Diretores do Real Doze e Resenha dizem que irão lutar até o fim para ficar na Série A - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Diretores do Real Doze e Resenha dizem que irão lutar até o fim para ficar na Série A

31/12/2017

Diretores do Real Doze e Resenha dizem que irão lutar até o fim para ficar na Série A


As diretorias de Real Doze e Resenha não gostaram nem um pouco da retirada dos seus clubes da Série A do Campeonato Amador de Jundiaí de 2018, após a Liga dizer que por inadimplência (não pagamento da anuidade de 2018) o trio está fora da elite do futebol amador da cidade - clique aqui e confira a matéria publicada pelo Esporte Jundiaí neste domingo sobre a Série A do Amador de 2018. A reportagem do Esporte Jundiaí tentou contado com a diretoria do Águia Negra, mas até o fechamento desta matéria, não foi possível localizar.

Leonardo Nascimento, presidente do Real Doze, disse que foi surpreendido com a notícia que seu clube está fora da Série A do Campeonato Amador. Ele ficou sabendo através da matéria publicada pelo Esporte Jundiaí no horário do almoço neste domingo.  “Em momento algum a liga nos procurou depois das ameaças de eliminação para resolver ou aceitar proposta do Real Doze. Deixamos claro, que um grupo de times da Série A gostaria que fosse feito uma prestação de contas em relação ao campeonato de 2017. Ele (Serginho) estava cobrando algo, sendo que o campeonato de 2017 nem havia terminando. Cobrei dele (presidente da Liga), apenas um prazo maior para pagar, pois no meu clube tenho três atletas lesionados. Não somos times ricos, não somos time profissional. Como o nome do campeonato diz, é um campeonato de futebol amador. Temos dificuldades de todos os times para ter patrocínio, e como acaba o campeonato, com a gente tendo outra pendências de 2017, e a Liga querer cobrar taxa de 2018, sem prestar as contas de 2017?”, questionou.

O presidente do Real Doze disse que deseja saber alguns gastos que a Liga teve na temporada. “Onde ele (Serginho – presidente da Liga) colocou o dinheiro das reversões que foram feitas e o dinheiro das carteirinhas que ele (Serginho) diz estar prontas na Federação e você bate lá e diz que não tem nada. Tem muita coisa a ser apurada. Não vamos aceitar a eliminação do Real Doze. Vamos pedir apoio dos clubes para não deem início ao campeonato, porque isso é uma palhaçada times que brigaram dentro de campo e conseguiram dentro de campo a classificação na Série A. Conheço o Adrianinho e o pessoal do Águia Negra e isso não é justo. A Liga faz duas mudanças erradas: ele (Serginho) deixa times que caíram dentro de campo permanecem, e tirar times que dentro de campo ficaram na Série A por causa de uma taxa, que ele (Serginho) diz ser urgente em receber, sendo que o campeonato começa em abril. Vamos lutar até o fim para permanecer o Real Doze na 1ª divisão”, contou.

Também através da matéria publicada pelo Esporte Jundiaí, o vice-presidente do Resenha Adrianinho, ficou sabendo da retirada do time da Série A do Amador. “Acho ridículo. Ele (Serginho, presidente da Liga) não pode fazer isso. A gente vai correr atrás. Pedimos apenas um tempo para o pagamento da taxa. A gente teve bastante gasto, mas a gente iria pagar a taxa. Não aceitamos isso de maneira alguma”, disse.

Resposta da Liga – Segundo Serginho Aguiar, presidente da Liga, Real Doze e Resenha sobre o prazo de um pagamento maior da taxa disse o seguinte: “Questão do prazo era sempre eu vou aí amanhã, vou aí amanhã e vou aí amanhã. Mandei inúmeras mensagem para estes clubes para conversar, mas sempre rebatiam que a Liga deve, que a Liga aquilo, declarou. “Eu cumpri o prazo, até segurei 10 dias além do estipulado”, completou.  Sobre o dinheiro das carteirinhas e reversões de 2017, o presidente da entidade disse o seguinte: “Isso é prestação de contas. Já tinha falado que as carteirinhas de 2017 serão revalidadas de 2018, todas, todas até porque ficaram 50% mais caras. Papel das reversões está tudo certo”.