Jori 2017: Ana Paula Citelli comenta a sua primeira vez como chefe da delegação - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jori 2017: Ana Paula Citelli comenta a sua primeira vez como chefe da delegação

30/08/2017

Jori 2017: Ana Paula Citelli comenta a sua primeira vez como chefe da delegação

Ana Paula Citelli
Ana Paula Citelli é uma carinha carimbada sempre nas delegações esportivas de Jundiaí nos últimos anos como treinadora. Só que nunca foi chefe de uma delegação.  Até está semana, pois sempre tem a sua primeira vez. E chegou. Será a partir de quinta-feira, quando vai comandar uma delegação de 125 idosos, que buscam mostrar o seu melhor e honrar a Terra da Uva em 14 modalidades.

Ana Paula Citelli com Marcelo Nitsch

“Está sendo um aprendizado. É uma novidade para mim. São muitos tramites, que não estamos habituados. Mas está sendo uma ótima experiência, com a ajuda do Marcelo (Nitsch – assistente de chefia) e também do Seu Wilson (Roberto Fernandes - servidor da Secretaria de Esportes)”, contou Ana Paula Citelli. “Tempo foi curto pelo cronograma oferecido pela Secretaria Estadual do Esportes e também da Prefeitura, mas está tudo organizado pela gente. Hoje (terça) recebemos os uniformes que nossos atletas irão competir, numa parceria com o Conselho do Idoso”, completou.

Sobre o cronograma da Secretária Estadual de Esportes, Ana conta mudanças que ocorreram para o JORI. “Quando visitamos Itapetininga a um mês atrás, nos falaram que as escolas somente estariam liberadas um dia antes dos Jogos, mas agora desde segunda-feira as escolas estavam liberadas”, disse ela. Jundiaí ficará alojada na escola Loide Lara, que só recebeu elogios. “É uma escola muito boa para gente. Itapetininga tem boa estrutura para receber os Jogos Regionais do Idoso, até porque foram sede recentemente, em 2011”, lembrou Marcelo Nitsch.

Jundiaí vai competir nas 14 modalidades disponíveis no JORI (podem participar atletas que completem no mínimo 60 anos em 2017). Em alguns esportes existe divisão por categorias. Jundiaí competirá nas seguintes modalidades e categorias:
- Atletismo masculino A (60 a 64 anos), C (70 a 74), D (75 a 79) e F (85 a 90) e atletismo feminino A (60 a 64) e C (70 a 74).
- Bocha mista
- Buraco masculino e feminino
- Coreografia mista
- Damas masculino e feminino
- Dança de salão mista A (60 a 69 anos) e dança de salão mista B (acima de 70 anos)
- Dominó masculino e feminino
- Malha mista
- Natação masculina B (65 a 69), C (70 a 74), D (75 a 79) e G (acima de 91 anos) e natação feminina A (60 a 64) e B (65 a 69)
- Tênis de campo masculino A (60 a 69 anos) e B (acima de 70 anos) e tênis de campo feminino A (60 a 69)
- Tênis de mesa masculino A (60 a 69 anos) e B (acima de 70 anos) e tênis de mesa feminino A (60 a 69)
- Truco misto
- Vôlei adaptado masculino A (60 a 69 anos) e B (acima de 70 anos) e vôlei feminino masculino A (60 a 69) e B (acima de 70 anos)
- Xadrez masculino e feminino

Nos Jogos Regionais do Idoso o sonho de todo o participante é conquistar o título e assim assegurar a sua presença nos Jogos Estaduais do Idoso, o JEI, programados para Sertãozinho entre 4 e 8 de outubro. Apenas o campeão de cada modalidade uma das oito regiões do JORI garante presença no JEI (Jundiaí participa da 8ª região). Segundo Ana Paula Citelli, Jundiaí sonha com algumas conquistas, especialmente nas quatro equipes de vôlei adaptado, tênis de campo e tênis de mesa e conquistar medalhas de ouro na natação masculina e feminina.

Na natação feminina a favorita a ganhar uma medalha é Elza Marina Mazzei. Ela já venceu na sua carreira o Mundial Master Games e é esperança de ganhar a medalha de ouro na disputa de prova longa na natação. Também nas piscinas estará o atleta mais velho de Jundiaí no JORI: Milton Zimbom, de 91 anos, que competirá na prova dos 600m na categoria G. Se ele nadar a prova programada no sábado, no mínimo garantirá a medalha de prata, já que ele terá na concorrência um atleta de Itu.