Time Jundiaí 68 x 67 Santos: Reação histórica! Jundiaienses ficam com título paulista - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Time Jundiaí 68 x 67 Santos: Reação histórica! Jundiaienses ficam com título paulista

22/06/2017

Time Jundiaí 68 x 67 Santos: Reação histórica! Jundiaienses ficam com título paulista


Thiago Batista – Direto do Bolão / Fotos: Thiago Batista

Uma partida com cara de final. Com drama do começo ao fim. E no fim com a alegria da equipe da casa. Jogando diante de 500 torcedores, o Time Jundiaí ficou com o título do Campeonato Paulista de basquete feminino da 1ª divisão ao superar Santos na noite desta quinta-feira por 68 a 67 no ginásio do Bolão, em Jundiaí. Uma partida que fica na memória de quem assistiu pela alternância que foi o confronto. E pela incrível reação de Jundiaí na partida onde chegou estar perdendo por 20 pontos no primeiro quarto da partida. Agora as equipes lutam pela sua sobrevivência na modalidade. Ambas buscam patrocínios para ter atividades no segundo semestre desta temporada.


O primeiro quarto foi todo de Santos que logo de cara abriu 6 a 0 em um minuto de partida. A cada minuto no primeiro período foram se torando complicados para o Time Jundiaí que ansioso e afobado quase sempre errava passes e arremessos no ataque e era pouco eficiente na defesa. A equipe do litoral mostrou muita força no seu jogo de pivôs e no fim dos 10 minutos iniciais abriu 20 pontos de vantagem – 32 a 12. Curiosamente na semifinal contra Catanduva, nos dois primeiros quartos, Santos anotou 29 pontos.


Mas Jundiaí tinha que impedir que o alto aproveitamento das santistas continuasse (foi de 60% no primeiro quarto contra 25% de Jundiaí) e ser mais decisivo nos rebotes (11 a 6 nos 10 minutos inicias). A bronca de Luís Cláudio Tarallo, treinador da equipe jundiaiense, acordou as suas jogadoras. Entre o primeiro e o segundo períodos ele falou o seguinte as suas atletas: “Vocês parecem que não se concentraram no jogo. Esquece o ginásio. Não combateram nada e não pegaram rebotes. Que basquete vocês estão apresentando aqui”, contou.


Elas começaram a jogar basquete. Com muita garra começaram a marca forte e começaram a ter eficiência no jogo. Com isso conseguiram conquistar a torcida que veio e jogou junto. Foi uma simbiose perfeita para  a vantagem em 4 minutos cair para 16 pontos e a treinadora de Santos pedir tempo. Carmem Fernandes alertou suas jogadoras do perigo que poderia vir. “Elas estão em casa, se deixar elas encostarem para 10 ou menos pontos, quero ver vocês segurarem”. Só que o alerta da treinadora santista não teve resultado. A diferença continuou caindo e no intervalo era de apenas 7 pontos – 40 a 33.


Mas no terceiro quarto, o Time Jundiaí começou a errar no garrafão. Os arremessos embaixo da cesta não entravam. E sempre no ataque seguinte do rival, observou Santos novamente abrir vantagem. Em quatro minutos a diferença havia voltado para 12 pontos – 49 a 37. Foi o momento de Tarallo pedir tempo e novamente colocar as suas jogadoras na partida. “Nós vamos deixar elas abrir de novo 20 pontos para a gente correr atrás e tentar recuperar?”, questionou. Nos seis minutos finais do período, a vantagem se subiu para 14 pontos o que deixou as coisas complicadas para o Time Jundiaí nos 10 minutos finais - 55 a 41.


O quarto final começou com o Time Jundiaí procurando descontar a vantagem santista. Foram oito pontos seguidos nos primeiros 4 minutos do período. A diferença estava em apenas seis pontos - 55 a 49, o suficiente para colocar as atletas comandadas por Tarallo novamente no jogo. A torcida procurava incentivar as atletas da casa para conseguir a histórica virada. Santos ficou nervoso. A treinadora Carmem Fernandes por reclamação a arbitragem levou uma falta técnica. Jundiaí fez o lance livre e com a posse na sua mão marcou mais dois pontos. A vantagem caiu para 3 pontos a 5min30 do final - 55 a 52 para Santos.

A virada era questão de tempo. Trinta segundos depois uma cesta de Mariana Dias com conversão do lance livre colocaram o Time Jundiaí pela primeira vez na frente - 57 a 56. Neste momento, as duas equipes começaram a se alternar na frente do placar. O jogo foi ganhando drama. Toda falta era lance livre para o adversário. E Jundiaí teve mais frieza na reta decisiva do jogo para conquistar a vitória por um ponto de diferença e garantir o título. Uma frieza decisiva: a 15 segundos do fim, Palmira teve dois lances livres. Ela acertou o primeiro e errou o segundo. No contra-ataque coube a Carla Lucchini fazer a cesta com uma bandeja... e depois correr com alegria até o banquete, o troféu de campeão!


Time Jundiaí 68 x 67 Santos
Time Jundiaí – técnico: Luís Cláudio Tarallo
Titulares: Carla Lucchini – 9 pontos, Mariana Dias – 15 pontos, Susan – 3 pontos, Aline – 20 pontos e Gabriela Guimarães – 17 pontos
Entraram durante o jogo: Rafaela – 4 pontos e Gabriela Soares – Nenhum ponto
Estiveram no banco: Myreya, Mayte, Mariane Vargas e Geovana

Santos – técnica: Carmem Fernandes
Titulares: Palmira – 11 pontos, Aruzha – 10 pontos, Mônica – 7 pontos, Maria Emília – 8 pontos e Letícia Rodrigues – 24 pontos
Entraram durante o jogo: Letícia Lisboa – 2 pontos, Fernanda – Nenhum ponto, Camila – 2 pontos e Julia – 3 pontos
Esteve no banco de reservas: Thais

Árbitros: Juliana Rovieri e João Ricci

Parciais por quarto: 1º Q – JUN 12 x 32 SAN / 2º Q – JUN 21 x 8 SAN (33 x 40) / 3º Q – JUN 8 x 15 SAN (41 x 55) / 4º Q – JUN 27 x 12 SAN (68 x 67)