O Paulista está eliminado do Campeonato Paulista de futsal. O time jundiaiense, jogando no ginásio Maurício Leite de Moraes, em Orlândia,  enfrentou o time da casa, a Intelli de Orlândia, atual campeã da competição, pelas quartas de final do Estadual. No tempo normal, a Intelli venceu por 3 a 1, e como o Galo havia vencido o 1º jogo por 2 a 1, o classificado as semifinais foi para a prorrogação. No tempo extra, o confronto terminou 1 a 0 para a Intelli. O outro classificado já definido nas semifinais é o Santos que eliminou Suzano. Os outros confrontos de quartas de final são São José contra o São Paulo e Corinthians contra a AABB e serão finalizados nesta semana. O Paulista teve na prorrogação, Daniel Cearense, expulso, por agressão a um dos árbitros da partida, segundo relatos da Rádio ORC de Orlândia.


No tempo normal, o domínio foi total da Intelli. Com 8 segundos de jogo, o time de Orlândia já mostrou porque é a atual campeã estadual. William recebeu na esquerda e na saída de Ercik bateu forte e a bola bateu no travessão. Aos 3min47, Marlon puxou o ataque da Intelli e da intermediária mandou uma bomba que parou no ângulo direito de Erick, abrindo o marcador para o clube de Orlândia. Vendo o domínio do adversário na partida, o técnico Xêpa, do Galo, pediu tempo.

Mas nada adiantou, pois aos 9min08, Genário recebeu de costas para o gol, girou sobre Alessandro, e chutou no canto esquerdo, sem chance para Erick, anotando 2 a 0 para o Intelli. Na sequência, Alexandre, sentiu uma lesão no pé direito e sai da quadra, não voltando mais para o confronto.

No 2º tempo, a Intelli continuou mandando na partida. Com 40 segundos, William, da Intelli, carimbou a trave direita de Erick. Três minutos mais tarde, William novamente acertou a trave do Galo. Aos 8 minutos, Caio, aproveitou lançamento longo, e sem deixar a bola caiu, mandou uma bomba, anotando 3 a 0 para o clube de Orlândia. O Galo poderia ainda ter sofrido mais 2 gols, em chutes de Guitta e Macdovall, em chutes do campo de defesa, aproveitando o gol vazio do Galo, já que Erick, estava atuando como “goleiro-linha”.

Nos 6 minutos finais do 2º tempo, o técnico Xêpa preferiu descansar os seus atletas titulares para a prorrogação colocando atletas da categoria sub 20, entrando o goleiro Luccas, e os atletas Michel, Alysson e Shaday. A Intelli também procurou tocar a bola para o tempo passar. O Galo ainda marcou o seu gol de honra no tempo normal, aos 17min27. Michel faz grande jogada na entrada da área e rolou para Alysson, com gol vazio marcar.

Na prorrogação, no 1º tempo, o Paulista teve a chance de abrir o placar aos 50 segundos, com Thiago, que recebeu lançamento de Erick, e na frente de Guitta, chutou a direita do gol. Aos 2min52, em cobrança de falta de Cris, Marlon chutou cruzado e Alessandro tirou a bola em cima da linha, impedindo o 1º gol da Intelli no tempo extra. Aos 2min27, Marinho recebe na direita, chutando cruzado, e perdendo boa chance para o clube de Orlândia. Aos 3mi17, Macdovall comete falta em Alessandro. Wilsinho rolou a bola para Daniel Cearense que chutou o gol. Thiago, aos 4min27, cometeu a 6ª falta do Galo e a Intelli, tem falta direta, sem barreira, há 10 metros do gol. Augusto chutou forte e Erick fez a defesa.

No 2º tempo, o Galo começou pressionado, usando Erick como goleiro linha. O camsia 12 do Galo, no 1º minuto da etapa final, chutou forte, a bola sofreu desvio no caminho e Guitta faz a defesa com bastante dificuldade. Depois prevaleceu a forte marcação do clube de Orlândia. No minuto final, o pivô Daniel Cearense, foi expulso da partida e segundo relatos da Rádio ORC de Orlândia, agrediu um dos árbitros do jogo. A 22 segundos do encerramento da partida, a Intelli marcou com Marinho o gol que garantiu a vitória do time no tempo extra, decretando a eliminação do Galo. Um fim melancólico para o Paulista no Estadual.

Matéria: Thiago Batista
Foto: Imagem retirada da transmissão da Espn Brasil