Comentarista da Band, ex-goleiro Velloso é a favor da 4ª divisão do Paulistão ser sub-23 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Comentarista da Band, ex-goleiro Velloso é a favor da 4ª divisão do Paulistão ser sub-23

23/12/2017

Comentarista da Band, ex-goleiro Velloso é a favor da 4ª divisão do Paulistão ser sub-23


Na última quarta-feira, o grande convidado da festa de encerramento do Campeonato Amador de Várzea Paulista foi o ex-goleiro do Palmeiras, e atualmente comentarista da Band e do Band Sports, Velloso. Perguntando sobre a 4ª divisão do Campeonato Paulista se tornar apenas sub-23, competição que o Paulista disputará em 2018 – assim excluindo a participação de atletas acima dos 23 anos, desejo da Federação Paulista, o ex-atleta se disse favorável a medida da Federação.


“Acho uma boa, pois será uma oportunidade para os jovens terem espaço e possam jogar. Jogador acima dos 23 anos que não tem mais espaço, não pode fazer disso uma fonte de vida. Um jogador de 28 anos pode tirar espaço de um jovem. A Federação está correta em favorecer os jovens”, disse.


Para ele o momento do futebol é de evolução. “O futebol da minha época para hoje evoluiu taticamente e fisicamente, mas não na técnica. Muitos garotos estão saindo cedo e o torcedor não se identificar com um grande jogador. Gabriel Jesus, Gabriel Barbosa e Vinicius Junior ficam pouco tempo para fazer carreira internacional. Se não mudar que possa proteger o clube a formar o jogador, será algo sem solução”.


Velloso acredita que uma boa campanha do Brasil na Copa do Mundo é se a seleção mostrar um futebol, não precisando necessariamente ser campeão. “Brasil precisa apagar a frustração da última Copa. Se jogar bem e cair para um França ou Alemanha nos pênaltis, não será uma péssima Copa”, declarou.



Sobre o evento que participou ele gostou muito. “Já participei de vários eventos com muitos esportistas e tem sempre muito glamour. Interessante que aqui (em Várzea Paulista) tem muitos times, e muitas divisões”, disse. E ele lembra com carinho da região jundiaiense, já que a sua primeira partida ele foi carregado no Jayme Cintra. “Foi em 1989, fiz uma partida que me consagrei e sai do estádio carregado pela torcida”, lembra. Sobre ser comentarista de televisão, ele vem gostando da experiência. “Tive a oportunidade de continuar no futebol e estou gostando e achando bem legal”, finalizou.