Amador de Campo Limpo – Série A: Reunião com os clubes termina sem sorteio dos grupos - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Amador de Campo Limpo – Série A: Reunião com os clubes termina sem sorteio dos grupos

08/03/2018

Amador de Campo Limpo – Série A: Reunião com os clubes termina sem sorteio dos grupos



Uma reunião na noite da última quarta-feira com os 16 clubes participantes da Série A do Campeonato Amador de Campo Limpo e a Secretaria de Esportes da cidade terminou em indefinição, e sem o sorteio dos grupos da primeira fase do torneio. O motivo do impasse é que os clubes não gostaram do aumento da taxa de arbitragem da competição, em 2018. O aumento segundo apurado pelo Esporte Jundiaí foi em R$ 10 – de R$ 100 para R$ 110 que cada clube teria que acabar com cerca de 30% do valor da taxa, já que os outros 40% o poder público ajuda. O sorteio dos grupos da 1ª fase que era para ter ocorrido, não foi realizado.

O secretário de esportes, Toninho Aro, explicou a situação. “Suspendemos o campeonato da 1ª divisão como secretário, para os clubes se organizem e saber o que querem. Na próxima semana, possivelmente na quinta-feira, ter uma conversa com os clubes, se eles aceitarem ou não. Dependendo da contraproposta, pode começar em 8 de abril ou iniciar outras competições e deixar a Série A suspensa, se não pudemos atender os pedidos dos clubes”, disse.

O campeonato tem que ser organizado e a arbitragem tem que ser de qualidade. E haverá um pequeno acréscimo na taxa de arbitragem. O poder público se propõe a pagar a premiação, estrutura de melhoria nos centros esportivos e no estádio e 40% do valor da arbitragem e nos jogos. E cada equipe teria que arcar com 30%”, contou.

Alex, diretor do Vai Quem Que, explicou a situação pelos clubes. “Os valores e as imposições colocadas pelo secretário Toninho Aro e os clubes não chegou a um acordo e decidiram não dar continuidade a reunião, não fazendo os sorteios dos grupos, e nem aprovando o sistema de disputa”, disse. “O senhor Toninho Aro não comparece as reuniões, somente impõe as condições. Mandamos uma contra-proposta, encaminhando através de seus funcionários da diretoria de futebol, uma forma melhor de valores e condições para o campeonato, e solicitamos uma nova reunião para quinta feira que vem, às 19h, pra saber a resposta ou que o próprio secretário esteja presente para que possamos chegar a um denominador comum é assim dar continuidade e início a Série A do Campeonato Amador de Campo Limpo Paulista”, completou.

“A Prefeitura sugeriu R$ 110 para cada time por jogo. Os times querem pagar R$ 100 e que tenha premiação e que o campeão, não pague taxas ano que vem. Aí a coordenadoria não aceitou e vai ter nova reunião na próxima semana”, contou Tição, da diretoria do Firenze.

A competição, que tem início previsto para 8 de abril, terá o mesmo formato do ano anterior, com apenas uma mudança nas quartas de final. Na 1ª fase, os 16 clubes serão divididos em 4 grupos de 4 times cada um, com os times de um grupo enfrentando apenas as equipes dos outros três grupos – como ocorre na 1ª divisão do Paulistão. Ao final de 12 jogos, os dois primeiros de cada chave, avançam para as quartas de final. Nos playoffs, as disputas serão sempre em dois jogos, diferente do ano passado, quando apenas as quartas de final foram em partida única, com semifinais e finais em dois jogos.

A Série A de Campo Limpo terá os seguintes times: Portugal, Real Monte Alegre, Juventus, Onze Garotos, Garotinhos, Vai Quem Qué, Califórnia, Marchetti, SAB São José, Firenze, Santo Antônio, Ajax, Vila Olímpia, Juventude, Parque Internacional e Pernilongos.