Jayme Cintra novamente é interditado pela Federação Paulista. Falta laudo da PM - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Jayme Cintra novamente é interditado pela Federação Paulista. Falta laudo da PM

25/03/2018

Jayme Cintra novamente é interditado pela Federação Paulista. Falta laudo da PM



Desde 12 de março, o Jayme Cintra está interditado por parte da Federação Paulista de Futebol, pois o laudo de segurança, que é emitido pela Polícia Militar de Jundiaí – no caso o 49º Batalhão da Polícia Militar do Interior venceu no dia 10 de março, e precisa ser renovado para que o estádio do Galo possa receber jogos da 4ª divisão estadual. Neste momento, com Jayme Cintra vetado, o Paulista tem duas opções sobre a 1ª partida que tem como mandante, que é no dia 8 de abril, contra o Amparo – manter o jogo no Jayme Cintra, a tempo de conseguir o laudo até o dia 6 de abril – mas correndo o risco de perder a partida por w.o., ou mudar o local da partida até a próxima quinta-feira – e assim não correr risco de perder o jogo por w.o..

Laudos
Somente o laudo de segurança está vencido. Os outros quatro laudos estão dentro do prazo que ocorrerá a competição – o AVCB vence em 9 de janeiro de 2019, o de condições sanitária e higiene vence em 20 de dezembro de 2018, o de prevenção e combate de incêndio vence no dia 31 de dezembro deste ano e o de vistoria de engenharia vence no dia 22 de dezembro de 2019.

No começo deste ano, a PM concedeu um laudo de 3 meses de liberação ao Jayme Cintra, sugerindo algumas modificações no estádio, como por exemplo a instalação de uma sala para funcionar como delegacia feminina em dia de jogos. O Esporte Jundiaí entrou em contato com diretores e conselheiros do Paulista, que disseram que na segunda-feira o clube irá procurar os responsáveis do 49º Batalhão da Polícia Militar do Interior para saber o que falta para a entidade emitir o laudo liberando o Jayme Cintra para a disputa da 4ª divisão estadual.

Outros estádios com problemas na 4ª divisão
- Em José Bonifácio – estádio Antônio Pereira Braga (casa do José Bonifácio): Interditado desde 14 de fevereiro - Falta laudo de segurança (PM) – venceu em 10 de fevereiro
- Em Mogi das Cruzes – Francisco Nogueira (casa do Atlético Mogi e União de Mogi): Interditado desde 12 de março - Falta laudo de vistoria de engenharia – venceu em 10 de março
- Em Presidente Prudente – Paulo Constantino (casa do Grêmio Prudente): Interditado desde 1º de fevereiro - Falta laudo de condições sanitárias e de higiene venceu em 31 de janeiro

Em 2017, laudo saiu na véspera do 1º jogo em casa
Ano passado, o Paulista disputou a 3ª divisão do Paulistão. O seu primeiro jogo como mandante foi no dia 4 de fevereiro – um sábado, contra o Nacional. O laudo da Polícia Militar liberando o Jayme Cintra a receber partidas somente saiu no dia anterior – 3 de fevereiro – uma sexta-feira. Na época, o estádio foi liberado com restrições, que teriam que ser sanadas na época em quatro meses. Em 2017, a PM escreveu no documento que o Paulista precisava adotar um sistema de monitoramento na parte externa do Jayme Cintra, além de construir uma segunda sala de confinamento coercitivo no posto de comando da Polícia Militar.

Regulamento
Segundo o regulamento geral das competições da Federação Paulista para 2018, no artigo 43, paragráfo 2º  “Na impossibilidade de uso do seu estádio, o Clube indicará formalmente ao departamento de competições outro local que esteja devidamente aprovado, em conformidade com o caput do artigo 41 do regulamento geral das competições (mínimo de seis mil lugares para a 4ª divisão), com laudos vigentes e com a devida autorização do proprietário para o uso, com 10 dias corridos de antecedência ao seu jogo, conforme determina o artigo 13 do regulamento geral das competições (eventuais modificações na tabela somente poderão ocorrer se autorizadas e publicadas pelo departamento de competições, mediante solicitação do clube interessado com pelo menos 10 dias corridos de antecedência, por meio de ofício motivado dirigido ao departamento de competições, acompanhado do exigível pagamento), sob pena de não realização da partida e consequente perda por W.O.”. Na Federação Paulista, o w.o. caso um jogo não possa ser realizado, neste caso é 3 a 0 para a equipe visitante.