Thiago Batista: Sugestão para o Campeonato Amador de Jundiaí nas Séries A e B de 2018 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Thiago Batista: Sugestão para o Campeonato Amador de Jundiaí nas Séries A e B de 2018

17/10/2017

Thiago Batista: Sugestão para o Campeonato Amador de Jundiaí nas Séries A e B de 2018


Humildemente venho escrever neste espaço uma ideia que pode ser colocada em prática nas Séries A e B do Campeonato Amador de Jundiaí no ano de 2008. Para a Série A do Amador apresentarei duas sugestões e para a Série B uma única proposta, após Serginho Aguiar anunciar que deseja criar a Copa dos Campeões. Humildemente acredito qualquer competição de futebol que tenham mais de duas séries/divisões devem seguir critérios técnicos. E a minha sugestão seria dentro de critérios técnicos.

Série A de Jundiaí – Proposta 1
Como o regulamento de 2017 para 2018 prevê 18 clubes, a 1ª proposta é a seguinte:
1ª fase – 2 grupos de 9 times, definidos em sorteio (sem travas, ou seja, sorteio livre). Os times se enfrentam dentro dos grupos e os 5 melhores de cada chave avançam a Série Ouro. Os 4 piores de cada grupo avançam a Série Prata.

Série Ouro
2ª fase – Os 10 classificados serão colocados em um único grupo e se enfrentam todos contra todos em turno único.
Semifinais – 1º x 4º; 2º x 3º - Em jogo único – Vantagem do empate para o time de melhor campanha na 2ª fase
Final – Vencedores da semifinal, em jogo único, com a equipe de melhor campanha na 2ª fase jogando pelo empate

Série Prata
2ª fase – Os 8 classificados foram um único grupo e se enfrentam todos contra todos em turno único. Os 4 piores desta 2ª fase da Série Prata serão rebaixados a Série B do Amador. Os 2 melhores desta 2ª fase disputam a final da Série Prata
Final – 1º x 2º, em jogo, com a equipe de melhor campanha na 2ª fase jogando pelo empate

Vantagens desta proposta:
- Faria a Série A de 2019 ter apenas 16 times, pois apenas os dois melhores da Série B conquistariam o acesso. O processo continuaria para 2020 e 2021, com rebaixamento de 4 clubes e o acesso de 2 clubes, para chegar a 12 clubes em 2022, número que considero ideal para a Série A de Jundiaí.  
- Os clubes jogariam no mínimo 15 partidas e no máximo um clube pode atuar 19 jogos
- Uma 2ª fase mais atraente, onde os melhores se enfrentariam, e criaria uma disputa por um título para os clubes que até este ano brigam para ficar do 10º lugar para baixo, motivando a todos a irem a campo e lutar por uma taça e gritar é campeão
- Total de datas para a competição: 20

Série A de Jundiaí – Proposta 2
A 2ª proposta é a seguinte:
1ª fase – 3 grupos de 6 times, definidos em sorteio (sem travas, ou seja, sorteio livre). Os times se enfrentam dentro dos grupos e os 2 melhores de cada chave, mais os 2 melhores 3º colocados avançam a Série Ouro. Os demais disputam a Série Prata.

Série Ouro
Os 8 classificados em um sorteio (sem traves, livre), seriam colocados em 2 grupos fixos de 4 times, jogando em dois turnos distintos.

1º turno
1ª fase – Jogos dentro do grupo, em turno único, com os dois melhores de cada chave avançando as semifinais
Semifinal – 1º D x 2º E / 1º E x 2º D – Jogo único
Final – Vencedores das semifinais em jogo único

2º turno
1ª fase – Jogos entre as equipes do grupo versus o grupo E, em turno único, com os dois melhores de cada chave avançando as semifinais
Semifinal – 1º D x 2º D / 1º E x 2º E – Jogo único
Final – Vencedores das semifinais em jogo único

Final geral
Campeão do 1º turno x Campeão do 2º turno, em jogo único, sem vantagem para os clubes. Em caso de empate no tempo regulamentar, se jogará uma prorrogação de 2 tempos de 10 minutos e caso a igualdade persista a definição do campeão seria nos pênaltis.

Série Prata
1ª fase - Os 10 classificados seriam colocados em um único grupo, se enfrentando em turno único. Os 6 piores desta 2ª fase da Série Prata serão rebaixados a Série B do Amador. Os 2 melhores desta 2ª fase disputam a final da Série Prata
Final – 1º x 2º, em jogo, sem vantagem para os clubes. Em caso de empate no tempo regulamentar, se jogará uma prorrogação de 2 tempos de 10 minutos e caso a igualdade persista a definição do campeão seria nos pênaltis.

Vantagens desta proposta:
- Faria a Série A de 2019 ter apenas 14 times, pois apenas os dois melhores da Série B conquistariam o acesso. O processo continuaria para 2020 com rebaixamento de 4 clubes e o acesso de 2 clubes, para chegar a 12 clubes em 2021, número que considero ideal para a Série A de Jundiaí.  
- Os clubes jogariam no mínimo 14 partidas e no máximo 18 partidas
- Uma 2ª fase mais atraente, onde os melhores se enfrentariam onde os clubes da Série Ouro podem lutar por 3 títulos (os dos turnos + o da final geral) e os da Série Prata, que este ano, brigam pelo 10º lugar podem conquistar um título
- Total de datas para a competição: 18

Série B de Jundiaí
A Liga Jundiaiense de Futebol anunciou que os 28 melhores da Série B este ano atuariam no torneio em 2018 e a minha proposta é esta:

1ª fase – 4 grupos de 7 clubes, definidos por sorteio (sem travas, livre). Os times se enfrentam dentro do grupo em turno único. Os 4 melhores de cada chave avançam para a disputa da Série Ouro. Os demais
disputam a Série Prata.

Série Ouro
2ª fase – 2 grupos de 8 clubes, definidos por sorteio (com travas, apenas dois times do mesmo grupo na 1ª fase na 2ª fase). Os times se enfrentam dentro da chave em turno único. Os 4 melhores de cada chave avançam para as quartas de final.
Quartas de final – 1º E x 4º F (Jogo 1), 1º F x 4º E (Jogo 2), 2º E x 3º F (Jogo 3), 2º F x 3º E (Jogo 4). Jogo único, com vantagem do empate para o 1º e 2º colocado de cada grupo na 2ª fase.
Semifinal – Classificado do Jogo 1 x Classificado do Jogo 4, Classificado do Jogo 2 x Classificado do Jogo 3. Jogo único, com vantagem do empate para o time de melhor campanha na 2ª fase
Final – Vencedores da semifinal. Jogo único, com vantagem do empate para o time de melhor campanha na 2ª fase

Série Prata
2ª fase – 2 grupos de 6 clubes, definidos por sorteio (com travas, apenas dois times do mesmo grupo na 1ª fase na 2ª fase). Os times se enfrentam dentro da chave em turno único. Os 4 melhores de cada chave avançam para as quartas de final. O pior de cada grupo é rebaixado para a disputa do Campeonato Regional da Prefeitura de Jundiaí.
Quartas de final – 1º E x 4º F (Jogo 1), 1º F x 4º E (Jogo 2), 2º E x 3º F (Jogo 3), 2º F x 3º E (Jogo 4). Jogo único, com vantagem do empate para o 1º e 2º colocado de cada grupo na 2ª fase.
Semifinal – Classificado do Jogo 1 x Classificado do Jogo 4, Classificado do Jogo 2 x Classificado do Jogo 3. Jogo único, com vantagem do empate para o time de melhor campanha na 2ª fase
Final – Vencedores da semifinal. Jogo único, com vantagem do empate para o time de melhor campanha na 2ª fase

Vantagens desta proposta:
- Uma briga intensa pelo acesso, definida apenas entre os times que chegarem a final  
- Os clubes jogariam no mínimo 11 partidas e no máximo 17 partidas
- Com divisão de Série Ouro e Prata, todos os clubes teriam atividades em pelo menos duas etapas do campeonato e não em apenas uma, e todos podem lutar pelos dois títulos
- Seria criado o rebaixamento para o Regional de futebol para eliminar as piores equipes da Série B e trazendo por opção os dois melhores do Regional de futebol. Caso o clube do Regional que no campo conquistou o direito de jogar a Série B, mas não quer participar, se chama o melhor clube na classificação do Regional até preencher as duas vagas.