Pepe Verdugo, na TV TEM: “O Paulista não morreu, ele está vivo, e vamos batalhar” - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Pepe Verdugo, na TV TEM: “O Paulista não morreu, ele está vivo, e vamos batalhar”

11/04/2017

Pepe Verdugo, na TV TEM: “O Paulista não morreu, ele está vivo, e vamos batalhar”


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O presidente Pepe Verdugo, do Paulista, concedeu entrevista na tarde desta terça-feira, a TV TEM, onde disse que apesar do rebaixamento, o clube vai continuar existindo, para nos próximos anos voltar a força que já teve no futebol do interior paulista. “O futuro do Paulista vamos decidir no dia 18 (terça da próxima semana), na reunião do conselho e tomar as estratégias. Tem que ser coisa boa, mas o Paulista não morreu, ele está vivo, e vamos batalhar para voltar o que era antes”, disse.

Para o mandatário do clube, a parte financeira foi fundamental para as duas quedas do Galo. “Principal motivo é a falta de dinheiro e foi fundamental. Quando foi montar o time não tinha dinheiro para nada. Pensamos com a cota de dinheiro de empresários e diretores conseguir montar uma equipe”, afirmou. “As cotas da FPF estão confiscadas. Este ano e na temporada passado não tivemos recurso da FPF para montar times competitivos”, completou.

Sobre o jogo de domingo, Pepe lamentou a postura do time, que jogou de uma maneira na etapa inicial e outra no período final. “Isto foi notável. O time no 1º tempo poderia ganhar. E voltaram ao segundo tempo diferentes e tomamos a virada e levou a gente a este rebaixamento”.

Sobre o leilão do estádio Jayme Cintra, o presidente comentou que os advogados do clube estão trabalhando dia após o dia sobre o assunto. “O departamento jurídico desde que saiu a notícia somente trabalha nisso. Até pode haver o leilão, mas o clube pelo que sabemos sobre guarda, pode ser leiloado, mas não pode ser mexido o patrimônio (em virtude do processo de tombamento)”, disse. “Mas será muito difícil acontecer do Paulista fechar as portas. Pois se acontecer o leilão, clube terá dinheiro para comprar um estádio. E se Deus quiser vamos tirar o Paulista das últimas divisões e voltar onde estava”, completou.