Amador de Jundiaí: Liga terá que acertar sua situação para poder receber verba em 2017 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Amador de Jundiaí: Liga terá que acertar sua situação para poder receber verba em 2017

22/05/2017

Amador de Jundiaí: Liga terá que acertar sua situação para poder receber verba em 2017

Serginho Aguiar é o atual presidente da Liga Jundiaiense de Futebol.
Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

Durante a coletiva de imprensa que anunciou a ausência de Jundiaí dos Jogos Regionais, o gestor de Esporte e Lazer, Luiz Trientini, juntamente com o prefeito Luiz Fernando Machado, foi falado sobre se haveria mais cortes no Esporte em 2017, especialmente a verba destinada para o custeio das arbitragens do Campeonato Amador, que sempre ocorreu nos últimos anos nas administrações passadas. Segundo ambos, o custeio pode realmente ocorrer, mas que a Liga Jundiaiense de Futebol primeiro precisa acertar a sua situação, especialmente com a Justiça para começar a discussão sobre o assunto.

O problema jurídico é que o Ministério Público de Jundiaí em abril abriu um inquérito para investigar sobre possíveis irregularidades no procedimento de destinação de verba pública a Liga Jundiaiense de Futebol no ano passado. A denúncia foi feita por Joaci Ferreira da Silva, onde alega que a entidade não estava com seus registros formalizados. O presidente da Liga, Serginho Aguiar nega qualquer falcatrua.  Joaci Ferreira, autor da denúncia, diz que ele desde o ano passado gostaria de saber porque o dinheiro destinado ao campeonato era R$ 92mil não foi possível cobrir todos os gastos do campeonato. Segundo Joaci os gastos foram superiores a este valor.  Serginho defende que tudo foi feito dentro de forma correta.

“A Liga Jundiaiense de Futebol está com problemas e a Prefeitura somente faz as coisas dentro da legalidade. Tudo será feito dentro apenas da legalidade. Se não houver legalidade, não teremos condição”, disse Trientini na coletiva.

O Esporte Jundiaí na tarde desta segunda-feira conversou com Serginho Aguiar que disse que este problema jurídico deverá ser resolvido com o Ministério Público entre terça e quarta-feira. “Entregamos todos os documentos, inclusive as prestações de contas e estou bem que tudo vai dar certo”, contou.

Sobre a questão da verba destinada para o custeio das arbitragens do Campeonato Amador ele se mostra tranquilo. “A gente tem três orçamentos. Ano passado, o campeonato custou R$92 mil e pelo menos essa quantia deverá ser mantida. Serginho disse que se for preciso, os clubes do Amador de Jundiaí estão preparados para custear a arbitragem este ano. “Ano passado os times tiveram que pagar a arbitragem, e a Liga depois devolveu o dinheiro gasto pelos clubes”, completou.

Joaci Ferreira, que fez a denúncia contou que a situação do processo no Ministério Público, acredita que a resposta não sairá esta semana. “O promotor Fabiano Pavan Severino ainda receberá todos os documentos do processo, antes de formalizar algo”, contou. Joaci disse que está esperando o promotor para mostrar todas as irregularidades na Liga e mostrar as provas a imprensa.

Paulista – Durante a coletiva, também foi abordado qual forma de ajuda a Prefeitura pode fazer em relação ao Paulista. “A gente está encontrando maneiras, alternativas de como o Paulista pode ser ajudado, inclusive com o nosso departamento jurídico, mas ainda não a encontramos. A gente faz o possível, mas tudo terá que ser dentro da legalidade”, disse Trentini. “Políticos de forma irresponsável falaram que ia ser a salvação do Paulista”, afirmou o prefeito Luiz Fernando Machado.