Presidente do Paulista sobre leilão do Jayme Cintra: “Fomos pegos de surpresa” - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Presidente do Paulista sobre leilão do Jayme Cintra: “Fomos pegos de surpresa”

06/11/2017

Presidente do Paulista sobre leilão do Jayme Cintra: “Fomos pegos de surpresa”


O presidente do Paulista, Pepe Verdugo, resumiu em poucas palavras como ele recebeu a notícia que o estádio Jayme Cintra novamente foi colocado a leilão pela Justiça do Trabalho de Campinas nesta segunda-feira. “Fomos pegos de surpresa. Não foi mandado nenhum ofício até o Jayme Cintra sobre este leilão”, contou em conversa com a reportagem do Esporte Jundiaí no começo da noite.

Pepe comentou que nos últimos dias integrantes da Justiça do Trabalho de Campinas conversaram com advogados do Paulista e não houve nenhuma sinalização que novamente a casa do Galo poderia ser colocada em leilão. “O departamento jurídico do Paulista já está se mexendo para tomar medidas cabíveis contra o leilão. Não é possível um negócio nesse”, disse.

O leilão está marcado para novembro, e Jundiaí no mês passado foi confirmada como uma das sedes da Copa São Paulo de futebol junior. O presidente do Galo, acredita que este imbróglio, não impeça do Jayme Cintra de receber jogos do torneio. Pepe ainda diz que o clube está protegido, em virtude do processo de tombamento, e que novidades podem pintar. “A situação está bem adiantada, e o tombamento pode ser anunciado nos próximos dias”, completou.

Nesta segunda-feira o estádio Jayme Cintra, de propriedade do Paulista, foi colocado para leilão novamente, pela Justiça do Trabalho, em Campinas, no próximo dia 24 de novembro. O valor de avaliação divulgado pela empresa Gilson Inumaru é de R$ 35.112.486,73 com lance mínimo de R$ 17.556.243,36. Já está aberto para ofertas - nenhuma foi feita até 16h30 desta segunda-feira, segundo conferir a reportagem do Esporte Jundiaí no link disponível – http://gilsonleiloes.com.br/externo/lote/detalhes/2393769

É a segunda vez que o estádio Jayme Cintra vai a leilão. Em 27 de abril deste ano, o estádio foi a leilão, pelo mesma Justiça do Trabalho, em Campinas. O valor mínimo era quase o mesmo que atual – era de R$ 17.561.243,37, valor colocado agora. O estádio pode ir a leilão até três vezes. Se não for vendido nas três vezes que for a leilão, a Justiça determina uma nova forma de garantia da dívida.

O estádio Jayme Cintra foi penhorado em 2013. Na ocasião foi entregue à Justiça do Trabalho como forma de pagamento de dívidas trabalhistas. Na época, a dívida era de R$ 3,5 milhões. O leilão foi determinado pelo juiz da 3ª Vara do Trabalho de Jundiaí, que agrega vários processos. A dívida gira em torno de R$ 1,4 milhões. São 19 os reclamantes.