50 anos da 1ª edição do Amador de Itupeva são comemorados com missa - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: 50 anos da 1ª edição do Amador de Itupeva são comemorados com missa

17/10/2017

50 anos da 1ª edição do Amador de Itupeva são comemorados com missa


Há 50 anos o padre Murillo Murtinho organizava o primeiro campeonato de futebol da cidade. Como prêmio, a equipe vencedora conquistou um troféu e também uma imagem de Nossa Senhora Conceição Aparecida. Entre os times que disputavam aquela edição estava o Esporte Clube Medeiros. Na última quinta-feira o ato em comemoração aos 50 anos daquela data reuniu mais de 1800 pessoas. O evento começou com uma benção do Padre Marcos Adriano Paulino, na Igreja de São Sebastião, logo em seguida uma carreata com mais de 500 veículos acompanharam a santa até a a Igreja da Pedra.

Representando o prefeito Marcão Marchi, o vice-prefeito Alexandre Mustafa marcou presença no evento. “Vim trazer um abraço do prefeito Marcão Marchi que está na cidade de Aparecida do Norte, levando o nome de Itupeva na comemoração dos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida e o lançamento do selo postal comemorativo ao evento”, comentou Mustafa. “Também gostaria de parabenizar a todos os organizadores e toda comunidade do Medeiros por essa belíssima festa, um evento que entrou para história do bairro e principalmente do município, pelo número de pessoas que estiveram presentes”, completou.

Para os organizadores a data é um marco para a comunidade. “É uma data que nunca vamos esquecer, além de ser os 50 anos da comunidade, conseguimos reunir mais de 1800 pessoas em nossa festa, isso mostra que estamos fazendo um trabalho bem feito e o reconhecimento de muita gente”, falou Etore Polli, presidente da Comunidade do Medeiros.

“A nossa festa é feita há tantos anos e sempre com sucesso, mas, tenho a resposta pra isso, temos um grupo pequeno, mas trabalhamos com muito carinho, união e respeito ao próximo, por isso falo emocionado, parabéns a todos os envolvidos na comunidade do Medeiros”, disse Cláudio Armagne, um dos organizadores da festa.

Durante a missa campal, celebrada pelo Padre Marcos Adriano Paulino, os jogadores daquela partida histórica foram homenageados, momento de muita emoção no evento. “Estou muito emocionado, não esperava essa homenagem, só tenho a agradecer a nossa paróquia por proporcionar momentos como esses, também gostaria de agradecer a nossa padroeira, ela me fez alcançar muitas graças”, falou o goleiro, Joaquim Alves da Silva. “Não tenho palavras para esse momento, não esperava essa homenagem, pensei que seria um encontro com os amigos, quando começaram a contar a historia e falar o nome de cada um me emocionei muito”, ressaltou o zagueiro, Maninho.

“A emoção tomou conta de mim, mas não posso de deixar de homenagear meu pai Abilio Betelli e meu irmão Neto Betelli, duas pessoas que fizeram parte da minha vida, participaram daquele campeonato, mas infelizmente não estão mais entre nós”, disse emocionado, o lateral direito, Darci Betelli. “Tudo isso é uma graça de Deus, um momento de emoção junto com os familiares e principalmente com amigos de longas datas”, declarou Adilson Marto.

No evento também estiveram presentes, o secretário de Esportes e Lazer, Robinson Toledo, o secretário de Mobilidade Urbana e Meio Ambiente, Renato Gonçalves, e os vereadores Angelin Lorenção, Ezequiel Alves de Oliveira e João Tosi. - No último confronto contra SBR Itupeva, o empate de 0 a 0, garantiu a conquista do título e da imagem, começando assim a história da comunidade que nos anos 90 ganharia um terreno da família Betelli e começaram a construir a Igreja de Pedra, em homenagem a Nossa Senhora Aparecida.

Foto: Divulgação – Prefeitura de Itupeva