Jundiaí se torna a capital brasileira do mergulho na manhã de sexta-feira - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jundiaí se torna a capital brasileira do mergulho na manhã de sexta-feira

18/08/2017

Jundiaí se torna a capital brasileira do mergulho na manhã de sexta-feira


A piscina da Escola Superior de Educação Física (Esef) virou mar na manhã desta sexta-feira (18), quando instrutores da NAUI, a maior certificadora mundial de profissionais e equipamentos para mergulho, trouxeram para Jundiaí o Encontro Latino Americano da Jornada Submarina. A iniciativa foi possível graças à parceria com o Peama da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer (UGEL).

As raias da piscina ficaram divididas de acordo com o tipo de treinamento. Enquanto no canto esquerdo instrutores da NAUI ofereceram treinamento em primeiros socorros, do lado direito, alunos do Peama puderam experimentar o mergulho adaptado.

O fundo da piscina não é nenhuma novidade para Benedito Navas. Aluno de natação, ciclismo e caiaque no Peama, Benedito, 47 anos, possui uma deficiência visual o que torna o mergulho ainda mais instigante. “Não é a primeira vez que mergulho e sempre que faço tenho uma sensação única porque além da visão, perco a audição o que me obriga a liberar a imaginação. Recomendo a todas as pessoas que experimente, pelo menos uma vez na vida”, recomenda.

Presença mais do que especial, foi para o Grupamento de Mergulhadores da Marinha do Brasil (Grumec) que os olhares se voltaram.  Mais do que mergulhar, essa tropa de elite do mar é preparada para superar todos os limites impostos por uma operação, segundo explicou Elígio Guimarães de Moura, capitão de fragata do Grumec.

“Fomos convidados pelo NAUI para participar deste encontro e fizemos questão de estar presentes para demonstrar parte do nosso trabalho”, afirma. O diferencial da apresentação deste grupo de elite foi o equipamento que mesmo debaixo de água não faz bolha e, assim, engana os adversários.

Foto: Divulgação – Prefeitura de Jundiaí