Réver comemora título da Taça Guanabara e parabeniza torcida do Flamengo pelo apoio - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Réver comemora título da Taça Guanabara e parabeniza torcida do Flamengo pelo apoio

19/02/2018

Réver comemora título da Taça Guanabara e parabeniza torcida do Flamengo pelo apoio



Desempenhando papel fundamental na vitória por 2 a 0 sobre o Boavista, que garantiu o título da Taça Guanabara para o Flamengo, Réver, zagueiro revelado pelo Paulista, falou aos jornalistas ainda no gramado do estádio Kléber Andrade, em Cariacica (no Espirito Santo), após o apito final. Em sua função, o atual capitão do Fla, apresentou a segurança de sempre, limitando as chances criadas pelo adversário e comandando o setor defensivo.

Entretanto, outra de suas qualidades desequilibrou a partida e contribuiu para a abertura do placar em favor do Mengão. A jogada aérea foi a arma usada para furar o bloqueio do Boavista. Cabeceando para o meio da área lançamento magistral de Diego, Réver procurou Henrique Dourado, que se posicionava para anotar. No entanto, o zagueiro Kadu Fernandes interceptou o passe e balançou marcou o gol contra que colocou o Flamengo em vantagem.


"Vi o Dourado entrando sozinho e tentei serví-lo. Não fui fominha e acabou desviando no zagueiro. O pessoal do banco achou que tinha batido no pé do goleiro. Mas esse gol é uma situação à parte", disse, celebrando a taça. "Queríamos muito conquistar o título, até porque para muitos não vale nada, mas para nós, que trabalhamos muito todos os dias e temos nossos objetivos durante ano, temos que valorizar sim. Ainda mais com ao lado do torcedor, que compareceu e está de parabéns pelo que fez por nós hoje", agradeceu.

Apesar de representar apenas o primeiro turno do Campeonato Estadual, levantar a Taça Guanabara representa um aumento da confiança da equipe para a sequência da temporada. Ainda que o início de 2018 esteja sendo de sucesso para o Flamengo, os pés seguem no chão em busca dos demais objetivos e conquistas.


Réver ressaltou a necessidade de manter os pés no chão em busca de novos troféus. "Nós não podemos deixar essa palavra 'tranquilidade' entrar no Flamengo. Sabemos que um time grande não pode trabalhar nessa situação. Precisamos ter o discernimento de que ainda tem muitas coisas para acontecer. Temos que valorizar jogo a jogo e pensar grande para darmos a alegria que esse torcedor merece", projetou.

Fotos: Divulgação – Gilvan de Souza/Flamengo