Header AD

17 de fevereiro de 2018

Juiz não concede novamente liminar para afastar Serginho Aguiar da Liga Jundiaiense



Nesta sexta-feira, o juiz Luiz Antonio de Campos Junior, novamente decidiu não conceder liminar para afastar o presidente da Liga Jundiaiense de Futebol, Serginho Aguiar, do cargo. Na decisão o juiz soltou a seguinte decisão:

“Os documentos trazidos não alteram em nada o convencimento do juízo, posto que a decisão que indeferiu a tutela pleiteada na inicial fica mantida. Advirto a parte autora que o convencimento do Juízo não se altera pela insistência da parte, mas sim com a vinda de fatos e documentos que possam corroborar com a pretensão. Logo, reiterados pedidos não vão alterar a decisão proferida, devendo a parte, se não estiver de acordo, intentar as medidas judiciais cabíveis”.

O caso – No dia 10 outubro do ano passado, um processo movido por Joaci Ferreira da Silva, Sebastião Manoel dos Santos – o Tião, Adriano Francisco de Assis – o Teco, Adilson Aparecido Ferreira Dias, Alamedas Futebol Clube a Associação Atlética São Camilo pedem o afastamento do presidente Serginho Aguiar do cargo de presidente da Liga Jundiaiense de Futebol, e que seja nomeado um novo administrador da Liga e sejam convocadas novas eleições. O processo foi encaminhado a 1ª Vara Cível no último dia 4 de outubro e é de número 1017964-42.2017.8.26.0309 tem tramitação prioritária, com valor da ação em R$ 1mil. Os motivos seriam que a atual diretoria foi eleita de forma irregular e também foi feita de forma equivocada a aprovação de contas da Liga Jundiaiense de Futebol.

Onze dias depois, o juiz Luiz Antônio de Campos Júnior, da 1ª Vara Cível do Foro de Jundiaí, negou a liminar que foi pedida por Joaci Ferreira da Silva, Sebastião Manoel dos Santos, Francisco de Assis, Adilson Aparecido Ferreira Dias e os clubes São Camilo e Alamedas, que pediam o afastamento de Serginho Aguiar do cargo de presidente da Liga Jundiaiense de Futebol. A decisão do juiz foi tomada e anunciada nesta sexta-feira em despacho de 5 páginas. Na primeira decisão, Luiz Antônio de Campos Junior decidiu acatar manifestação do representante do Ministério Público, que pedia para não conceder a liminar. Para o juiz não elementos existentes nos autos têm o condão de comprovar, ou não, o preenchimento dos pressupostos exigidos para a concessão da tutela de urgência pretendida (antecipação da tutela definitiva).
Juiz não concede novamente liminar para afastar Serginho Aguiar da Liga Jundiaiense Juiz não concede novamente liminar para afastar Serginho Aguiar da Liga Jundiaiense Reviewed by Thiago Batista on 15:28 Rating: 5