Basquete masculino: Faltas antidesportivas tiram sub-19 de Jundiaí da 2ª fase da Ouro - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Basquete masculino: Faltas antidesportivas tiram sub-19 de Jundiaí da 2ª fase da Ouro

28/06/2017

Basquete masculino: Faltas antidesportivas tiram sub-19 de Jundiaí da 2ª fase da Ouro


Direto do Bolão

O sub-19 do Time Jundiaí irá disputar a fase final da Série Bronze do Campeonato Estadual de basquete masculino. Nesta quarta-feira, no Bolão, a equipe dirigida por Leonel Menezes, perdeu para Mogi por 82 a 73 na prorrogação - apos empate por 68 pontos no tempo regulamentar, resultado que tirou qualquer possibilidade da equipe jundiaiense disputar a fase final pela série de elite. Mogi ficou com a quarta e última vaga do grupo A.

Mogi terminou a primeira fase com seis vitórias e seis derrotas. O Time Jundiaí com três vitórias e oito derrotas, somente tem mais uma partida por disputar nesta fase e irá terminar a disputa na 5ª colocação da chave, se qualificando para a disputa da Série Bronze a partir de agosto - torneio que reúne os times que não ficaram entre os quatro melhores de cada grupo desta 1ª fase.

 A equipe jundiaiense tinha o resultado que precisava no terceiro quarto, para continuar com o sonho da Série Ouro, mas duas faltas técnicas e duas antidesportivas tiraram Jundiaí do jogo e da chance da vitória – foram 9 pontos que Mogi somou somente nesta situação (5 pontos nos lances livres e 4 pontos em virtude da posse ter ficado com os visitantes).


O jogo - O Time Jundiaí precisava vencer a partida por sete pontos de diferença, para continuar com chances de classificação a fase final da Série Ouro. Para isso teria que também vencer na sexta-feira, às 17h, no Bolão, o Paulistano, e assim carimbar o seu passaporte.


O primeiro tempo foi bastante equilibrado, com as duas equipes muito próximas do placar. A maior diferença foi de Mogi ainda no primeiro quarto – foi de quatro pontos e foi pulverizada 40 segundos depois para uma nova igualdade. Jundiaí na reta final da primeira metade do jogo chegou a abrir 5 pontos de vantagem, mas permitiu uma cesta de Mogi e no intervalo o placar era de 33 a 30 para a equipe de Leonel Menezes.


O terceiro quarto começou muito bem para Jundiaí que em 5 minutos anotou 9 pontos e sofreu 5, abrindo 42 a 35 – diferença de 7 pontos a favor dos jundiaienses, resultado que a equipe precisava para continuar na luta pela vaga na Série Ouro. Mas o Time Jundiaí cometeu duas faltas antidesportivas e duas faltas técnicas (reclamações contra a arbitragem) em um espaço de três minutos, que no total geraram 7 pontos para a Mogi, empatando a partida em 42 pontos a 2min30 do fim do período. 


Nervoso, o time jundiaiense parou de produzir no ataque e ainda cometeu mais uma falta técnica que gerou mais dois pontos para os mogianos. Jundiaí foi para os 10 minutos finais perdendo por 51 a 44.



A situação piorou logo no começo do quarto final, quando o pivô Ewerton, de Jundiaí cometeu a sua 5ª falta no jogo, sendo eliminado da partida de forma prematura. Pouco tempo depois, Gabriel foi eliminado da partida por cometer 5 faltas para Jundiaí.  Mogi tentou no resto da partida apenas administrar o resultado, mas Jundiaí foi buscar o empate. Sim a igualdade, para levar o jogo ao tempo extra e nos 5 minutos complementares vencer a partida por 7 ou mais pontos. E uma bola de 3 pontos de Vinicius a 1 segundo do final, determinou a igualdade em 68 pontos, levando a partida para a prorrogação.


No período extra, Jundiaí foi em busca pelo menos da vitória. Os primeiros dois minutos cada equipe anotou 5 pontos. Nos três minutos restantes, Mogi teve mais eficiência para ficar com a vitória e carimbar a sua vaga para a 2ª fase da Série Ouro ficou com Mogi. Para o sub-19 do Time Jundiaí somente resta a disputa da Série Bronze, a partir do 2º semestre.