Treinador jundiaiense gostou da primeira fase de treinamentos da seleção de goalball - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Treinador jundiaiense gostou da primeira fase de treinamentos da seleção de goalball

31/01/2018

Treinador jundiaiense gostou da primeira fase de treinamentos da seleção de goalball


A seleção brasileira masculina de goalball encerrou as atividades da primeira fase de treinamento no último sábado, 27, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, e deixou uma ótima impressão para o técnico jundiaiense Alessandro Tosim, na preparação para o Campeonato Mundial, em junho, na Suécia, onde o Brasil vai brigar pelo bicampeonato.

Foram oito dias de concentração com um planejamento bem elaborado com avaliações físicas no NAR (Núcleo de Alto Rendimento), fortalecimento muscular na Monday Academia e os treinos com bola na quadra oficial de treinamento do goalball brasileiro no CT Paralímpico.

“Gostei demais. E como o Mundial muda a cabeça do atleta. Os caras chegaram aqui muito bem, muito acima do esperado que a gente tinha previsto. Todos chegaram bem fisicamente, de certa forma a preparação física começou tem um tempinho e o mais interessante é que muitos não fizeram trabalho com bola este ano, e os nossos treinamentos foram extremamente intensos. Isso é reflexo também que a nossa última competição foi o Campeonato das Américas final de novembro do ano passado, então eles ficaram pouco tempo sem bola. Isso deu muito certo, os caras chegaram muito bem com as ações tática e de jogo. Nós nesse momento não fizemos nenhuma solicitação tática, foi só dar condições de jogo, e o tempo todo a gente dando essa condição eles já estão trabalhando taticamente aleatório”, avaliou o técnico Alessandro Tosim.

Os atletas voltam a se juntar para a segunda fase de treinamento de 16 a 23 de fevereiro, e o pensamento do treinador é começar a pensar na equipe taticamente. O Brasil tem um torneio preparativo para o Mundial na sede do evento, na Malmö Intercup, onde terá a oportunidade de enfrentar algumas das rivais do principal desafio do ano. E para esta competição, Tosim afirma que ser campeão não tão importante quanto deixar a equipe pronta e conhecer a forma de jogar dos adversários.

“A preparação é para o Mundial. Nós vamos ter a próxima fase, quando vamos começar a pensar em alguns esquemas táticos, aí a terceira a gente pensa na Malmö Intercup, onde algumas equipes que vamos enfrentar vão estar, e vai ser importante pra gente pode analisar essas equipes e depois daí é foco total no Mundial. Lembrando que a Malmö Intercup é uma competição preparatória, a gente não precisa ser campeão, a gente precisa analisar as equipes que vão estar lá e entender os esquemas táticos que eles estão usando, para aí a gente fechar o nosso sistema tático para o Campeonato Mundial”, explicou o comandante.

Na cabeça do treinador, experiências também estão dentro do planejamento. E como o carioca Alex Melo segue em recuperação de uma lesão no ombro, o paraibano Emerson Silva vai ter uma oportunidade de mostrar serviço na competição que antecede o Mundial da Suécia.


“Nós vamos fazer uma mescla, até porque o Labrador (Alex Melo) está machucado, se recuperando, então ele não vai para a Malmö Intercup, e vamos levar o Emerson em seu lugar. Garoto jovem, inteligente, então a nossa meta é ir preparando como foi feito com os outros. Nós fomos preparando e chegou um momento que eles fixaram na seleção principal. E essa é a mesma ideia com o Emerson, nós estamos preparando ele, agora ele vai para lá, vai jogar, nossa ideia é rodar com todo mundo, e aí quem sabe pode pegar a vaga de alguém no campeonato mundial”, afirmou Tosim. Até a Malmö Intercup, que acontece de 29 de março a 1º de abril, a seleção brasileira masculina de goalball terá mais duas fases de treinamento, com oito dias na próxima etapa e dez na seguinte.

Foto: Divulgação – Tadeu Casqueira / CBDV