Rafael Porcari: Acabaram os apelidos no futebol? - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Rafael Porcari: Acabaram os apelidos no futebol?

25/05/2017

Rafael Porcari: Acabaram os apelidos no futebol?

Por Rafael Porcari – Comentarista da Rádio Difusora

Antes, tínhamos Pelé, Garrincha, Zico, Telefone, Índio, Vavá, Didi, Tostão, Biro-Biro e por aí vai.

Devido ao marketing, os jogadores ganharam nomes compostos: Marcos Assumção, Flávio Conceição, etc. Mas algo que chama a atenção: tivemos há pouco tempo uma geração de Felipe Isso, Felipe Aquilo, Felipe Ciclano, Felipe Beltrano. Depois os Brunos; aí vieram os Lucas (Leiva, Moura, Silva, Santos, Fernandes). Daí os Thiagos e Tiagos. Agora: os Mateus A, Mateus B e Mateus C e os Matheus com “th”.

Se fosse na década de 70, ou teriam apelidos ou seriam Mateus Segundo ou Mateus Terceiro, conforme o costume da época. Não dá um certo saudosismo?