Rudá Franco espera estar duas vezes por mês em Jundiaí para ajudar polo da cidade - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Rudá Franco espera estar duas vezes por mês em Jundiaí para ajudar polo da cidade

18/01/2018

Rudá Franco espera estar duas vezes por mês em Jundiaí para ajudar polo da cidade


O jundiaiense Rudá Franco, 31 anos, esteve na última terça-feira na aula inaugural da Associação Aquática de Jundiaí (AAJ), no Unianchieta. Lapidado nas piscinas da cidade por Ernesto Sthealei Neto espera ajudar futuramente a lapidar novos talentos para as categorias competitivas do Clube Jundiaiense. Atualmente defendendo o gorro do Sesi São Paulo, ele se planeja para estar em Jundiaí e no complexo aquático do campus do Anchieta pelo menos duas vezes por mês para dar treinos e incentivar os garotos.

“A ideia é que tenhamos um dia um time oficial que jogue campeonatos, mas a maior vontade é conseguir difundir o esporte na cidade e dar oportunidade a essas crianças jogarem um esporte diferente. Eu sou prova viva de que o esporte transforma e as maiores oportunidades que tive na vida foram por causa do polo aquático e devo tudo que tenho a isso. Segui na carreira e estamos tirando as crianças de casa, trazendo para um ambiente sadio, é sócio-educativo, onde se aprende a respeitar o mais velho, os companheiros, isso aqui na AAJ”.

Ruda entende que o Clube Jundiaiense sempre foi um celeiro debons jogadores nos últimos tempos, graças a Ernesto, que infelizmente faleceu em dezembro do ano passado. “E se conseguirmos abastecer com um outro garoto daqui as equipes competitivas deles melhor ainda. Um clube tradicional de Jundiaí que está há 30 anos disputando Campeonato Paulista e Brasileiro. Os dois meninos que tocam o Azul e Branco vão dar conta no recado e estou à disposição da cidade. É o mínimo que posso fazer”.

Segundo ele, na seleção brasileira, ainda para o ciclo olímpico, o trabalho engatinha pensando na Olimpíada de Tóquio, em 2020. A CBDA trouxe o Ricardo Rocha, o Rochinha, que vai escolher o técnico da seleção e o ciclo vai começar atrasado. “Nosso maior objetivo de chegar entre as oito melhores na última Olimpíada foi um resultado extraordinário para a gente”.


Com informações e foto de João Carlos Coutinho