Cuquinhabol!!! Sub-20 do Palmeiras copia profissional para vencer Paulista no Jayme - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Cuquinhabol!!! Sub-20 do Palmeiras copia profissional para vencer Paulista no Jayme

29/09/2017

Cuquinhabol!!! Sub-20 do Palmeiras copia profissional para vencer Paulista no Jayme


O sub-20 do Paulista teve pela frente o líder do grupo 3 do Campeonato Estadual, nesta sexta-feira. Era o Palmeiras, que veio a Jayme Cintra, com uma tática igual ao do time profissional: o Cucabol! – explorar ligações diretas, erros do time adversário e bolas paradas. E foi assim que o Verdinho venceu o Galinho por 3 a 2 pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Estadual. A derrota do Paulista para o “Cuquinhabol” deixa o Paulista em situação delicada. 


Com 34 pontos em 6º lugar, terá que torcer neste sábado que o Red Bull Brasil seja derrotado pelo Juventus, na Rua Javari para continuar com chances de vaga. O Touro já tem 37 pontos. O Osasco Audax na rodada venceu o Flamengo de Guarulhos por 5 a 1 e com 38 pontos não pode ser mais alcançado pelo Paulista. O Guarani subiu para 5º ao bater o Bragantino, fora de casa, por 3 a 1 e agora tem 36. Na rodada final, no dia 7 de outubro, o Paulista encara o Atibaia, em Amparo, enquanto o Red Bull recebe o São José dos Campos. O Palmeiras com a vitória chegou aos 51 pontos e será o primeiro colocado da chave nesta fase.


O primeiro tempo teve o Paulista com mais posse de bola, mas pecando no último passe. O Palmeiras jogou no estilo Cuca. Copando a equipe profissional, o Verdinho era só ligação direta da defesa para o ataque, e também em jogadas rápidas de contra-ataque, e  arremessos longos de lateral, através Mailon.


Mas as primeiras duas chances do jogo foram na bola parada, literalmente. O primeiro a levar perigo foi o Palmeiras em cobrança de falta de Yan, que estourou o travessão de Allan, aos 19 minutos. Cinco minutos depois que chegou na bola parada foi ao Paulista, através de um pênalti cometido por Pedrão sobre Gil. Carlinhos cobrou com manda o manual: bola de um lado e goleiro do outro e fez 1 a 0 para Galinho.


O primeiro tempo teve mais duas chances de gol. E pode-se dizer que foram na bola parada. Mailon cobrou lateral longo na área (a la Moisés do profissional) e a bola foi para Fernando, que na marca do pênalti, fez o giro e venceu o goleiro Allan: 1 a 1. Nos acréscimos do primeiro tempo, Carlinhos cobrou falta na meia-direita e Augusto desviou de cabeça e quase marcou contra. A sorte do defensor palmeirense, que o goleiro Daniel atento fez a defesa.


O segundo tempo começou novamente com uma chance de gol na bola parada. Logo com um minuto, Carlinhos cobrou falta na meia-direita e a bola somente entrou direita, graças a boa defesa do goleiro Daniel, junto a trave esquerda. Aos 6 minutos pintou a primeira oportunidade do jogo com bola rolando. Mas não em jogada trabalhada pela equipe que finalizou ao gol e sim aproveitando erro do time adversário. Zunquinha perdeu a jogada para Fernando, que entrou livre na área e na saída de Allan virou o placar para o Palmeiras.


Sem criar chances com bola rolando, o Paulista novamente ameaçou na bola parada, aos 19 minutos. Carlinhos cobrou falta e Vinicius, mesmo baixinho, conseguiu cabecear a bola, mas ela foi por cima do gol. O Palmeiras três minutos depois quase marcou o terceiro na bola parada, em cobrança de Zé Aldo, que Pedrão desviar na pequena área, com Allan fazendo grande defesa.


Mas o Palmeiras criou uma jogada e fez um belo gol. Aos 26 minutos, Yan arriscou chute de fora da área e mandou no ângulo de Allan. Golaço digno de camisa 10 do alviverde e 3 a 1 para os visitantes no placar. O Paulista foi para o tudo ou nada nos 20 minutos finais, mas quando chegava para finalizar encontrou um goleiro Daniel, que foi uma verdadeira muralha. Ele fez duas grandes defesas, em chutes de Daniel e Vander, intervenções dignas de cinema. 


Aos 37 minutos, o Paulista ganhou sobrevida na partida, com o pênalti cometido por Mailon - mão na bola. Carlinhos cobrou bem e deixou o placar em 3 a 2 para o  Palmeiras.. No fim, o Palmeiras segurou  a vantagem mesmo com 10 jogadores - Stuart foi expulso (Paulista teve Simões expulso nos acréscimos), e o 3 a 2 a favor do alviverde garantiu a liderança geral do grupo 3 de forma antecipada ao time. O Paulista praticamente foi o adeus ao campeonato.


O Paulista, do técnico Sérgio Caetano, jogou com Allan; Zunquinha, Evandro, Papa-léguas e Alemão; Maurílio, Falcão, Murilo e Carlinhos; Gil e Vinicius – entrando durante o jogo Daniel, Vander, Zulu e Simões. O Palmeiras, do treinador Wesley Oliveira, atuou com Daniel; Mailon, Pedrão, Augusto e Matheus Bahia; Matheus Neris, Zé Aldo e Yan; Juninho, Fernando e Léo Passos – entrando durante o jogo Gabriel Furtado, Stuart, Julio, Wesley e Rafael.