Goleiros finalistas do Paulistão de 1993 estarão no SESC Jundiaí no dia 28 de maio - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Goleiros finalistas do Paulistão de 1993 estarão no SESC Jundiaí no dia 28 de maio

15/05/2017

Goleiros finalistas do Paulistão de 1993 estarão no SESC Jundiaí no dia 28 de maio


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Fotos: Retiradas do Site Meu Timão e Site da Rádio Jovem Pan

A final do Campeonato Paulista de 1993 foi histórica para o amante do futebol. Neste dia, o Palmeiras terminou uma fila de 17 anos sem título, ao derrotar o arqui-rival Corinthians por 3 a 0 no tempo regulamentar e 1 a 0 na prorrogação, conquistando a taça. Neste jogo, os goleiros dos dois times eram Sérgio pelo lado alviverde, e Ronaldo, pelos corintianos. E ambos estarão presentes na unidade do SESC Jundiaí, no dia 28 de maio, a partir das 16h.

Eles irão participar de uma clínica de futebol, no campo de futebol society da unidade. Na final de 1993, Ronaldo não terminou o jogo, já que foi expulso no segundo tempo, após matar um contra-ataque de Edmundo, fora da área na etapa complementar (levou o vermelho por 2º amarelo, já que o 1º ele levou por reclamação na etapa inicial no momento que o zagueiro Henrique, do Corinthians, foi expulso). Sérgio entrou para eternidade palmeirense com a conquista.

O palmeirense - Sérgio, atualmente com 47 anos, jogou no Palmeiras de 1992 a 1995, e entre 1999 e 2006. Na primeira passagem, como titular, além do título paulista de 1993, conquistou o estadual de 1994, o Brasileirão de 1993 e 1994 e o Rio-SP de 1993. Na 2ª passagem pelo alviverde, já como reserva de São Marcos, ele esteve no grupo campeão da Libertadores de 1999, do Rio-SP e da Copa dos Campeões – ambos em 2000. Sérgio que começou a sua carreira em 1989, contra o Embu-Guaçu, somente terminou em 2013 atuando pelo Taboão da Serra, ainda defendeu outros clubes importantes do futebol brasileiro, como Flamengo (1996), Portuguesa (1997 e 2008) e Santos (2009).

O corintiano - Ronaldo Giovanelli, hoje com 49 anos, começou no Corinthians em 1988, e foi titular na conquista do título paulista do mesmo ano (gol do título anotado por Viola, de carrinho). No Timão ele ficou por 10 anos, conquistando o título brasileiro de 1990, outros dois títulos estaduais (1995 e 1997), Supercopa do Brasil de 1991, e a Copa do Brasil de 1995. Ronaldo é o goleiro que mais vezes atuou no gol corintiano – 601 vezes – sendo o 3º atleta que mais vezes jogou pelo clube (atrás apenas de Wladimir e Luizinho). Após sair do Timão atuou por outros dez clubes no país, com passagens pelo Fluminense (1998 – ano que o clube é rebaixado da Série B para a Série C do Campeonato Brasilero), Cruzeiro (em 1999) e Portuguesa (2000 e 2001). Encerrou a sua carreira em 2005 na Portuguesa Santista. Desde então é comentarista esportivo, começando na Rede Tv e atualmente trabalhando na Band, Band Sports e na Rádio Transamérica de São Paulo.