Depois de seis anos, final da Série A do Amador de Jundiaí registra um 0 a 0 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Depois de seis anos, final da Série A do Amador de Jundiaí registra um 0 a 0

11/12/2017

Depois de seis anos, final da Série A do Amador de Jundiaí registra um 0 a 0


Após seis anos, uma partida decisiva da Série A do Campeonato Amador de Jundiaí registrou um empate por 0 a 0. Neste domingo, Palmeiras do Medeiros e Ponte Preta da Agapeama não saíram da igualdade sem gols no centro esportivo Francisco Dal Santo. A última vez que um 0 a 0 havia sido registrado na decisão foi em 2011, entre Shangai e Marlene.

Na ocasião, a decisão de seis anos antes quase terminou no seu agregado no placar de 0 a 0, pois apenas um pênalti no final da partida convertido por Jé, garantiu a vitória ao Shangai e o título – de forma invicta – foi a última vez que um time em Jundiaí ganhou um campeonato sem nenhuma derrota.

Nos últimos dez anos, este foi o 4º empate sem gols já registrado em uma decisão. As outras duas vezes, tiveram o União da Vila como protagonista. Em 2007, o time da Vila Rio Branco ficou no 0 a 0 com o Palmeiras do Medeiros na 1ª partida. Na oportunidade, o União era dirigido por Mauro Peixoto, e perdeu o 2º jogo por 2 a 1, deixando a taça para o alviverde. Dois anos depois, o clube da Vila Rio Branco estava sob comando de Rodrigo Alves, e encarou o Marlene e o 1º jogo da série terminou 0 a 0. Na 2ª partida, o União venceu por 3 a 0 e ficou com o título.

No próximo domingo, não antes das 10h20 da manhã, no Dal Santo tem a segunda partida da decisão. Na história dos últimos 10 anos da Série A do Amador de Jundiaí a partida que fechou a competição terminou sem gols – e apenas uma vez terminou empatada – foi na decisão de 2015, quando a Ponte Preta segurou o Marlene no 2 a 2, combinado com a sua vitória no primeiro confronto por 2 a 0, ficou com o título.

Também nos últimos dez anos, por três vezes o clube que entrou com a vantagem de poder jogar pelo empate para ficar com o título, foi derrotado e foi vice-campeão. A última vez foi justamente que ocorreu com a Ponte Preta, em 2014, que venceu o 1º confronto da final contra o Marlene por 1 a 0, mas perdeu o segundo confronto por 2 a 0. Um ano antes, o Jamaica, após empate no 1º jogo contra o Palmeiras do Medeiros, precisava de uma nova igualdade no 2º confronto para ser campeão, mas perdeu por 1 a 0 – gol de Morato, hoje no São Paulo. A outra oportunidade que um time entrou no 2º confronto com a vantagem do empate e perdeu o título foi em 2009, quando o Marlene encarou o União da Vila, e após igualdade no 1º confronto perdeu o 2º jogo e também ficou com a 2ª colocação.