24/06/14 - Esporte Jundiaí Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 24, 2014

Corpo de Giba é cremado em São Paulo

A pedido da família, o corpo de Giba, ex-jogador do Corinthians e ex-técnico de Paulista, Guarani e Santos, não chegou a ser velado em Campinas, no cemitério Flamboyant. O corpo dele foi cremado no final da tarde desta terça-feira no cemitério da Vila Alpina em São Paulo. A esposa Débora preferiu uma despedia somente em família.
Giba morreu na manhã desta terça-feira, aos 52 anos. O treinador lutava contra uma doença rara, chamada amiloidose. Ele entrou em coma na última segunda-feira e não resistiu vindo a óbito. Ele estava internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Inicialmente Giba se tratava de uma doença nos rins, em Campinas, há três meses, no último mês foi transferido para a capital para tratar da doença.

Site da TVE Jundiaí

Ex-jogadores do Remo lembram com carinho de Giba

Faleceu na manhã desta terça-feira o técnico Antônio Gilberto Maniaes, o Giba, aos 52 anos. Ele estava internado há um mês em São Paulo com amiloidose, uma doença rara que afeta os rins. O treinador teve duas passagens pelo Clube do Remo, em 2006/2007 e 2010, com destaque para a primeira, quando ajudou o time a evitar o rebaixamento na Série B do Brasileiro.
Giba assumiu o Remo na última rodada do segundo turno da Segundona daquele ano. A vitória por 1 a 0 diante do CRB iniciou a arrancada do time, que se encontrava na lanterna da competição, para escapar da queda na época da Terceirona.
O atacante Landu foi pego de surpresa com a notícia da morte de Giba. De acordo com o atleta, o treinador foi importante na sua mudança de comportamento dentro e fora de campo. “Fiz um trabalho muito bom no Remo junto com o Giba. Ele foi importantíssimo naquela Série B. Foi uma pessoa que, além de me tratar com profissionalismo, mostrava ter bastante carinho pela minha pessoa. Me dava bastante atençã…

Atletas do Timão de 90 lamentam morte de Giba

Além da história que tem com o Paulista, pelos três títulos que conquistou, Giba era muito querido pelos torcedores do Corinthians. No Timão, ele também faz parte de uma linda história, a da conquista do primeiro título brasileiro, em 1990, superando na decisão na época, o Corinthians. E ex-jogadores daquele time, nas redes sociais publicaram recados lamentando a morte do ex-atleta e treinador de futebol (Giba morreu nesta terça-feira, aos 52 anos).
“Muita tristeza nesta terça. Deus levou o Giba, meu irmão desde garoto no Guarani. Lateral do Corinthians em 90”, escreveu Neto, em sua conta no Twitter. Neto e Giba jogaram juntos no Bugre na década de 90, e foram campeões juntos pela equipe de Parque São Jorge, em 1990. “Descanse em paz guerreiro Giba!!!. Um grande amigo!!!”, tuitou o hoje comentarista Ronaldo Giovaneli, que era goleiro do Timão, em 1990.
“Todos que tiveram oportunidade de conviver com o Giba lamenta muito, era pessoa muito profissional e correta”, declarou Wilson Ricar…

Pedro Bigardi lamenta falecimento de Giba

Em nota enviada para a imprensa na manhã desta terça-feira (24), o prefeito Pedro Bigardi manifestou profundo pesar pela morte do ex-jogador de futebol e ex-treinador Antonio Gilberto Maniaes, o Giba, que fez história em Jundiaí, como treinador do Paulista.
"Apesar do nascimento em Cordeirópolis, Giba adotou Jundiaí como 'sua casa' e a colocou em destaque por várias vezes, quando dirigiu o Paulista nos títulos da Copa São Paulo de 1997, do Campeonato Paulista da Série A2 e do Campeonato Brasileiro da Série C, ambos em 2001", diz a nota. "Aos familiares e amigos do ex-treinador, nossas condolências. O reconhecimento do esforço de Giba e todas as alegrias que ele proporcionou aos torcedores do Galo ficarão guardados eternamente dentro dos nossos corações", conclui a nota.
O ex-técnico do Paulista, Antônio Gilberto Maniaes, o Giba, morreu nesta terça-feira (24) aos 52 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com uma doença rara cham…

Paulista publica nota sobre o falecimento de Giba

É com grande tristeza que o Paulista FC informa o falecimento do ex-técnico Antonio Gilberto Maniaes, o Giba.
Treinador mais vencedor do Paulista FC, ele faleceu na manhã desta terça-feira, dia 24 aos 52 anos.
Giba iniciou a sua carreira como treinador no Galo (quando ainda se chamava Etti Jundiaí) e foi campeão da Copa SP de Futebol Jr. em 1997.
Depois disso, ainda conquistou o Campeonato Paulista da Série A2 em 2001 e o Campeonato Brasileiro da Série C no mesmo ano pelo Paulista.
O Paulista foi a última equipe que o treinador comandou no Campeonato Paulista 2013 e 2014. O Paulista FC se solidariza à família do treinador e que Deus conforte a todos neste momento de muita tristeza.

Paulista Futebol Clube

Nação do futebol de luto: Morre Giba, aos 52 anos

Faleceu nesta terça-feira o técnico Antônio Gilberto Maniaes, o Giba, o Giba do Paulista. Ele tinha 52 anos. O treinador lutava contra uma doença rara, chamada amiloidose. Ele entrou em coma na última segunda-feira e não resistiu vindo a óbito. Inicialmente havia sido noticiado que o corpo de Giba seria velado em Campinas, mas a pedido da família,o corpo saiu do hospital e foi cremado minutos depois no cemitério da Vila Alpina em São Paulo. A esposa Débora preferiu uma despedia somente em família.

Ele estava internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Inicialmente Giba se tratava de um doença de rins, em Campinas, há três meses, no último mês foi transferido para a capital para tratar da doença.
Giba deixa a esposa e uma filha. E sempre será lembrado pela carreira vitoriosa que teve, principalmente em Jundiaí como treinador.  Mas foi também um ótimo jogador, sendo um bom lateral-direito nos anos 80 e começo da década de 90.
Descoberto pelo técnico Adailton Ladeira em um torne…

Com doença rara, Giba está em estado grave

O técnico Giba Maniaes está internado em estado grave no Hospital Sírio Libanês em São Paulo. Ele sofre de uma doença rara chamada amiloidose. Inicialmente vinha se tratando de uma doença nos rins em Campinas, mas no último mês foi transferido para a capital paulista.
Amiloidose é uma doença rara na qual às células da medula óssea produzem amiloide, uma substância proteica anormal, que se acumula em diversos órgãos e tecidos celulares. Pode ser de origem genética (primária) ou consequência de doenças inflamatórias. Freqüentemente afeta o coração, rins, fígado, baço, sistema nervoso e do trato gastrointestinal, prejudicando sua função.
Os sintomas dependem da causa, dos órgãos afetados, do tipo de proteínas acumuladas e da área afetada pelo depósito. Pode afetar apenas um ou múltiplos órgãos. No caso de Giba, atingiu os rins.
Nossa produção conversou com Débora, esposa de Giba, que por telefone nos contou sobre o drama vivido pela família. “Ele está consciente, fala conosco, mas a sit…