Copa SP: No Jayme, Avaí supera Red Bull nos pênaltis e jogará oitavas de final em Araraquara - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Copa SP: No Jayme, Avaí supera Red Bull nos pênaltis e jogará oitavas de final em Araraquara

14/01/2018

Copa SP: No Jayme, Avaí supera Red Bull nos pênaltis e jogará oitavas de final em Araraquara


O Avaí está nas oitavas de final da Copa São Paulo de futebol júnior.  Neste domingo, o Leão foi mais feroz que o Touro e venceu a "batalha animal" por 6 a 5 na disputa de pênaltis, após 1 a 1 nos 90 minutos, no estádio Jayme Cintra, em confronto válido pelas décima-sextas de final da Copinha. Este foi o último jogo da Copa São Paulo em Jundiaí na temporada 2018. Tanto a diretoria do Paulista como representantes da Federação Paulista confirmaram que o Avaí irá atuar em Araraquara na próxima terça-feira, contra o classificado de Corinthians e Ferroviária (jogam as 20h10 deste domingo). O herói foi Léo Lopes, que pegou duas cobranças.


A partida começou sob chuva torrencial e ventos fortes no Jayme Cintra. Isto prejudicou o toque de bola no gramado (cheio de remendos) e os times erravam muitos passes.  Mas ambos apostaram em esquemas ousados. O Avaí foi  com seu tradicional 4-3-3, mas sem muita velocidade pelos lados, priorizando toque de bola. O Red Bull no 3-4-3 (que variava para 4-3-3 e 3-6-1 sem a bola) teve mais a posse de bola.


Mas foi em uma infelicidade do time rival, que o Red Bull abriu o placar, aos 18 minutos. Walisson desceu na direita e cruzou para Amarildo, mas Michel deslizou demais sobre a grama molhada e acabou marcando contra: 1 a 0, Touro.


O Red Bull quase ampliou aos 22 minutos em chute de fora da área de Vitinho, que passou rente ao gol.  Com luz natural "baixa" e sem a ligação dos refletores, o Jayme Cintra viu a primeira boa chegada do Avaí, aos 24 minutos, em chute de Santarém, em cima de Jordan.


Antes do intervalo, ja sem chuva, Lucas Urias na esquerda, pegou bonito na bola, procurando encobrir o goleiro Léo Lopes, mas o camisa 1 avaiano fez uma bela defesa para impedir o 2 a 0 do Red Bull.


O segundo tempo foi diferente  começou com Red Bull se defendendo e o Avai, se tornando mais rápido pelas faixas laterais para criar as jogadas. O primeiro chute a gol da etapa final foi do Red Bull, com Wallisson, de fora da área, aos 11 minutos, que o goleiro Léo Lopes fez ótima defesa.


Só que o Avaí nas duas primeiras finalizações a gol na etapa final, foi primeiro quase fatal e na segunda preciso. Aos 17 minutos, Santarém desceu na esquerda e cruzou para Alisson, que acertou a trave. O rebote ficou com Rael (entrou no intervalo no lugar de Magno) queertou um belo chute, indefensável para o goleiro Jordan: empate avaiano, 1 a 1.


A virada no placar quase ocorreu aos 25 minutos, em contra-ataque finalizado por Caio, que tentou encobrir o goleiro do Touro.


Depois o nervosismo dominou as duas equipes, e os 20 minutos finais foram tensos, e que determinaram a igualdade no placar, levando a definição da vaga para os pênaltis.


Na disputa de penalidades, melhor para o Leão que se classificou a próxima fase da Copinha e de maneira dramática. O Avaí ficou atrás na terceira  cobrança, quando  o chute de Santarém bateu na trave.


O Red Bull ficou a um gol da vaga na cobrança de Bocchio, mas Léo Lopes defendeu. E na segunda cobrança da série 1-1, após Caio converter, Léo Lopes pegou a cobrança de Caíque, para levar os catarinenses de fase.


Agora, o Leão terá pela frente Corinthians ou Ferroviária, mas longe de Jundiaí. Copinha na cidade, somente se for sede, em 2019.

Pênaltis
Rael - Avaí - Gol: 1-0
Amarildo - Red - Gol: 1-1
Wesley - Avaí - Gol: 2-1
Tito - Red - Gol: 2-2
Vinícius Santos - Avaí - Gol: 3-2
Lucas Nathan - Red - Gol: 3-3
Santarém - Avai - Trave: 3-3
Carlos Eduardo - Red - Gol: 3-4
Alan - Avaí - Gol: 4-4
Bocchio - Red - Defesa do goleiro: 4-4
Ramon - Avaí - Gol: 5-4
Nhayson - Red - Gol: 5-5
Caio - Avaí - Gol: 6-5
Caíque - Red - Defesa do goleiro: 6-5

Avaí 1 x 1 Red Bull Brasil
Pênaltis: Avaí 6 x 5 Red Bull Brasil
Avaí: Léo Lopes; Didi, Michel, João Consolaro e Ramon; Marcinho, Wesley e Magno; Santarém, Alisson e Caio. Técnico: Fabrício Cunha. Entraram: Rael, Alan e Vinícius Santos

Red Bull Brasil: Jordan; Wallison, Gazal e Caíque; Urias, Nhayson, Natam e Théo; Danilo, Vitinho e Amarildo. Técnico: Gustavo Almeida. Entraram: Tito, Bocchio, Carlos Eduardo e Lucas Nathan

Gol: Michel, contra, aos 18min 1°T (0-1); Rael, aos 17min do 2°T (1-1)
Arbitro: Rodrigo Pires de Oliveira
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Roberto Silva Dantas