Profissionais do PEAMA participam de capacitação no Paço Municipal - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Profissionais do PEAMA participam de capacitação no Paço Municipal

06/05/2017

Profissionais do PEAMA participam de capacitação no Paço Municipal


Por Assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí
Foto: Assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí

Dentro da proposta de capacitar o servidor para que ele possa oferecer um atendimento cada vez mais eficiente ao cidadão, 20 profissionais do Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas – PEAMA – participaram nessa sexta-feira, no auditório do Paço Municipal, da aula do professor doutor Edison Duarte, oportunidade em que foi recebido pelo prefeito Luiz Fernando Machado e pelo diretor do PEAMA, César Munir.

Um dos atuais membros do Conselho Gestor da Academia Paralímpica Brasileira e professor titular do Departamento de Estudos de Atividade Física Adaptada na Faculdade de Educação Física da Unicamp, Edison Duarte, é jundiaiense, nascido e criado na Vila Rio Branco, com 40 anos dedicados à vida acadêmica.


Precursor do Esporte Adaptado, responsável pela criação de uma cadeira de especialização na Unicamp, o professor Duarte tem no PEAMA a consolidação do seu trabalho e fez questão de destacar, aos profissionais de Jundiaí e ao prefeito, que o “trabalho realizado na cidade, onde mais de 300 atletas, de faixas etárias distintas, são atendidos em 14 modalidades esportivas é um programa de referência nacional e internacional, servindo de modelo para muitas cidades”.

Para o prefeito, receber o professor Edison Duarte é motivo de orgulho e alegria. “Jundiaí tem um respeito muito grande pelo PEAMA. A administração tem um compromisso assumido com os diretores, professores, pais e atletas em potencializar cada vez mais o trabalho que realizam, pois sabemos dos benefícios que ele gera na população”, destacou Luiz Fernando.

Durante o encontro, o professor Edison Duarte também teve a oportunidade de conhecer a proposta da prefeitura em ampliar e fortalecer o PEAMA, bem como a intenção da construção de um parque totalmente adaptado para atender as mais diferentes deficiências, o que segundo o educador seria um marco no cenário nacional.