#ExPaulista – Após eliminação em novo torneio, goleiro Victor defende presidente do Atlético-MG - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: #ExPaulista – Após eliminação em novo torneio, goleiro Victor defende presidente do Atlético-MG

17/05/2018

#ExPaulista – Após eliminação em novo torneio, goleiro Victor defende presidente do Atlético-MG



O Atlético Mineiro foi eliminado nesta quarta-feira da Copa do Brasil, ao perder da Chapecoense nos pênaltis por 4 a 3, após empate sem gols no tempo regulamentar, no jogo de volta das oitavas de final, em Chapecó (a ida havia também terminado 0 a 0). O calendário ‘esvaziado’ foi tema da entrevista coletiva de Victor. O goleiro foi questionado sobre a declaração de Sérgio Sette Câmara sobre a Copa Sul-Americana, na semana, quando disse que a competição é a “Segunda Divisão da Copa Libertadores”.

Questionado sobre a declaração polêmica, Victor o defendeu. “Não tem que ficar batendo nessa tecla não. É focar naquilo que tem que ser feito. Faz parte do passado. Cada um tem o direito de dar sua opinião da forma que bem entender. O presidente falou, mas a gente sabe que não houve nenhuma parte de subestimar a Sul-Americana. Mas era fato que a Sul-Americana não era a nossa grande prioridade. Mas, a partir do momento em que a gente entra em campo para competir e lutar por uma competição, a gente entra para fazer o melhor. Agora, é focar no Brasileiro, nos mobilizarmos para lutar por esse objetivo”, disse.

Quase levou para as alternadas
Para levar a decisão por pênaltis para a série alternada, o goleiro Victor, revelado pelo Paulista, precisaria impedir o gol na finalização de Rafael Thyere, também revelado no Galo Jundiaiense. E ele quase conseguiu. O zagueiro da Chapecoense finalizou no canto direito de Victor. O arqueiro pulou no canto certo. O desvio, entretanto, não foi suficiente. A bola tocou na trave e morreu no fundo das redes. E o camisa 1 do Atlético lamentou o azar no lance.

“A gente fica chateado, porque acha o tempo certo da bola, e a bola toca na mão e dá na trave ainda. Mas são caprichos do futebol. A gente também acabou errando duas cobranças. Então, isso também dificultou bastante. A gente fica triste, fica frustrado, porque tínhamos grandes pretensões, mas não dá tempo de lamentar, pois tem o clássico no sábado. É nos mobilizarmos para fazer um grande jogo e nos mantermos na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro”, disse Victor.

Foto: Divulgação - Pedro Souza/ Atlético