Jundiaí – Série A: Ponte e Palmeiras decidem 1º lugar no centro esportivo Dal Santo - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jundiaí – Série A: Ponte e Palmeiras decidem 1º lugar no centro esportivo Dal Santo

03/11/2017

Jundiaí – Série A: Ponte e Palmeiras decidem 1º lugar no centro esportivo Dal Santo


Neste domingo, Ponte Preta e Palmeiras decidem o primeiro lugar da primeira fase da Série A do Campeonato Amador de Jundiaí no centro esportivo Francisco Dal Santo, às 10h20, pela última rodada. Um jogo que vai definir o líder da fase classificatória, deverá ser uma partida pegada e bastante técnica. Mas pode ser que a técnica fique em segundo plano, devido ao estado atual do gramado do centro esportivo da Vila Rami. Fotos enviadas a reportagem do Esporte Jundiaí nesta sexta-feira, mostram pontos do gramado com grama bastante alta. Mas a Unidade de Gestão de Esporte e Lazer, através do seu titular, Luiz Trientini, conversou com a reportagem do Esporte Jundiaí e explicou toda a situação. O ideal seria não ter jogos no Dal Santo nos próximos dois até três meses, mas devido as retas finais do Campeonato Amador e de outras competições como Copa da Fé e Aberto de futebol de base não é possível adiar jogos e evitar partidas no Dal Santo e em outros centros esportivos.


Dirigentes dos dois times lamentam o atual estado do gramado do Dal Santo. Para eles, o ideal não seria ter jogo no domingo, caso o gramado continue desta maneira. Mas em virtude da Série A não ter mais nenhuma data para ter rodada adiada, para terminar ainda em 2017, os dois times irão ao gramado no domingo.


“A situação do gramado, não temos o que fazer. Ideal seria mudar o local, por exemplo o Romão de Souza que está em bom estado. A Liga disse que não vai mudar a partida de campo. Assim terá jogo, a gente vai passar algumas recomendações aos atletas. Mas a gente está se sentido abandonado”, afirmou Toninho, diretor de esportes do Palmeiras.

“Para nós é difícil cancelar, teria que ser um comum acordo entre Liga e os times. A gente nem sabe o que falar, temos que ver com a comissão técnica se aceitam jogar em um gramado deste ou não. Mas todos os gramados estão assim. Domingo passado, o Aramis Polli estava desta maneira”, declarou Laércio Pintor, vice-presidente da Ponte Preta.

Na última terça-feira, durante sessão da Câmara Municipal, o vereador Cristiano Lopes durante a sessão falou sobre a situação dos gramados. “Temos recebidos sobre o gramado do Dal Santo, pelas fotos que recebemos a situação é muito ruim e estamos nas finais dos campeonatos, especialmente o campo da Vila Rami que é o principal”, disse o vereador.

Trientini explicou que todo o problema se deve a empresa que fazia o corte e manutenção dos gramados dos centros esportivos, utilizar um método equivocado, que para eliminar as pragas existentes nos campos, faziam o corte direto, e não eliminar primeiro a praga, para depois cortar a grama se necessário – uma espécie de maquiagem no problema das pragas. Desde 1º de julho, a Unidade de Gestão de Esporte e Lazer da Prefeitura de Jundiaí está sem a empresa de corte e manutenção dos gramados centros esportivos. Uma licitação já foi feita, e nos próximos dias, deverá ser anunciada a empresa ganhadora, que deverá seguir um padrão estabelecido pela pasta.

O titular da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer explicou que desde semana passada, equipes da Prefeitura – envolvendo também o Serviços Públicos está ajudando nos gramados dos centros esportivos – como o Dal Santo a tentativa da eliminação das pragas.  “O campo estava completamente cheio de pragas, e não foi cuidado nos últimos anos, e ele ficou deteriorado. Desde semana passada estamos tirando a aga. É o mesmo processo que ocorre agora no Jayme Cintra, mas lá não está tendo jogo, mas o Dal Santo não pode parar. E o Romão havia situação semelhante, onde foi tirado as pragas que estão altas. Se passar a máquina direto para eliminar as pragas, vai acabar espalhando todas as sementes e somente evai piorar a situação das pragas. Estamos arrancando na enxada e jogando areia e deixando a irrigação ligada. Mas pelo volume de jogos e treinamentos a recuperação é mais lenta. O ideal era não ter jogo por dois e três meses para a recuperação total do gramado”

No campo, o retrospecto do confronto, desde 2012, Palmeiras e Ponte se enfrentaram cinco vezes, com duas vitórias para cada lado e um empate. Ano passado, no Dal Santo – na época com gramado em ótimo estado, o Palmeiras goleou a Ponte por 3 a 0.

Classificação
1º Palmeiras - PTS: 34 / JGS: 15 / VIT: 11 / SG: 22 / GP: 34
2º Ponte Preta - PTS: 32 / JGS: 15 / VIT: 9 / SG: 24 / GP: 35
3º Estrela - PTS: 32 / JGS: 15 / VIT: 9 / SG: 20 / GP: 25
4º Fut-Rap - PTS: 31 / JGS: 15 / VIT: 9 / SG: 13 / GP: 22
5º Jamaica - PTS: 26 / JGS: 15 / VIT: 7 / SG: 10 / GP: 20
6º Resenha - PTS: 26 / JGS: 15 / VIT: 7 / SG: 6 / GP: 14
7º Sorocabana - PTS: 23 / JGS: 15 / VIT: 6 / SG: 3 / GP: 18
8º Real Doze - PTS: 21 / JGS: 15 / VIT: 6 / SG: -1 / GP: 18
---------------------------------
9º Cruzeiro da Maringá - PTS: 20 / JGS: 15 / VIT: 6 / SG: -7 / GP: 12
10º GR Dois - PTS: 20 / JGS: 15 / VIT: 5 / SG: 2 / GP: 14
11º Tijuco - PTS: 18 / JGS: 15 / VIT: 5 / SG: -1 / GP: 16
12º Fundão - PTS: 17 / JGS: 15 / VIT: 4 / SG: -6 / GP: 15
13º Tulipas - PTS: 16 / JGS: 16 / VIT: 4 / SG: -3 / GP: 20
14º Águia Negra - PTS: 14 / JGS: 15 / VIT: 4 / SG: -4 / GP: 13
---------------------------------
15º Catorze - PTS: 14 / JGS: 15 / VIT: 4 / SG: -18 / GP: 18
16º Cruzeiro da Morada - PTS: 7 / JGS: 16 / VIT: 2 / SG: -28 / GP: 14
ELIMINADO Marlene - PTS: 6 / JGS: 16 / VIT: 1 / SG: -32 / GP: 7

17ª rodada
5/nov - dom - Aramis Polli - 8:20: GR Dois x Estrela
5/nov - dom - Dal Santo - 8:20: Cruzeiro da Maringá x Tijuco
5/nov - dom - Dal Santo - 10:20: Palmeiras x Ponte Preta
5/nov - dom - Ovídeo Bueno - 8:20: Fut-Rap x Sorocabana
5/nov - dom - Ovídeo Bueno - 10:20: Jamaica x Resenha
5/nov - dom - Pedro Raymundo - 8:20: Catorze x Real Doze
5/nov - dom - Pedro Raymundo - 10:20: Fundão x Águia Negra


Fotos: Divulgação