Com emoção, abertura dos Jogos +60 de Jundiaí reúne 120 atletas no Nicolino de Luca - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Com emoção, abertura dos Jogos +60 de Jundiaí reúne 120 atletas no Nicolino de Luca

25/11/2017

Com emoção, abertura dos Jogos +60 de Jundiaí reúne 120 atletas no Nicolino de Luca


A abertura dos Jogos +60, ocorrida na manhã deste sábado, no complexo esportivo Nicolino de Luca, o Bolão, reuniu cerca de 120 atletas para disputar as 11 modalidades esportivas do evento, promovido pela Unidade de Gestão de Esporte e Lazer (UGEL), Fundo Social de Solidariedade (FUNSS), Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), Unidade de Gestão da Cultura (UGC), Unidade de Gestão da Promoção da Saúde (UGPS), Escola Superior de Educação Física (ESEF) e Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosas (COMDIPI).

Natação e atletismo foram as modalidades que reuniram maior número de atletas, que também competiram nas categorias: tênis de campo, tênis de mesa, dominó, truco, buraco, bocha, malha, xadrez e damas. “Os Jogos+60 tem dois grandes objetivos, que são o de conhecer competidores que ainda não fazem parte do nosso quadro de atletas para o próximo Jogos Regionais (JORI), que será no início do ano que vem, e também o de promover a prática de atividade física para a população com mais de 60 anos”, ressaltou o gestor da UGEL, Luiz Trientini. “Esses atletas que aqui estão hoje são a prova dos benefícios que o esporte pode trazer para a vida de uma pessoa”, acrescentou.

Uma apresentação de dança cigana e dança havaiana, realizada pelas alunas do CRIJU (Centro de Referência do Idoso). Quatro atletas foram escolhidos para carregar a tocha que acendeu a pira para marcar o início das atividades. Com 57 anos dedicados ao ciclismo jundiaiense, Israel Bernardi, de 76 anos, foi o primeiro na condução da tocha. “Hoje deixei a bicicleta em casa e vou participar da natação também”, avisou. Além dele, a tocha também foi conduzida pelos atletas Maria Mafalda Casarim, de 75 anos, por Joaquim Gerônimo Sabino, de 86 anos, e por Circê Loreto Ponikwar de Souza, mais conhecida como Loira, de 85 anos, que se emocionaram bastante na hora do acendimento da pira.

Com o esporte presente em sua vida desde os 12 anos, Waldir Paulo da Costa, de 80 anos, era um dos nadadores dispostos a faturar uma medalha na competição. Ele, que treina musculação e natação quatro dias por semana e já participou do JORI por 19 edições jogando vôlei, brinca que escolheu cair na água para “dar chance aos demais atletas que estão iniciando agora”. “Essa molecada de 60 anos precisa de uma oportunidade”, disse, divertindo-se com o comentário.

Foto: Divulgação – Prefeitura de Jundiaí