Jornalistas e jogadores de Jundiaí falam sobre o sorteio da Copa do Mundo de 2018 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jornalistas e jogadores de Jundiaí falam sobre o sorteio da Copa do Mundo de 2018

01/12/2017

Jornalistas e jogadores de Jundiaí falam sobre o sorteio da Copa do Mundo de 2018


Nesta sexta-feira, praticamente o Brasil parou para acompanhar o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, do próximo ano, que vai ocorrer na Rússia. O Brasil está no grupo E, que tem Sérvia, Costa Rica e Suiça – adversária de estreia, no dia 17 de junho. O Esporte Jundiaí repercutiu o sorteio com jornalistas e jogadores de Jundiaí. A grande maioria gostou do grupo do Brasil. Sobre a chave mais forte do Mundial, as opiniões variaram. Confira o que Anelso Paixão, Wellington Chico, Marcelo Tadeu, Luciano Rodrigues, Rafael Porcari, Adilson Freddo, Heitor Freddo, Márcia Mazzei, João Carlos Coutinho e Dudu falaram sobre a Copa-2018, após o sorteio.


- O que achou do grupo do Brasil? Classifica como grupo fraco, médio ou forte?
Anelso Paixão – jornalista: Na teoria, o grupo do Brasil é bastante tranquilo, um grupo fraco. A Suíça surge como principal adversária por conta de seu estilo de jogo bastante fechado, mas essa é uma realidade que a seleção terá de se acostumar. Provavelmente todos os adversários jogarão assim contra o Brasil, fechados na defesa esperando o contra-ataque. Pela qualidade individual dos nossos jogadores é o caminho para furar qualquer retranca

Wellington Chico – ex-jogador do Paulista e atualmente na Ponte Preta no Amador: Achei o grupo médio, é uma chave que dá para classificar mas tem seleções que podem complicar
Marcelo Tadeu – narrador da Rádio Difusora: Achei um grupo médio, Temia pela presença de Espanha e Inglaterra e isso não se confirmou. Brasil avança sem sustos.

Luciano Rodrigues – jornalista da Voz do Esporte: É um grupo médio, não são seleções tradicionais como Inglaterra e Espanha, por exemplo, mas por terem características defensivas, podem dificultar o jogo brasileiro

Rafael Porcari – comentarista de arbitragem da Difusora: O Brasil caiu em um grupo de características diversas, mas de médio grau de dificuldade. Temos a Suíça com sua sólida defesa; a técnica seleção da Sérvia (que voltou a evoluir depois de um marasmo muito grande, vide os resultados nas categorias de base), mas ainda assim não chega a ser do mesmo nível da sua antecessora mãe - a desmembrada Iugoslávia. Por fim, a Costa Rica, que sabe jogar aberto e não demonstra força na volta para a marcação, quando perde a bola

Adilson Freddo – apresentador da Rádio Difusora: Médio para fraco

Heitor Freddo – apresentador da Rádio Difusora: Diante do cenário que poderia acontecer, Brasil poderia pegar alguma das campeãs do mundo, acho que o grupo ficou em um grande lucro e as duas seleções europeias que estão na chave, nenhuma delas é assustadora

Márcia Mazzei – jornalista: Considero um grupo equilibrado, mas tenho sempre receio da primeira fase. São quatro seleções brigando por duas vagas apenas. O Brasil tem pela frente duas equipes de marcação forte (Suíça e Costa Rica) e a Sérvia mais ofensiva. A Costa Rica surpreendeu na última Copa, avançou bem na competição, mas considero que dá para administrar. A Sérvia fez bonito nas eliminatórias e, embora não tenha nenhum jogador bilionário, e bem treinada e costuma apresentar um jogo bonito. A Suíça e o único adversário que pode ameaçar a classificação do Brasil, mas mesmo assim é uma seleção que que joga fechado, embora venha mais forte para a competição, se comparado ao Mundial de 2014

João Carlos Coutinho – repórter do Jornal da Cidade: Gostei do grupo do Brasil, classifico como grupo médio da Copa, mas poderia ter sido pior: digo isso pois ter se livrado de Inglaterra e Espanha já numa primeira fase foi um alívio. São duas seleções com nova safra de jogadores, muitos destes talentosos. Considero médio o grupo do Brasil pois a Sérvia entrou no chaveamento e é para mim uma incógnita, pois vem da escola iugoslava e sempre tem jogadores habilidosos

Dudu – meio-campista, ex-Paulista, atualmente no Palmeiras do Medeiros no Amador: No meu modo de pensar o Brasil não terá dificuldade alguma pra se classificar, caiu num grupo fraco.


- Qual o jogo mais forte que o Brasil terá na 1ª fase? Porque?
Anelso Paixão: A Suíça pela sua característica de jogo, muito forte na defesa

Wellington Chico: Com certeza a Suíça
Marcelo Tadeu: Jogo mais forte imagino será sua estreia pelo peso psicológico de um primeiro jogo de um mundial.

Luciano Rodrigues: Provavelmente a Suíça, por ser o time mais organizado e também pelo peso da estreia, que sempre é complicada. A Costa Rica se destacou bastante na última Copa, mas o time envelheceu, possivelmente não mostre a mesma força. Já Sérvia passa por problemas com demissão do técnico e isso deve pesar bastante

Rafael Porcari: O jogo mais forte será contra a Suíça, que costuma jogar de maneira pragmática, tendo sido um osso duro de roer nas últimas Copas justamente pela defesa. No ataque, não acho os suíços perigosos

Adilson Freddo: Suíça, pela marcação forte

Heitor Freddo: Considero o grupo de médio para fraco, o que é bom para o Brasil

Márcia Mazzei: A maior pedreira - se é que podemos chamar assim - do Brasil será o jogo contra a Suíça. A fama de retranqueira vem junto com a de fazer boas campanhas e passando fácil nas fases de grupo. Por isso, todo cuidado é pouco. Um adversário do Brasil será o local dos jogos: todos acontecem fora da sede onde os jogadores estarão instalados. Isso pode, ou não, prejudicar o desempenho dos atletas.

João Carlos Coutinho: O nosso principal adversário será a Suíça, pois é uma seleção forte na defesa, toma poucos gols e o Brasil terá que passar pelo sistema ferrolho deles logo na estreita. Já Costa Rica foi bem demais em 2014 mas tem ao meu ver uma geração mais envelhecida.

Dudu: Creio eu que o primeiro jogo será o mais “complicado”, Brasil enfrentará a Suíça um time europeu que marca bem e toma poucos gols na copa mundo, mas o Brasil ganha tranquilamente

- Brasil passa da fase de grupos? Se sim, em 1º ou 2º no grupo E?
Anelso Paixão: O Brasil deve avançar em primeiro, com 3 vitórias e sem grandes sustos

Wellington Chico: O Brasil passa em primeiro na fase de grupo. Creio que se o Brasil passar de fase acho que pega o México, que na minha opinião vai ficar com a segunda colocação

Marcelo Tadeu: Brasil passa sim e em primeiro

Luciano Rodrigues: Brasil tem tudo para se classificar em primeiro, mas é preciso controlar os nervos. Um resultado que não seja a vitória no primeiro jogo pode deixar os jogadores nervosos e isso pode complicar na partida contra Costa Rica, que é um time que tem marcação bem forte

Rafael Porcari: O Brasil passará em 1o lugar na fase de grupos, com a Suíça em 2º (embora eu torça para o segundo colocado ser a Costa Rica)

Adilson Freddo: 1º e com 9 pontos

Heitor Freddo: Tende a ser Brasil x Suíça, porque a suíça impôs um pouco de dificuldade para Portugal nas Eliminatórias Europeias, e é uma seleção pouco mais acostumada com a Copa do que as outras duas

Márcia Mazzei: Sim, Brasil passa de fase e esperamos ou torceremos para que seja em primeiro

Dudu: Brasil classificará na primeira colocação

- Sobre as oitavas de final, quem você acredita que será o adversário do Brasil?
Wellington Chico: O Brasil passa em primeiro na fase de grupo. Creio que se o Brasil passar de fase acho que pega o México, que na minha opinião vai ficar com a segunda colocação

Marcelo Tadeu: México

Luciano Rodrigues: Se tudo seguir a lógica (o que é difícil, já que futebol muitas vezes não segue), a segunda vaga do Grupo F ficará entre Suécia e México, com uma chance maior para a primeira

Rafael Porcari: O Brasil pegará o México do professor Osorio, que justamente por querer sair para o jogo demasiadamente, tomará muitos gols. Classificação fácil das oitavas para as quartas

Adilson Freddo: Suécia

Heitor Freddo: Acho muito difícil não ser Brasil e Suécia, pois não vejo o México brigando para classificar e Alemanha deve ser a 1ª colocada do grupo com mais facilidade, pois o Brasil será 1º na sua chave.

Márcia Mazzei: Embora considere que o Grupo F possa surpreender, acredito que o Brasil enfrente o México (segundo lugar) pelas oitavas

Dudu: Provavelmente o Brasil enfrentara o Mexico

- Qual é o grupo mais complicado da Copa do Mundo na sua opinião?
Anelso Paixão: Na verdade, não vejo nenhum grupo complicado para os favoritos. Talvez apenas o grupo H seja o mais equilibrado, porque todas as seleções são medianas

Wellington Chico: O grupo mais complicado para mim é o da Alemanha

Marcelo Tadeu: Mais complicado talvez o grupo C. Embora não teremos um grupo da morte.

Luciano Rodrigues: Vejo os grupos com bastante equilíbrio. O da Argentina talvez mais, por conta do fraco futebol que a seleção de Messi apresentou nas eliminatórias. O Grupo da Alemanha também promete ser bem complicado

Rafael Porcari: O grupo mais complicado é marcado pelo equilíbrio entre os medianos: é o H. A Polônia, apesar de ser cabeça de chave, não me convence. O Japão é o que conhecemos: corre e não faz mais do que isso. A Colômbia é a equipe mais forte, mas não tão superior que o Senegal. O Grupo H é o grupo que pode dar qualquer um dos 4

Adilson Freddo: Grupo D

Heitor Freddo: Eu não achei nenhum grupo complicado, não tem nenhum grupo da morte. Tem um grupo com duas seleções fortes, o grupo B, Portugal e Espanha, mas com duas seleções frágeis. Então não vejo nenhum grupo que tenha complicação

Márcia Mazzei: Exatamente este grupo F. Alemanha, por questões óbvias e a grande favorita, mas México e Suécia vão brigar por igual pela segunda vaga e a Coreia pode ser a zebra

João Carlos Coutinho: Por incrível que pareça o grupo da Alemanha mais complicado, principalmente se a Suécia trouxer de volta o Ibrahimovic. México é sempre um time difícil de bater e a Coreia do Sul é mais fraca, mas é muita correria. Depois elegeria o grupo da França

Dudu: O grupo B onde se encontrar Espanha e Portugal acho que e um grupo forte!


- Qual é o grupo mais "baba" da Copa do Mundo?
Anelso Paixão: Como disse na resposta anterior, todos teoricamente fáceis para as seleções favoritas. Talvez o mais fácil seja o dos donos da casa, a Rússia, o grupo A

Wellington Chico: O grupo mais fácil para mim é o dos donos da casa, a Rússia.

Marcelo Tadeu: Grupo H
Luciano Rodrigues: Todos têm pelo menos dois times fortes pelo menos. Talvez o grupo A, de Rússia e Uruguai seja o menos competitivo

Rafael Porcari: O grupo mais baba é o da França: Austrália e Dinamarca não assustam, talvez o Peru, classificado pela repescagem. É o cabeça de chave que deu mais sorte!

Adilson Freddo: Grupo C

Heitor Freddo: O grupo mais baba da Copa do Mundo é o grupo H, tem muita cara de Liga Europa, que seleções que deverão meramente coadjuvantes quando chegar a fase mata-mata. Bom para Colômbia, que deu sorte na possibilidade de passar de fase

Márcia Mazzei: Grupo C, já que caberá a Franca enfrentar apenas seleções classificadas na repescagem

João Carlos Coutinho: Grupo mais fácil é o A, com Rússia, Uruguai, Arábia Saudita e Egito. Ficou bom para o Uruguai, pois nem os russos estão jogando um futebol tão competitivo

Dudu: Grupo C, acho que a França se classificará sem fazer força alguma


- O que acha de Rússia e Arábia Saudita como abertura da Copa?
Anelso Paixão: Sobre a estreia da Rússia, bom que seja contra um adversário teoricamente mais fácil. Gosto de ver os donos da casa vencendo e avançando. Faz bem para o espetáculo, para a festa

Wellington Chico: Para mim vai ser uma abertura bem fraca, comparado a Brasil x Croácia da copa de 2014. Mas copa todos os jogos são legais e emocionantes de assistir.

Marcelo Tadeu: Rússia certamente abriria o mundial por ser anfitriã, mas contra a Arábia imagino um jogo fraco para uma abertura de mundial

Luciano Rodrigues: Não é o confronto “épico” que esperaríamos de uma abertura. E a Rússia tem tudo para estrear com uma boa vitória e empolgar os torcedores.

Rafael Porcari: Rússia e Arábia Saudita é um jogo para refletir 2022. Como país-sede, o Catar abrirá o Mundial contra o... Senegal? A Tunísia? Rússia e Arábia é somente um jogo festivo.

Adilson Freddo: Jogo duro de assistir

Heitor Freddo: Na Copa do Mundo, qualquer jogo vira espetáculo. Por mais que não seja um confronto de seleções que estarão disputando a taça, será um show, um espetáculo e tenho certeza que a Rússia saberá fazer bem a festa em casa

Márcia Mazzei: Jogo de abertura e sempre uma grande festa, mas quem gosta mesmo de futebol gostaria de ver um clássico. Alemanha e Brasil, Franca e Holanda

João Carlos Coutinho: Sobre o jogo de abertura, classifico como um jogo médio. Não consigo imaginar a Arábia Saudita , que sempre foi saco de pancada, dando trabalho para os anfitriões. Boa oportunidade pros russos encaminharem a classificação com um placar elástico. Vai dar mais vontade de esperar os jogos do grupo B.

Dudu: Acho que será um jogo bem fechado com poucos gols, mas creio que a Rússia sairá com a vitória desse jogo, mas pelo fato de ser sorteio não tem muito o que escolher, mas não será um jogo bonito de se assistir

- Qual será o jogo que você não quer perder nesta 1ª fase da Copa?
Anelso Paixão: Não gosto de perder jogo nenhum em Copa do Mundo, Mas, além do Brasil, quero ver todos da Argentina. Em termos de clássico tradicional, Espanha e Portugal me parece o melhor

Wellington Chico: O jogo que eu não desejo perder é Portugal x Espanha
Marcelo Tadeu: Além dos jogos do Brasil, não quero perder os jogos da Argentina, fundamentalmente pelo Messi

Luciano Rodrigues: Costumo dizer que não tem jogo ruim na Copa do Mundo, então quando posso acompanho todos. Mas com exceção dos jogos do Brasil, classifico como obrigatórios as partidas entre Alemanha, México e Suíça.

Rafael Porcari: O jogo mais legal será Islândia x Argentina. Os hermanos não perderão, mas se for na base da empolgação, o pequeno país de 350.000 habitantes terá bilhões de torcedores a seu favor! Mas será curioso. O jogo que deve ter ingresso promocional e arquibancadas vazias deverá ser Panamá x Tunísia

Adilson Freddo: Portugal x Espanha

Heitor Freddo: Brasil x Suiça. Tudo conspirou a favor. Jogo no domingo, dia do futebol, dia perfeito, estreia do Brasil na Copa. Esse jogo é o que não pode falar nesta lista

Márcia Mazzei: O jogo que eu não quero perder....vou pelo básico: Portugal e Espanha

João Carlos Coutinho: Sobre o jogo imperdível pra mim, sem duvida será Portugal x Espanha

Dudu: Portugal x Espanha e Bélgica x Inglaterra


Foto: Divulgação - Fifa