Jogos da Juventude: As expectativas de cada modalidade de Jundiaí - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jogos da Juventude: As expectativas de cada modalidade de Jundiaí

23/06/2017

Jogos da Juventude: As expectativas de cada modalidade de Jundiaí

Dupla do vôlei de praia, Alanis e Poliana com a nova camisa de viagem do Time Jundiaí. Elas estão ao lado do treinador Ademir Zamboni.
Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Fotos: Thiago Batista

A partir do próximo sábado terá início os Jogos Abertos da Juventude, os Joguinhos, com a realização do congresso técnico, a partir das 14h, quando serão definidos os grupos das modalidades coletivas na sua primeira fase. A cerimônia de abertura está marcada para 19h no ginásio Watal Ishibashi. Jundiaí participa com sete modalidades: atletismo masculino, atletismo feminino, damas misto, basquete feminino, futsal masculino, handebol masculino, handebol feminino e vôlei de praia feminino. E cada equipe da cidade tem a sua expectativa para a competição.

Atletismo – Segundo Robson Mian, a equipe de atletismo de Jundiaí está preparada. Um trabalho mental foi feito para a participação dos atletas nos Joguinhos. “A gente pediu que faça o melhor. Não estamos exigindo o melhor e eles estão bem focados, já que a competição virou a principal do ano”. Entre os atletas que tem chances de medalhas são Carlos no lançamento do dardo e o revezamento masculino 4x100 masculino. O atletismo da cidade estará representado com Thais Gabriella (duas provas), Vagna Soares, Kaique Vinicius (duas provas), Matheus Gomes, Carlos Henrique (duas provas), Bruno Franco (duas provas), Giancarlo Moreira, Jean dos Santos, Junior Honório, Wesley Manica Dirceu de Souza, com Aline Martins na comissão técnica. “Para molecada é bacana os Jogos da Juventude. É o protagonismo juvenil. Tem equipes profissionais que participam como Campinas e São Bernardo e iremos com o nosso feijão com arroz”.

Thaissa Gabriella estará em duas provas do atletismo nos Joguinhos.

Damas misto – Para a equipe de damas de Jundiaí a importância de participar da competição  importância é a interação no esporte. “Mesmo sendo um esporte mental é de grande relevância para o desenvolvimento do atleta, tanto pessoal quanto no profissional. Além disso, estar entre amigos a competição se torna ainda mais agradável”, contou Lucelino Bitto, da coordenação da modalidade. O objetivo da equipe é voltar de Prudente com a medalha de ouro no peito. “Estivemos treinando por 4 anos. Um dos nossos concorrentes é Sorocaba. Não será fácil, mas jogaremos para trazer o título para Jundiaí. Claro que estamos com pé no chão, pois a modalidade volta a disputar a fase final depois de 7 anos”, lembrou Lucelino.

Basquete feminino – Jundiaí é a atual campeão da modalidade, e nesta edição defende o título. O time de Luís Cláudio Tarallo viaja a Prudente com a sua base sub-19 para disputar os Joguinhos. “Sempre valorizamos a competição pela sua grandeza para as atletas em formação. Sempre entramos para vencer, mesmo ciente das nossas dificuldades em jogar com apenas oito atletas e teremos pela frente boas equipes”, declarou o treinador.

Basquete feminino disputará os Joguinhos com sua equipe sub-19, que joga o Estadual da Federação.
Handebol feminino – O handebol feminino de Jundiaí, tem comando de Edlady Oliveira. Para ela a competição é importante para valorizar o trabalho de base que é feito na cidade. “A competição é sub-19 e é um momento de transição do juvenil para o júnior e temos apenas dois sub-19 e o resto do elenco com gente entre 16 e 18 anos. Para nós o torneio é importante, pois atende a faixa etária com qual trabalhamos, e é uma competição estadual que inspira, já que tem várias modalidades, você fica alojado e com ótimo nível técnico”.  A treinadora espera que sua equipe esteja na final. “Se preparamos bem, pois a competição estava no nosso cronograma. Pensamos muita na parte física e técnica e ter o ápice agora nesta época do ano”, contou. Para ela, São Bernardo e São José dos Campos, são os principais rivais.

Handebol masculino – O handebol masculino de Jundiaí espera chegar na decisão dos Joguinhos. Para o treinador Clóvis Pedroso, o torneio traz uma boa projeção. “Para os atletas desta faixa etária é a principal competição do estado. Tivemos uma boa preparação,  principalmente no nível técnico, tático e físico e estamos bem para competir. Sei que na competição tem boas equipes e vai depender muito do sorteio das chaves e depois os cruzamentos. Vamos com força e muita esperança de uma boa campanha”, contou.

Futsal masculino – O futsal masculino de Jundiaí retorna depois de 10 anos a participar dos Joguinhos. Para Eduardo Mendes, treinador da equipe. “Evento é muito importante, pois os nossos atletas podem fazer parte da categoria principal futuramente, caso tenha uma equipe. Para os meninos acaba virando uma espécie de Jogos Regionais, com a ausência de Jundiaí este ano no evento (que ocorrerá em julho, em Sorocaba)”, contou. Para o comandante do futsal masculino espera que seu time faça o melhor possível. “Não dá para falar o que pode acontecer, pois a gente não tem uma noção do nível técnico da competição, tem uma ideia pelos finalistas. Mas esperamos um nível técnico alto. A gente somente vai ter noção, quando identificar as equipes nos Joguinhos”.

Futsal masculino de Jundiaí tem sua base atletas da faixa etária de 17 e 18 anos.
Vôlei de praia feminino – O vôlei de praia feminino de Jundiaí será representado pela dupla Alanis e Poliana. Para o treinador do time, Ademir Zamboni, a expectativa é que a dupla jundiaiense termine entre as quatro melhores do estado. “É uma modalidade que está crescendo bastante e tem muitos praticantes na cidade . É um campo a mais para as nossas atletas se desenvolverem. Como são atletas que jogam quadra e praia , utilizamos nossas rotinas de quadra para o condicionamento físico e técnico . E fazendo os treinos na areia para aprimorar os golpes e táticas de jogo. São jogadoras habilidosas e de defesa isto ajuda muito no vôlei de praia”, contou. Ademir lembrou, que Alanis vem frequentemente disputando torneios de vôlei de praia.