No despacho, juiz informa que tombamento do Jayme Cintra foi decisivo para cancelar leilão - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: No despacho, juiz informa que tombamento do Jayme Cintra foi decisivo para cancelar leilão

30/05/2017

No despacho, juiz informa que tombamento do Jayme Cintra foi decisivo para cancelar leilão


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Thiago Batista

O juiz Jorge Luiz Souto Maior, titular da 3ª Vara do Trabalho de Jundiaí foi a autoridade que determinou o cancelamento do leilão do estádio Jayme Cintra, que estava em processo no 15º Tribunal Regional do Trabalho, desde abril, com o local até sendo colocado a venda no fim de abril, mas não ocorreu nenhum comprador na oportunidade. Segundo o juiz um dos motivos para o cancelamento do leilão, foi o início do processo de tombamento da casa do Galo. A decisão ocorreu no último dia 25 de maio.

No último dia 28 de março, dois dias depois da notícia que o Jayme Cintra entraria num leilão, uma reunião do Compac (Conselho do Patrimônio Artístico e Cultural) definiu que o local entrasse no Inventário de Proteção Patrimônio Artístico e Cultural (IPAAC), iniciando assim o processo que pode tombar o estádio futuramente.

A decisão do juiz titular na 3ª Vara do Trabalho de Jundiaí - Jorge Luiz Souto Maior - Publicado no site do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região:

“ Vistos e examinados. Exerço o Juízo de retratação e reconsidero o despacho de fls. 410 no tocante à aplicação da multa por ato atentatório à dignidade da justiça ao executado. Além disso, tendo à vista o resultado negativo da hasta pública realizada em 27/04/2017 e a notícia do início do processo de tombamento do estádio, deixo de prosseguir com as diligências de expropriação e determino a reserva de crédito no processo de autos nº. 0096900-76.2003.5.15.0021, em trâmite na 2ª Vara do Trabalho local. Atente-se a secretaria para o abatimento dos valores já reservados no processo supracitado. Intimem-se as partes. Diante do acima decidido, indefiro o requerimento do Monte Azul Futebol S.A. Dê-se ciência à peticionária. Tudo observado, aguarde-se o trâmite do processo de autos nº. 0096900-76.2003.5.15.0021.”