Clubes comentam sobre o segundo adiamento para início do Amador de Jundiaí - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Clubes comentam sobre o segundo adiamento para início do Amador de Jundiaí

24/05/2017

Clubes comentam sobre o segundo adiamento para início do Amador de Jundiaí

Kaio Rogério (no centro) espera que a bola role para a Série B do Amador já no próximo dia 4 de junho.
Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O segundo adiamento para o começo do Campeonato Amador de Jundiaí chamou a atenção da comunidade do futebol amador jundiaiense. A decisão tomada pela Liga Jundiaiense de Futebol dividiu opiniões entre os diretores, treinadores e jogadores dos clubes participantes.

Atual treinador campeão do Amador, Rodrigo Alves, que este ano estará na Ponte Preta – campeã da Série A em 2015, resumiu tudo em uma frase. “Só atrapalha todo planejamento”, não querendo se alongar sobre o assunto.  “Temos compromisso com nosso patrocinadores estão  nos cobrando pois gostam de acompanhar o time já não temos mais o que falar”, disse João Paulo, presidente do Resenha – clube que está na elite do amador nesta temporada.

Para Toninho, diretor do Palmeiras do Medeiros – clube 6 vezes vencedor da Série A, o momento não é de achar culpados. “Tem times que nem levaram as fichas de inscrição dos atletas ainda para a liga então fica difícil. Não podemos apontar um culpado em relação ao time. Os jogadores do Palmeiras estão pilhados para joga e nosso time está pronto para estrear”, contou.

Opinião diferente tem Carlos Andrade, treinador do Tijuco, que este ano disputará a Série A do Amador, após ser vice da Série B na temporada passada. Para ele a culpa é exclusiva dos clubes. “Está tudo atrasado por motivos de organização dos próprios clubes que não entregam os documentos em dias. As fichas foram liberadas paras os clubes em dezembro e até agora estão preenchendo os documentos e isso não pode acontecer. Também existe falha da liga que deveria colocar uma data limite para entrega dos documentos. A entidade até colocou a data limite, mas não cumpre com as suas decisões e fica tudo enrolado”, disse.

Para Kaio Rogério, presidente do San José Tulipas – clube da Série B do Amador jundiaiense, os times estão mostrando sua força de cobrar a entidade que cuida da competição agilidade em começar. “Os clubes já estão mostrando sua força perante a Liga Jundiaiense cobrando de quem tem que ser cobrado do Sérgio Aguiar (presidente da Liga). Mas ele nos garantiu que o campeonato começará no próximo final de semana”, lembrou. “Temos que entender que nem todos os times entregaram as fichas dos jogadores ainda, muitos deixaram para última hora, tanto da Série A como da Série B”, completou.

“Complicado este segundo adiamento do Amador, pois apesar das explicações da Liga, ninguém mais está acreditando e a entidade está perdendo a credibilidade com os times”, afirmou o diretor esportivo do Resenha. “Queremos acreditar nos argumentos da Liga sobre o adiamento, porém está difícil com tudo que se escuta. A Liga deve publicar o que faz ou deixa de fazer para acabar com essa desconfiança. As equipes de maior expressão, que tem força na liga, deveriam tomar a frente e cobra lá com responsabilidade”, completou.

“A respeito da Liga temos que dar um voto de confiança pois toda vez que fui lá conversar sempre vi eles trabalhando ligando para time cobrando os times para trazerem as fichas de inscrições”, declarou Toninho, do Palmeiras. “Na minha opinião os times teriam que ser mais unidos em relação a Liga Jundiaiense. Um diretor de cada time fazer uma reunião com a liga e saber realmente o que está acontecendo pois um ajudando o outro fica mais fácil, até no caso se precisar ir na prefeitura conversar com secretário de esportes os times juntos com presidente da Liga”, completou.

Nos bastidores, jogadores, treinadores e dirigentes se perguntam e até questionam a imprensa se vai ter o campeonato ou não. João Paulo, do Resenha, não acredita na hipótese da bola não rolar no torneio em 2017. Toninho, do Palmeiras, o campeonato vai ocorrer, mas tem dúvidas sobre a questão da arbitragem. “Do jeito que está, fica difícil. Times sem condição financeira abandonando o barco em cima da hora com as tabelas já pronta. Eu acredito que terá campeonato porém estou na dúvida a respeito da arbitragem”, disse. “A Liga alega que já foi passado todos comprovantes para Prefeitura e até agora Prefeitura não libero verba da arbitragem”, completou.

Para Kaio Rogério, do San José, não ter campeonato seria algo a se lamentar. “Seria um total desastre não ter campeonato, não só para o meu time mais para os outros 43 times da Série B, que se preparam para estar aqui, alguns sem condições, mas juntaram forças e conseguiram inscrever seu time. Se não houver amador acaba com qualquer projeto do clube para esse ano”, contou.