Idosos treinam para Jundiaí superar resultados do JORI nesta temporada - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Idosos treinam para Jundiaí superar resultados do JORI nesta temporada

11/01/2018

Idosos treinam para Jundiaí superar resultados do JORI nesta temporada


Apenas quatro meses após os Jogos Regionais dos Idosos - JORI 2017, em Itapetininga, os atletas do Time Jundiaí se preparam para o novo desafio da edição 2018, que será realizada a partir de 31 de janeiro, em Itapeva. Os treinamentos estão acirrados e a delegação viaja para defender a segunda colocação na classificação geral conquistada nos dois últimos anos.

Acostumada com a participação no Jori, Maria Lúcia Esteves Moura, 71 anos, vai apresentar junto com colegas do grupo de dança, uma coreografia. “Sempre gostei de dançar e quando me apresento, incorporo um personagem. Nosso grupo é unido e estamos treinando para vencer. Não saímos de casa para perder”, conta a atleta.

O grupo terá mais seis dias de ensaio para decorar a coreografia da música escolhida. Dona Zilda Souza Pazetto, 81 anos, está acostumada ao ritmo. “Participo há muitos anos e é sempre assim: muito ensaio e treino para a apresentação. A competição é acirrada”, comenta. Para o professor Douglas Schinetzler, o grupo está se preparando bem. “Montamos uma coreografia segura e bonita para nossos atletas, antes de tudo, se divertirem com a apresentação”, explica.

Já os atletas dos times masculinos de voleibol adaptado estão focados em defender a medalhada de ouro conseguida na última edição (equipe de 70 anos). Antonio Morais Taborda, 74 anos, está animado. “Nosso time é muito forte na categoria. Agora temos a responsabilidade de defender o título do ano passado”, conta o atacante.  Mais comedido, Tibúrcio Vitor Evangelista, 63 anos, que está na categoria de 60 anos, tem a meta de buscar um pódio com o time. “A categoria é equilibrada. Todas as cidades podem vencer. O que pesa, além do treinamento, é o emocional”, argumenta.

Segundo a técnica das quatro equipes de voleibol adaptado, Andreia Lucimara Censi, os atletas estão focados. “O JORI é mais que somente a integração entre os atletas. Eles querem a vitória e por isso treinam de forma dedicada. Retomamos os trabalhos nesta semana e temos a vantagem de termos interrompido as atividades por pouco tempo. Somente no período de festas”, detalha.


Jundiaí espera superar a quantidade de atletas da edição anterior (125) e de conquistas. Naquela edição trouxeram para casa 20 medalhas sendo 16 medalhas de ouro: três em atletismo (feminino e masculino), uma em damas (feminino), uma na malha (masculino), cinco em natação (feminino e masculino), uma em tênis feminino A, duas em tênis masculino A e B, uma em tênis de mesa feminino A, uma em tênis de mesa masculino B e uma em vôlei masculino B. A segunda colocação no geral, repete o resultado obtido em 2016, por isso, os atletas querem superar as marcas passadas.


Foto: Divulgação – Prefeitura de Jundiaí