Leilão do Jayme Cintra será nesta 5ª feira. Até final da manhã nenhum lance na internet - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Leilão do Jayme Cintra será nesta 5ª feira. Até final da manhã nenhum lance na internet

26/04/2017

Leilão do Jayme Cintra será nesta 5ª feira. Até final da manhã nenhum lance na internet


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O leilão do estádio Jayme Cintra está marcado para às 11h desta quinta-feira, em Campinas. O Paulista tem dívida acumulada de R$ 1,5 milhão originadas por 19 processos trabalhistas. O desembargador Cláudio Levada, conselheiro do clube, afirmou que neste primeiro leilão o preço é o da avaliação, R$ 35 milhões. O lance mínimo é de 60%. Até 11h30 da manhã, o Esporte Jundiaí, consultou o site Leilão Judicial Eletrônico, onde lances já podem ser feitos. Mas até o momento nenhum lance foi realizado. O valor mínimo é de R$ 17.561.243,37.

“Ainda há recursos. Mas tudo o que está sendo feito foi negado pela Justiça do Trabalho até agora”, disse Levada ao site JundiAgora, parceiro do Esporte Jundiaí. A expectativa é de que o processo de tombamento afaste os interessados já que restringirá o uso do estádio que não poderá ser demolido. O leilão ocorrerá no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Campinas. A direção tentou suspender o leilão argumentando que as execuções deveriam estar agrupadas na 2ª Vara Trabalhista onde fica o ‘condomínio de credores’. Não deu certo.

O estádio Jayme Cintra foi penhorado em 2013. Na ocasião foi entregue à Justiça do Trabalho como forma de pagamento de dívidas trabalhistas. Na época, a dívida era de R$ 3,5 milhões. O leilão foi determinado pelo juiz da 3ª Vara do Trabalho de Jundiaí, que agrega vários processos. A dívida gira em torno de R$ 1,4 milhões.

São 19 os reclamantes, que são eles: Eduardo Moreira Geraldo; Sindicato dos empregados de clubes esportivos e em Federações, Confederações e academias esportivas no estado de São Paulo; Vanderlei Mascarenhas dos Santos (ex-atacante do Paulista); Anderson Thiago de Souza (conhecido como Thiago, atacante que em 2015 defendeu o São Gabriel-RS) ; Simone Fernandes de Araujo; Everton Luiz de Paulo (ex-zagueiro do Galo); Sandra Regina Hoffmann Pessoto; Gilmar do Amaral; Júlio César Antônio de Souza (ex-atacante); Felipe Monteiro Diogo (Felipe Sodinha – ex-meia); Luiz Mauro Cosentino Lacerda; Caio Rancoleta; Adinam Cardozo (ex-goleiro); Fabricio Rodrigues Da Silva (meia que no 1º semestre defendeu o Maringá); Caio Rancoleta; Matheus Galdezani (volante que está atualmente no Coritiba); Joao Henrique da Silva (atacante que no 1º semestre defendeu o rebaixado Rio Preto); Antonio Carlos Ribeiro; Felipe Torres Julio.