Jayme Cintra interditado pela FPF nesta 2ª feira. Mas Paulista diz estar tudo regularizado - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jayme Cintra interditado pela FPF nesta 2ª feira. Mas Paulista diz estar tudo regularizado

22/01/2018

Jayme Cintra interditado pela FPF nesta 2ª feira. Mas Paulista diz estar tudo regularizado


O estádio Jayme Cintra foi interditado nesta segunda-feira pela Federação Paulista de Futebol, em virtude do vencimento do laudo de vistoria de engenharia, que venceu no último sábado (20 de janeiro). A interdição está presente na portaria de número 26 de 2018 da Federação Paulista, e é assinada pelo vice-presidente do departamento de infraestrutura de estádio, Coronel Isidro Suita Martinez. Mas o Paulista está tranquilo quanto a essa interdição.

Segundo o clube, toda a documentação já foi enviada a Federação Paulista, e deverá chegar a entidade nos próximos dias. Nesta terça-feira, diretores do Tricolor irão questionar a entidade para saber se os documentos já foram entregues ou não. O clube alega que o laudo de vistoria de engenharia estava pronto desde dezembro.

O Paulista precisa ter todos os laudos regularizados até 29 de janeiro, um dia antes do conselho técnico do Campeonato Estadual da 4ª divisão sub-23. A Federação colocou como norma para o clube participar da competição que o estádio onde ele irá atuar tenha todos os laudos regularizados até o arbitral, caso contrário o time será impedido de disputar o torneio.

O próximo laudo a vencer é o segurança, em 10 de março. A Polícia Militar de Jundiaí concedeu um laudo provisório de quatro meses em dezembro do ano passado, já que o clube precisa regularizar algumas situações no Jayme Cintra, como a instalação de uma delegacia feminina (para ser usada em dias de jogos) e também documentação. Segundo a diretoria do Paulista, 90% das exigências já estão prontas, e os 10% restantes estarão concluídos em março, quando haverá nova vistoria da PM.


Os outros lados obrigatórios vencem após o 2º semestre: o AVCD (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) apenas em 9 de janeiro de 2019; o de condições sanitária e higiene em 20 de dezembro deste ano; e o de prevenção e combate de incêndio em 31 de dezembro deste ano.