Nove clubes foram campeões estaduais no final de semana com “ex-Paulista” - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Nove clubes foram campeões estaduais no final de semana com “ex-Paulista”

08/05/2017

Nove clubes foram campeões estaduais no final de semana com “ex-Paulista”

Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Fotos: Divulgações -> Gilvan Souza – Clube de Regatas Flamengo; Bruno Cantini – Clube Atlético Mineiro; Sirli Freitas – Associação Chapecoense de Futebol

16 clubes foram campeões estaduais da 1ª divisão neste final de semana. Exatamente a metade dos clubes teve pelo menos um ex-jogador ou treinador do Paulista sendo campeão. E podemos acrescentar na conta o título do São Caetano, vencedor da Série A-2 do Paulistão, competição estadual de 2ª divisão mais disputada no Brasil (e com nível técnico melhor que muitos dos estaduais de 1ª divisão).

Destaque na Chapecoense, com três ex-Galo entre os seus “funcionários”: o goleiro Artur Moraes, o lateral Reinaldo e o técnico Vagner Mancini. Eles venceram neste domingo o título Catarinense, o primeiro da Chape após a tragédia que praticamente acabou com o elenco do clube, em novembro do ano passado.

Arthur no momento que recebe o troféu de campeão catarinense.
O técnico Vagner Mancini destacou o desempenho da equipe em todo o Campeonato Catarinense e chamou a atenção, principalmente, pelo significado dos resultados alcançados, considerando as circunstâncias. “Nós sabíamos que a Chape teria muitas dificuldades em função da reconstrução do time, mas em virtude do trabalho, alcançamos o título, batendo adversários que são rivais e que são difíceis de serem batidos. E eu quero exaltar não só o que foi feito dentro de campo, mas também exaltar o trabalho de todas as pessoas que formam o Departamento de Futebol na Chapecoense, porque isso é inédito no mundo. Você ter que reconstruir um time e ganhar um título depois de quatro meses, tendo todas as estatísticas como melhores. A Chape chegou com muita justiça ao título” afirmou.


E o trio pode levantar o segundo troféu nesta quarta-feira, quando irão até a Colômbia pelo jogo de volta da Recopa, onde a Chapecoense está em vantagem, ao vencer o jogo de ida, sobre o Atlético Nacional por 2 a 1.

Outro ex-jogador do Paulista campeão estadual foi Réver. Ele teve a honra, como capitão rubro-negro, de levantar o troféu de campeão carioca.  No elenco do Fla, também tem o volante Ronaldo, revelado nas categorias de base do Galo, onde jogou no sub-15 e 17. 

Capitão rubro-negro, Réver levanta o troféu de campeão carioca
No Atlético Mineiro, o goleiro Victor conquistou pela terceira vez o título mineiro. O troféu deste domingo ele dedicou ao pai que está hospitalizado. “"É uma coisa que eu procurei não falar, meu pai está há duas semanas na UTI internado, só ele e Deus pra me dar forças pra fazer meu melhor em campo. Dedico esse título a todo sofrimento que meu pai e minha família vem passando, quero agradecer a minha família, a Deus, meus irmãos, não é fácil esse momento, mas tenho certeza que ele está orgulhoso", destacou.

Victor levantou o troféu de campeão mineiro pela 3ª vez na carreira.
No Alagoano, Neto Baiano, marcou um dos gols da vitória do CRB sobre o CSA por 3 a 2, que garantiu o título a sua equipe. “Esse título foi muito especial para mim e marcar duas vezes em uma final deste nível, foi fantástico, um sonho. Trabalhei muito para ajudar o CRB a conquistar esse título, mas não me sinto herói. De jeito nenhum. Se não fosse esse elenco e a luta dele, não teria marcado. Esse grupo mereceu muito essa conquista. Acredito que a união do elenco com o torcedor fez a diferença para nossa equipe. Fizemos um campeonato de muita entrega e comprometimento, e o título foi a consequência disso. Aqui não faltou luta de todos os jogadores para que alcançássemos essa meta”, declarou o atacante, que foi campeão no time ao lado de Juliano, goleiro que passou pelo Tricolor Jundiaiense em 2014.

Clubes campeões estaduais com pelo menos um ex-jogador do Paulista no seu elenco
Carioca – Flamengo (Réver – zagueiro, Ronaldo – volante [atuou nas categorias de base do Galo])
Mineiro – Atlético Mineiro (Victor - goleiro)
Gaúcho – Novo Hamburgo (Jeff Silva – lateral)
Paranaense – Coritiba (Matheus Galdezani – volante e Alan Santos - volante)
Catarinense – Chapecoense (Artur Moraes – goleiro, Reinaldo – lateral, Vagner Mancini – treinador)
Distrito Federal – Brasiliense (Guaru – meia)
Alagoano – CRB (Juliano – goleiro, Neto Baiano – atacante)
Paraense – Paysandu (Emerson – goleiro, Alfredo - atacante e Wilkerson Pará – lateral)
Paulista da Série A-2 – São Caetano (Carlão – atacante, Luiz Carlos Martins – treinador, Junior Alves – zagueiro e Francisco Alex – meia)

Clubes campeões estaduais sem ex-jogador do Paulista no seu elenco
Paraibano – Botafogo de Campina Grande
Mato-Grossense – Cuiabá
Sul-Mato-grossense – Corumbaense
Paulista – Corinthians (Cristian não foi inscrito no Paulistão)
Goiano – Goiás
Baiano – Vitória
Sergipe – Confiança
Espirito Santo – Atlético Itapemirim