Nova administração da CBB faz balanço e coloca CT em Jundiaí como projeto futuro - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Nova administração da CBB faz balanço e coloca CT em Jundiaí como projeto futuro

07/06/2017

Nova administração da CBB faz balanço e coloca CT em Jundiaí como projeto futuro


Por Thiago Batista – Esporte Jundiaí / Foto: Divulgação - CBB

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) fez um balanço dos seus 90 dais da sua nova administração em seu site, e colocou com um dos próximos passos, quando der fim a suspensão internacional que o basquete brasileiro sofre no momento, o andamento do projeto do futuro centro de treinamento de basquete em Jundiaí. A carta de intenção para que a cidade seja o local do CT deverá ser entregue nos próximos dias por diretores da entidade a responsáveis pela administração municipal.

Em menos de 90 dias na presidência da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), o presidente Guy Peixoto e a diretoria executiva tomaram uma série de medidas com o intuito de devolver a credibilidade e dar um choque de gestão na entidade. “O que fizemos foi mesmo um choque de gestão, atacando os pontos críticos e projetando o futuro próximo. A CBB hoje vive uma administração profissional e com total transparência.  Queremos que atletas, treinadores, clubes e federações sejam ouvidos”, afirma Guy Peixoto, no comando da empreitada.

Segundo a CBB desde 10 de março as principais ações foram: contratação de uma empresa de auditoria interna, reunião na Fiba, para reverter a suspensão, contratação de um consultor de mercado (Marcus Vinícius Freire, diretor executivo do COB), contratação de empresa especializada em marketing para pesquisa de valoração das propriedades da entidade, e também captação de parceiros/patrocinadores, reuniões com representantes das ligas que gerenciam campeonatos no país (NBB e LBF) e também a NBA, além da liberação da Certidão Negativa de Débito (CND) e assinatura de convênio para utilização do CT do Clube Concórdia, em Campinas

Os próximos passos da entidade são no dia 21 de junho reverter a suspensão internacional da entidade junto a Fiba, aproveitamento do material de legado da Olimpíada Rio-2016,  e depois do fim da suspensão, além do projeto do CT em Jundiaí, retorno das verbas do COB (já pré-definidas pela Lei Agnelo Piva), negociação com patrocinadores, reapresentação dos projetos para comissão da Lei de Incentivo ao Esporte, definição e contrato dos novos treinadores das várias seleções (no momento não tem nenhum em virtude da suspensão) e lançamento de novo site.