07/02/14 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: 07/02/14

07/02/2014

Paulista perde para o São Paulo no Morumbi e segue sem vencer no ano

Time jundiaiense segue a mesma rotina no Campeonato Estadual e reabilita mais um time na competição


Matéria da Gazetaesportiva.net - Tossiro Neto
Vídeo dos gols: TV Uol
Foto: Site oficial do São Paulo FC - Rubens Chiri/saopaulofc.net

Depois do tropeço no clássico contra o Palmeiras, primeiro grande teste da temporada, o São Paulo voltou a vencer. Na noite desta quinta-feira, passada alguma dificuldade inicial, a equipe jogou o básico para derrotar o Paulista por 2 a 0, no Morumbi, com um gol em cada tempo. O zagueiro Antônio Carlos abriu o placar, e Luis Fabiano fechou a conta para confirmar a recuperação.  O Galo diferente do rival, continua com a mesma rotina no Estadual, e segue sem vencer no Estadual. Agora com 12 pontos, na liderança do grupo A do Campeonato Paulista, o São Paulo atua de novo no domingo, diante da Ponte Preta, em Campinas. O time jundiaiense, com dois pontos, na lanterna do grupo C e vice-lanterna do geral, recebe o Penapolense, na terça-feira.

Nesta quinta, quando Muricy Ramalho igualou Telê Santana como técnico que mais vezes (176) dirigiu o São Paulo no Morumbi, quem começou melhor foi o Paulista, que tinha treinador novo: Márcio Bittencourt. Em vez de um jogo defensivo, a proposta inicial do time interiorano foi atacar cedo. Logo aos dois minutos, David Batista recebeu de costas dentro da área, girou e bateu firme no ângulo esquerdo, mas Rogério Ceni fez bela defesa.

No minuto seguinte, após bola lançada da defesa, o mesmo atacante levou a melhor em dividida com Rodrigo Caio (que se atrapalhou, caiu no chão e reclamou de falta) e só não partiu livre em direção à área porque Antônio Carlos mostrou boa recuperação e chegou a tempo de desarmá-lo e salvar seu companheiro de zaga.

Com difícil acesso além da intermediária ofensiva, o São Paulo trocava passes à espera de melhores oportunidades diante do goleiro Juliano. O jeito era apostar em lances individuais, e quem melhor fez isso foi Ademilson. Sempre que acionado, o atacante insistia em carregar a bola em velocidade e tentar tabela com Luis Fabiano, que se via bem vigiado por Diego Santos e principalmente Emerson.

A velocidade de Ademilson e dos demais são-paulinos que jogavam pelas beiradas era quase sempre brecada com faltas ou escanteios. Em uma dessas bolas paradas, aos 19 minutos - quatro depois de Emerson ter desperdiçado uma boa chance de cabeça, cara a cara com Rogério Ceni -, Antônio Carlos se chocou com um marcador do Paulista dentro da área e pediu pênalti não marcado.

Aos poucos - bem pouco -, o São Paulo ia chegando. Aos 21 minutos, Álvaro Pereira ficou com sobra no bico esquerdo da área e bateu cruzado, rente à trave. O gol sairia bem perto dali. Após cobrança de escanteio do próprio lateral esquerdo uruguaio, Antônio Carlos desviou rasteiro e abriu o placar do Morumbi. Foi seu quarto gol na temporada, o nono em menos de um ano com a camisa tricolor.

Em vantagem, a equipe da casa foi se soltando mais. Depois de uma boa jogada pela lateral direita, com Luis Ricardo, Luis Fabiano enganou a marcação e deixou que a bola passasse para Osvaldo completar por cima do travessão. Na sequência, foi a vez de o centroavante arriscar de fora da área, mas parar em defesa de Juliano no canto direito baixo.

Na volta do intervalo, o São Paulo teve muito mais espaço e consequentemente menos dificuldade. Aos quatro minutos, Paulo Henrique Ganso recebeu na pequena área, livre de marcação, e perdeu chance incrível de ampliar a vantagem. Três minutos mais tarde, foi a vez de Luis Fabiano desperdiçar oportunidade cara a cara com o goleiro, que espalmou um forte arremate e impediu o segundo gol são-paulino.

Mas Juliano nada pôde fazer aos 16 minutos, no momento em que Osvaldo fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. A bola atravessou boa parte da área sem ser desviada e deixou o goleiro sem ter muito o que fazer quando Luis Fabiano tocou de primeira, com a perna esquerda, e balançou a rede para marcar 2 a 0 e chegar a cinco gols no ano.
Daí até o apito final, o que mais chamou atenção foram os cantos de uma torcida organizada que sempre criticou o camisa 9 e, nesta noite, o ovacionou. Irritados com a contratação de Alexandre Pato, envolvido em troca que levará o meia Jadson ao Corinthians, os são-paulinos entoaram o nome de Luis Fabiano para reforçar o descontentamento pela chegada do atacante corintiano, que em 2013 foi algoz de Rogério Ceni e companhia em mais de uma ocasião.

SÃO PAULO 2 x 0 PAULISTA
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Luis Ricardo, Rodrigo Caio, Antônio Carlos (Paulo Miranda) e Álvaro Pereira; Maicon, Wellington e Paulo Henrique Ganso; Ademilson (Boschilia), Luis Fabiano (Ewandro) e Osvaldo. Técnico: Muricy Ramalho
PAULISTA:  Juliano; Raul (Umberto), Diego Santos, Emerson e Jeff Silva; Umberto, Lusmar, Jô, Dinélson (Márcio Pitt) e Esquerdinha (Carlão); David Batista. Técnico: Márcio Bittencourt

Gols: Antônio Carlos, aos 30min (1-0); Luis Fabiano, aos 61min (2-0)
Público: 6.593 pagantes / Renda: R$ 164.435,00
Cartões amarelos: Lusmar, Esquerdinha, Mineiro (Paulista)
Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado
Local:  Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Leia Mais ►

Muricy Ramalho é sincero na coletiva: "Poderíamos ter feito mais gols"

Na noite desta quinta-feira (6), principalmente na segunda etapa, Tricolor poderia ter construído uma vitória ainda maior sobre o Paulista

Site oficial do São Paulo FC - Érico Leonan
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O Tricolor venceu o Paulista por 2 a 0, no Morumbi, na noite desta quinta-feira (6) e se isolou ainda mais na liderança do grupo A no Estadual, agora com 12 pontos. E assim que a bola parou de rolar, o técnico Muricy Ramalho reprovou o primeiro tempo da equipe, mas elogiou a etapa final de seus comandados, que venceram com gols de Antonio Carlos e Luis Fabiano.

"Como sempre, o adversário vem atrás da bola, e nós com a obrigação de termos profundidade e velocidade. Tivemos isso no segundo tempo e poderíamos ter feito mais gols. Melhorou um pouquinho", avaliou o treinador durante a coletiva de imprensa.

Antes de o xerifão abrir o marcador, o duelo válido pela sexta rodada estava truncado e sem grandes oportunidades para ambas as equipes. Porém, principalmente após o intervalo, o São Paulo tratou de manter os 100% de aproveitamento em casa e encurralou o adversário. Foram inúmeras chances claras, que poderiam ter rendido um placar ainda mais elástico.

"No geral, acho que foi um jogo normal. O primeiro tempo foi um pouco chato, fizemos um gol, mas foi chato. Depois, a partida ficou um pouco mais aberta e interessante para o torcedor", acrescentou o comandante. No próximo final de semana, em Campinas, o São Paulo enfrentará a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli.
Leia Mais ►

"Insistimos mais e fomos merecedores da vitória", diz atacante Luis Fabiano

Autor de um dos gols no triunfo sobre o Paulista, Luis Fabiano elogiou persistência da equipe em busca do gol

Site oficial do São Paulo FC - Érico Leonan
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O atacante Luis Fabiano foi um dos grandes destaques do Tricolor na vitória sobre o Paulista, por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (6), no Morumbi. Autor de um dos gols que derrotou o clube de Jundiaí - Antonio Carlos abriu o placar - o Fabuloso elogiou a postura da equipe, que lutou para furar a retranca adversária no duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista de 2014.

O primeiro tempo começou amarrado e sem grandes oportunidades, e só melhorou após o gol do xerifão tricolor, aos 30 minutos. Na segunda etapa, porém, o time são-paulino não quis saber de tirar o pé ou administrar o resultado. Ao contrário. Pressionando, os comandados do técnico Muricy infernizaram a defesa jundiaiense, contagiaram a torcida e por pouco não construíram uma vitória ainda maior.

"A gente sabia que teria dificuldade, mas insistimos e fomos merecedores da vitória. Marcamos desde o campo de defesa deles e buscamos mais o gol. No segundo tempo, conseguimos criar mais oportunidades e garantir o resultado positivo", avaliou.

Com o tento marcado sobre o Paulista, o Fabuloso escreveu mais um capítulo em sua história no São Paulo. O centroavante superou França, que marcou 182 gols, e agora detém 183 tentos com a camisa do Tricolor. Assim, o jogador assumiu a quarta colocação isolada no ranking histórico do clube, atrás apenas de Teixeirinha (189), Gino (233) e Serginho Chulapa (242).

"O França é um grande amigo e, por isso, não posso dizer que foi especial passar ele. Na verdade, foi legal pela vitória e importante, porque ajudou o São Paulo", finalizou o atacante tricolor, que assumiu a artilharia do Estadual com cinco gols, ao lado de Henrique (Portuguesa).
Leia Mais ►

Arbitral define detalhes da Série A da Liga Jundiaiense de Futebol 2014

Fórmula da competição de 2014 será a mesma dos últimos anos: todos contra todos na 1ª fase e oito avançando
   
Thiago Batista - Site Esporte Jundiaí
Foto: Site da Liga Jundiaiense de Futebol

Ocorreu nesta quinta-feira uma reunião com representantes de 11 clubes que disputarão a Série A da Liga Jundiaiense de Futebol, onde detalhes iniciais foram definidos. A tabela da competição ainda não foi divulgada. O evento aconteceu na sede da Liga, próxima ao Bolão.

Na reunião ficou definido que a primeira rodada será disputada em 6 de abril. “E não quero saber se tem feriado, começou o campeonato, tem rodada”, declarou o presidente Antônio de Oliveira. Ele também confirmou que o campeonato não vai parar na Copa do Mundo, com exceção dos jogos do Brasil, caso coincidam com o horário das partidas do torneio (o que não ocorrerá, já que o primeiro horário de jogos da Copa é às 13h).

Na reunião ficou definido que os times durante as partidas podem realizar cinco substituições, mais a do goleiro; e sobre a inscrição de jogadores ficou decidido que serão permitidas até a quinta rodada da primeira fase, com jogadores podendo mudar até de time até a mesma quinta rodada. As equipes no banco de reservas somente poderão ter um técnico, um direto, um preparador físico e um massagista.

No momento 18 clubes estão confirmados para disputar este ano. O São Camilo pediu licença este ano e está fora do torneio, segundo o presidente. O Caixa D’ Água ainda vai definir se disputará ou não a elite em 2014. Caso opte por disputar, para o torneio não ficar com número impar, o Pedreira, 5º colocado da Série B da LJF do ano passado, receberia um “convite” e subiria a Série A.

Alguns clubes ainda não retiraram as fichas de inscrição, apesar de terem confirmado presença. Uma nova reunião em 13 de março acertará os últimos detalhes do torneio, sendo que neste dia, será divulgada a tabela das primeiras rodadas do campeonato.

O formato do torneio será o mesmo dos últimos anos: primeira fase onde todos se enfrentam em turno único e oito se classificam aos playoffs. Os confrontos eliminatórios até a decisão serão em dois jogos. O atual campeão é o Palmeiras, que superou o Jamaica por 2 a 1, no placar agregados dos dois jogos.
Leia Mais ►

Jundiaí não receberá caravana da Volta Ciclística de São Paulo / Tour Brasil

Cidade tradicionalmente recebia a largada da última etapa; mas organização mudou para este ano

Site da TVE Jundiaí
Thiago Batista
   
Após receber nas últimas edições a largada da última etapa da Volta Ciclística de São Paulo / Tour Brasil, Jundiaí não receberá em nenhum momento a caravana de ciclistas que vão participar da 10ª edição, que começará neste domingo (9).

A organização resolveu inovar e a última etapa, que será no dia 16 deste mês, terá a largada já em São Paulo e será disputada em forma de circuito, no centro da capital. A largada ocorrerá em Barueri, às 7h do domingo (9).
Leia Mais ►

Futebol de campo: Erik Mamadeira assina contrato com o Paulista

Jovem até o ano passado atuava no futebol não profissional, se destacando com a camisa do Jamaica

Site da TVE Jundiaí
Thiago Batista


O meia-atacante Erik Mamadeira assinou nesta quarta-feira, contrato de profissional até o final do ano com o Paulista. O atleta se revelou no futebol não profissional, pelo Jamaica, na Série A da Liga Jundiaiense de Futebol, onde foi campeão em 2012, e vice no ano passado. O jogador desde o final do ano passado passava por testes no Paulista, sendo aprovado para assinar contrato pelo então técnico Giba, na época.
Leia Mais ►

Tabelas


Temas