Brilhante de novo! Cristian Ribera, do Peama, termina em 9º o esqui cross-country 7,5km - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Brilhante de novo! Cristian Ribera, do Peama, termina em 9º o esqui cross-country 7,5km

17/03/2018

Brilhante de novo! Cristian Ribera, do Peama, termina em 9º o esqui cross-country 7,5km



O atleta do Peama-Jundiaí, Cristian Ribeira, novamente brilhou representando o Brasil em uma edição dos Jogos Paralímpicos de Inverno. Na madrugada deste sábado no Brasil (tarde na Coreia do Sul) ele terminou em oitavo lugar a prova dos 7,5km do esqui cross-country, em PyeongChang. Ele fechou a prova com o tempo de 23min41seg6. O ouro foi para Eui Hyn Sin, da Coreia do Sul, a prata para Daniel Cnossen, dos Estados Unidos, com 22min28seg4, e o bronze para Yarovyi Maksym, da Ucrânia, com 22min39seg9.


Ele ficou próximo de igualar o resultado em uma edição das Paralímpiadas de Inverno, já que uma semana atrás foi 6º na prova dos 15km do esqui-cross-country – que constituiu no melhor resultado brasileiro na história dos Jogos de Inverno. Cristian tem apenas 15 anos e é o atleta mais jovem que está competindo em PyeongChang. Na prova deste sábado, o competidor brasileiro ficou apenas 1min13seg2 da medalha de ouro e a menos de um minuto do bronze. A competição de 7,5km do esqui cross-country reuniu 33 atletas.


O atleta do Peama-Jundiaí, ainda disputa neste domingo (na Coreia do Sul) na prova do revezamento misto do esqui cross-country. Cristian participa dos Jogos devido uma parceira da CBDN (Confederação Brasileira de Desportos na Neve) com a Fundação Agitos, braço educacional do Comitê Paralímpico Internacional, com o objetivo de difundir e fomentar a prática do esporte no país.


Há três anos, em 2015, em uma das etapas do projeto, o atleta, na época com apenas 12, testou o sit ski. Em dezembro do ano passado, competiu oficialmente pela primeira vez e, em fevereiro, na etapa da Copa do Mundo de Vuokatti, na Finlândia, garantiu a vaga masculina que pertencia ao País nos Jogos. Cristian nasceu com artrogripose – doença congênita das articulações das extremidades.


Fotos: Comitê Paralímpico Internacional - Divulgação