Propaganda 1 - Cabeçalho - 340x92

“Morto”, Paulista encara Taboão para despedida do futebol profissional em 2017


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O domingo de Páscoa não será de ressureição do Paulista. Será infelizmente para o seu torcedor de fechar o caixão da Série A-3 e do futebol profissional na temporada, pois neste ano o time está “morto”, com seu velório durando uma semana para ser enterrado na manhã de domingo. A partir das 10h da manhã, o Galo enfrenta o Taboão da Serra, no estádio Jayme Cintra, pela última rodada da primeira fase do Estadual da Terceira Divisão. Para o Tricolor o jogo vale pouquíssima coisa. Praticamente nada. A única certeza: este será o último jogo do time profissional neste ano. O próximo? Ninguém sabe....

Pode-se dizer que “Ninguém sabe”, pois já rebaixado por antecipação para a Quarta Divisão Estadual, o Tricolor pelo noticiário dos últimos dias vive dias incertos. Pode perder o seu estádio (estará sendo leiloado neste mês de abril – pode até ser o último jogo de futebol profissional na história do Jayme Cintra). A continuidade do clube sempre deixa os torcedores nervosos, pois vire e mexe aparece alguém da diretoria afirmando que o Paulista pode fechar as portas. Pode ser que o confronto do Galo contra o Taboão da Serra seja o último na história profissional do clube, pois é incerto que o Paulista ano que vem dispute a 4ª divisão do futebol paulista, que tem início quase sempre em abril. A Copa Paulista deste ano, o time jundiaiense não pode disputar por conta da queda para mais um nível no Estadual.  Se o Tricolor confirmar participação na última divisão do Campeonato Paulista somente retorna a atuar no primeiro final de semana de abril em 2018. O clube até o final desta temporada será movimentado pelas categorias sub-11, 13, 15, 17 e 20.

Até para efeito de classificação, o resultado final do jogo não valerá nada. Ganhando, empatando ou perdendo o Paulista terminará a Série A-3 do Estadual na melancólica 17ª posição (se a competição tivesse apenas quatro clubes rebaixados, o Galo também sofreria o descenso). Matematicamente o Galo pode até terminar em 16º, mas teria que acontecer o maior dos milagres da história da Terra. O Paulista vencer o seu jogo, e o São José dos Campos perder do São Carlos, fora de casa. E o Galo ainda descontar uma diferença de oito gols de saldo. Simplificando: o Tricolor teria que vencer seu jogo de 4 a 0 e o time do Vale perder a sua partida por 4 a 0. Algo praticamente impossível, ainda mais que o Paulista terá motivação nenhuma. Pois ser 16º ou 17º colocado é terminar rebaixado para a Quarta Divisão do Estadual do mesmo jeito. O domingo de Páscoa do Paulista deste ano será o mais triste do centenário clube. Mas que ninguém espera que seja o último da sua gloriosa história.

PAULISTA
TABOÃO DA SERRA
4-2-3-1
4-2-2-2

Stivi

Thiago

Edson

Vinicius

Gut

André Luís

Fabão

Vinícius Roberto

Vilella

Willian

Dick

Tiago Silva

Brendon

Gualberto

Rafael Branco

Caio

Pitty

Teco

Radsley

Samurai

Jaílton

Acosta
Técnicos
Ivan Canela
Axel
Árbitro: José Araújo Junior
Auxiliares: Paulo Modesto e Orlando Coelho Junior
“Morto”, Paulista encara Taboão para despedida do futebol profissional em 2017 “Morto”, Paulista encara Taboão para despedida do futebol profissional em 2017 Reviewed by Thiago Batista de Olim on 4/13/2017 03:41:00 PM Rating: 5

Anuncie aqui