CBB deve entregar carta a Prefeitura de Jundiaí sobre intenção de CT de basquete - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: CBB deve entregar carta a Prefeitura de Jundiaí sobre intenção de CT de basquete

02/06/2017

CBB deve entregar carta a Prefeitura de Jundiaí sobre intenção de CT de basquete

Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí
Foto: Logotipo da CBB / Foto: Giovanni Kleinübing/CBB

Em matéria publicada pelo site do Estadão nesta sexta-feira, a Confederação Brasileira de Basketball vai dar mais um passo para ter sua casa própria na próxima semana e que poderá ser em Jundiaí. No mesmo dia em que assinou com o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, um acordo para utilização da Arena Concórdia por dois anos, a entidade confirmou que vai entregar na segunda-feira uma carta de intenção na Prefeitura de Jundiaí para construção de um moderno centro de treinamento na cidade.

"A prefeitura de Jundiaí já tinha uma área, tem um projeto aprovado e ficou muito à vontade ao ver o tamanho da seriedade da nova gestão da CBB", afirmou Marcelo Souza, diretor executivo da entidade, ao Estado, após participar da assinatura do acordo em Campinas.

Jundiaí desde 2010 está no radar da CBB para receber um centro de treinamento da modalidade. Isto na antiga administração da entidade que cuida do basquete, ainda dirigida por Carlos Nunes. Atualmente a CBB é dirigida por Guy Peixoto Jr., eleito em março. Em novembro de 2010 ele anunciou que a obra seria similar ao que foi feito pelo vôlei em Saqurema, e seria no bairro da Vila Comercial. Mas este projeto nunca saiu do papel. O local do novo centro de treinamento seria na Vila Liberdade, onde fica atualmente o centro esportivo Antônio Ovídeo Bueno, local que está previsto para receber o centro de excelência do esporte.

A expectativa é que o CT em Jundiaí possa estar pronto ao final do contrato para utilização da Arena Concórdia. "Uma obra desta complexidade não será construída em um ano, um ano e meio... São 38 mil m² de construção, é uma coisa fabulosa. Seria o nosso sonho de consumo maior, uma instalação que estaria toda ela modelada para o basquete", explicou Marcelo Souza.

Até lá, a CBB fará uso da Arena Concórdia para o treinamento de suas seleções. "A CBB nunca teve uma casa própria. Teremos um espaço moderno, polifuncional, será o local de treinamento das seleções, da sub-15 até principal. Estamos finalmente muito bem instalados", comentou Marcelo de Souza. "É uma casa alugada, mas com capacidade de fazer o basquete", completou.

A CBB conseguiu recentemente a Certidão Negativa de Débito (CND) da Receita Federal e, desde então, busca liberar o dinheiro que está bloqueado desde que a entidade foi suspensa pela Federação Internacional de Basquete (Fiba) em novembro do ano passado. O emissário da Fiba, o espanhol José Luis Sáez, está no Brasil desde terça-feira e tem acompanhado o trabalho da nova gestão da CBB. A entidade máxima do basquete vai se posicionar novamente sobre a situação brasileira no dia 21 de junho.

Presidente da CBB esteve na cidade em abril - O presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Guy Peixoto Jr, se reuniu com o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, no dia 5 de abril. Na época o presidente da CBB disse que a conversa foi extremamente positiva. “O prefeito Luiz Fernando me recebeu muito bem e tivemos a chance de conversar bastante, sobre diversos assuntos. O prefeito demonstrou grande interesse em firmar uma parceria futura com a Confederação Brasileira e isso me deixa feliz”, disse Guy na época. O encontro também contou com as presenças do ex-jogador Marquinhos Abdalla e do diretor da CBB, Carlos Fontenelle.


Centro de excelência – O centro de excelência foi anunciado que seria construído na cidade em dezembro de 2014, pelo então prefeito de Jundiaí, Pedro Bigardi. A cidade receberia uma verba de cerca de R$ 30 milhões para a construção. Mas até agora nenhum tijolo foi levantado. Segundo apuração do Esporte Jundiaí¸ a obra sofre com trâmites burocráticos e divergências entre a atual administração da Prefeitura e a empresa responsável pelo projeto – Fupam.

A entrega do projeto tinha dois anos, e estourou em dezembro do ano passado. Segundo apuração da reportagem, a Unidade de Gestão de Esporte e Lazer de Jundiaí está correndo contra o tempo para garantir que a obra consiga sair do papel e que a cidade não consiga perder uma conquista, da administração anterior, mas que é um ganho de Jundiaí.

O centro de excelência, na administração Pedro Bigardi, tinha a expectativa de fazer a inauguração primeiro em maio de 2016, e depois no 2º semestre deste ano. O centro de excelência e vai ter um ginásio principal com quadra oficial, vestiários, área de Imprensa e arquibancada para mais de mil pessoas, visando estabelecer um local adequado para as práticas de alto rendimento na cidade.

Ao lado do ginásio vai haver um prédio anexo com quatro andares. O primeiro piso está previsto recepção lounge, restaurante, auditório e administração. O segundo abrigar academia, alojamento e vestiários, além de departamento médico e de fisioterapia. O terceiro é para contar com quatro quadras poliesportivas e o quarto piso vai ter alojamentos.