar o Amador, após ele ter sido dispensando da comissão de arbitragem da Liga. “Eu vejo uma tentativa dele de sabotar o campeonato. Quem pegava o dinheiro para pagar os árbitros era ele”, contou. “Tomar cuidado de usar a justiça como vingança, pois isso é crime. Ele foi afastado do cargo em julho do ano passado”, completou.

 “A prestação de contas foi feita pelos times em 21 de dezembro do ano passado. Se ele fala que os valores não cobriam tudo e o campeonato acabou, onde ocorreu o desvio de dinheiro?”, questiona o presidente. “Ele estava na prestação de contas e eu tenho toda a planilha mostrando onde foi gasto de cada centavo do dinheiro”, contou.

Segundo Serginho, a entidade já fez a prestação de contas na Prefeitura. “Quando a gente fazer qualquer campeonato, tem que a prestação de contas ser entregue na Prefeitura 60 dias antes. Documento teve um erro por nossa parte, foi retificado e a Prefeitura liberou já os campos e os campeonatos, como master já estão ocorrendo”, disse ele, que acredita que as provas que Joaci irá apresentar ao Ministério Público sejam recibos dos clubes terem pago a arbitragem na reta final do Amador do ano passado.

Serginho rebateu sobre o cargo de Joacir na entidade. “Ele nunca foi presidente da Comissão Disciplinar. Ele faz parte da comissão disciplinar. Mas a Liga abre todos os dias e não teve nenhum julgamento importante, e desde que ele saiu do cargo da comissão arbitragem teve dois encontros, e ele participou de ambos, uma da questão da fraude de um time apresentar documentos falsos, o Jardim Sales, e ele votou favoravelmente pela exclusão do time”.

Premiação dos clubes – Segundo Serginho Aguiar, sobre a premiação aos clubes vencedores das duas divisões do Campeonato Amador de 2016, a Liga irá acertar nos próximos dias. Com o Marlene, campeão da Série A, segundo o presidente a situação está praticamente resolvida, e o pagamento será feito em breve. O Esporte Jundiaí apurou que o clube irá receber o valor nos próximos dias. Com Fundão, campeão da Série B, o pagamento da premiação está em negociação. “Foi uma promessa, e a gente tem que cumprir. Os repasses do dia a dia da Liga estarem corretos para ser efetuado em pagamento”