Ex-lateral do Paulista pega gancho de dois jogos por confusão em Chapecó - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Ex-lateral do Paulista pega gancho de dois jogos por confusão em Chapecó

12/06/2017

Ex-lateral do Paulista pega gancho de dois jogos por confusão em Chapecó


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Foto: Sirli Freitas – Chapecoense - Divulgação

O lateral-esquerdo Reinaldo, ex-Paulista, foi suspenso por duas partidas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, em julgamento realizado nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro. O STJD julgou toda a confusão que ocorreu na Arena Conda, no empate sem gols de Chapecoense e Cruzeiro, que classificou os mineiros as quartas de final da Copa do Brasil.

Com sete réus, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva absolveu três, suspendeu quatro e advertiu apenas o técnico Mano Menezes pela interferência na cobrança de lateral de Reinaldo. Além do ex-Galo, o zagueiro Victor Ramos pegou gancho – mas de apenas um jogo. Os dirigentes Rui Costa e João Carlos estão suspensos por 15 dias. O lateral-esquerdo Diego Barbosa, da Raposa foi absolvido da acusação de conduta contrária à ética ou disciplina. O técnico Vagner Mancini, também ex-Paulista, foi absolvido de ter invadido o campo.

Na partida, após o apito final, jogadores e comissão técnica da Chapecoense se dirigiram até ao quarteto de arbitragem, comandado por Péricles Bassols, e reclamaram bastante. Neste quesito foram enquadrados Victor Ramos e Reinaldo. O quarteto de arbitragem da partida foi atingido por um objeto lançado da arquibancada. Um dos auxiliares foi acertado próximo ao olho e ficou sangrando. No vestiário, as delegações dos dois times se envolveram em um empurra-empurra. O técnico Vagner Mancini acusou o lateral cruzeirense Diogo Barbosa de tentar acertar seus jogadores com uma garrafa d’água. Durante o jogo, Mano Menezes atrapalhou o lateral-esquerdo Reinaldo durante um arremesso, e admitiu em entrevista ter feito de propósito. Apesar de não ter constado na súmula, o fato também foi a julgamento.